Conecte-se Conosco

Mato Grosso

Governador entrega 281,9 km de asfalto novo na MT-140 neste sábado (15)

Publicado

em

Governador Mauro Mendes e comitiva percorrerão o trecho da rodovia entre Nova Ubiratã e Santa Rita do Trivelato – Foto por: Mayke Toscano/Secom-MT

O governador Mauro Mendes entrega, neste sábado (15.06), 281,9 km de asfalto novo na MT-140. A rodovia estadual é a mais importante de Mato Grosso, por ser um corredor logístico de escoamento da produção agrícola, ligando as regiões Norte e Sul do Estado.

Mauro Mendes e comitiva percorrerão o trecho da rodovia entre Nova Ubiratã e Santa Rita do Trivelato, a partir das 8h30. A solenidade de entrega do asfalto novo da MT-140 será às 11h, no Clube Magester, em Santa Rita do Trivelato.

Os investimentos no asfaltamento da rodovia e construção de 3 pontes alcançam o montante de R$ 400 milhões. O trecho recém asfaltado vai de Nova Ubiratã até Campo Verde, passando por Boa Esperança do Norte, Santa Rita do Trivelato, Planalto da Serra e Nova Brasilândia.

Também serão entregues as pontes sobre o Ribeirão Piabás (80m), sobre o Rio Von Den Steinen (50,5m) e a sobre o Rio Teles Pires (200,8m), todas na MT-140.

Publicidade

Serviço:

Entrega de 281,9 km de asfalto novo da MT-140

Sábado (15.06)

8h30 – Chegada em Nova Ubiratã e deslocamento pela MT-140

11h – Chegada em Santa Rita do Trivelat

Publicidade

Ato de entrega de 281,9 km de asfalto novo. Local: Clube Magester

Aline Chagas | Secom-MT

Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com

Mídia Rural, sua fonte confiável de informações sobre agricultura, pecuária e vida no campo. Aqui, você encontrará notícias, dicas e inovações para otimizar sua produção e preservar o meio ambiente. Conecte-se com o mundo rural e fortaleça sua

Continue Lendo
Publicidade
Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Veja a lista de medicamentos ofertados gratuitamente pelo Farmácia Popular

Publicado

em

A partir desta semana, mais dez medicamentos passam a ser distribuídos de forma gratuita pelo programa Farmácia Popular (Foto: Reprodução)

 

A partir desta semana, mais dez medicamentos passam a ser distribuídos de forma gratuita pelo programa Farmácia Popular. A lista inclui remédios para tratar colesterol alto, doença de Parkinson, glaucoma e rinite. Até então, somente medicações contra diabetes, hipertensão, asma e osteoporose, além de anticoncepcionais, podiam ser retiradas de graça em unidades credenciadas.

Com a atualização anunciada esta semana, 39 dos 41 itens ofertados pelo Farmácia Popular passam a ser distribuídos gratuitamente. Para os demais medicamentos e insumos disponibilizados pelo programa, o Ministério da Saúde já arcava com até 90% do valor de referência e o cidadão pagava o restante, de acordo com o valor praticado pela farmácia.

Confira a lista completa abaixo, conforme indicação médica:

Publicidade

Asma

– brometo de ipratrópio 0,02mg
– brometo de ipratrópio 0,25mg
– dipropionato de beclometasona 200mcg
– dipropionato de beclometasona 250mcg
– dipropionato de beclometasona 50mcg
– sulfato de salbutamol 100mcg
– sulfato de salbutamol 5mg

Diabetes

– cloridrato de metformina 500mg
– cloridrato de metformina 500mg – ação prolongada
– cloridrato de metformina 850mg
– glibenclamida 5mg
– insulina humana regular 100ui/ml
– insulina humana 100ui/ml

Hipertensão

Publicidade

– atenolol 25mg
– besilato de anlodipino 5 mg
– captopril 25mg
– cloridrato de propranolol 40mg
– hidroclorotiazida 25mg
– losartana potássica 50mg
– maleato de enalapril 10mg
– espironolactona 25 mg
– furosemida 40 mg
– succinato de metoprolol 25 mg

Anticoncepcionais

– acetato de medroxiprogesterona 150mg
– etinilestradiol 0,03mg + levonorgestrel 0,15mg
– noretisterona 0,35mg
– valerato de estradiol 5mg + enantato de noretisterona 50mg

Osteoporose

– alendronato de sódio 70mg

Publicidade

Dislipidemia

– sinvastatina 10mg
– sinvastatina 20mg
– sinvastatina 40mg

Doença de Parkinson

– carbidopa 25mg + levodopa 250mg
– cloridrato de benserazida 25mg + levodopa 100mg

Glaucoma

Publicidade

– maleato de timolol 2,5mg
– maleato de timolol 5mg

Rinite

– budesonida 32mcg
– budesonida 50mcg
– dipropionato de beclometasona 50mcg/dose

Dignidade menstrual

– absorvente higiênico (para pessoas em situação de vulnerabilidade e estudantes da rede pública)

Publicidade

Copagamento

De acordo com a lista atualizada do programa, os seguintes itens do Farmácia Popular permanecem na modalidade de copagamento, onde o ministério arca com até 90% do valor de referência e o cidadão paga o restante, de acordo com o valor praticado pela farmácia:

– dapagliflozina 10 mg (indicado para o tratamento de diabetes associada a doença cardiovascular)

– fralda geriátrica (quadros de incontinência)

O programa

Publicidade

Criado em 2004 com o objetivo de disponibilizar medicamentos e insumos de saúde, o Farmácia Popular, segundo dados do governo federal, está presente em 85% dos municípios brasileiros – cerca de 4,7 mil cidades – e conta com uma lista de mais de 31 mil estabelecimentos credenciados em todo o país, com capacidade para atender 96% da população brasileira.

A expectativa do Ministério da Saúde é universalizar o programa, cobrindo 93% do território nacional. Segundo a pasta, foram credenciadas 536 novas farmácias em 380 municípios de referência do Programa Mais Médicos, com 352 cidades do Norte e Nordeste recebendo a primeira unidade cadastrada.

“Para alcançar a meta, o credenciamento de novas farmácias e drogarias foi aberto em 811 cidades de todas as regiões do país, com prioridade para os municípios que participam do Mais Médicos – uma estratégia que visa a diminuição dos vazios assistenciais”, informou o ministério.

Agência Brasil

Colaborou:  Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com

Publicidade
Continue Lendo

Mato Grosso

Com mais de 11 mil crianças fora das creches, Botelho quer ampliação de vagas e parcerias com instituições filantrópicas

Publicado

em

Esta foi uma das propostas debatidas no encontro realizado com profissionais da educação para debater o plano de governo – Fotos: Vanderson Ferraz

 

Atualmente, Cuiabá atende 13.920 crianças nas creches e apesar da prefeitura apresentar um déficit de apens 3,4 mil vagas, dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontam que a situação é pior. A capital mato-grossense tem 11.357 crianças, de 0 a 3 anos, sem atendimento na educação.

Os números foram apresentados durante o debate do plano de governo do pré-candidato a prefeito de Cuiabá, deputado Eduardo Botelho (União), realizado com profissionais da educação.

“É obrigação da prefeitura buscar essas crianças, saber onde elas estão, porque não estão nas creches, precisamos fazer a nossa parte e cuidar das nossas crianças, defender o direito à educação”, defendeu Botelho.

Publicidade

A ampliação do número de vagas para as creches foi uma das demandas levantadas pelo público e que será contemplada no plano de governo do parlamentar, que passou 17 anos como professor na sala de aula e sabe da importância da educação para transformar a vida das pessoas.

O parlamentar destaca ainda que irá ampliar o número de vagas nas creches, tanto com a construção de novas unidades, com pelo menos oito novos Centros Municipais de Educação Infantil, e buscará também parcerias com as instituições filantrópicas. “O importante é não deixar nenhuma criança fora da creche. As mães precisam ter onde deixar seus filhos com segurança para poder trabalhar”, comentou Botelho.

O deputado conta com uma equipe de técnicos e profissionais para elaboração do plano de governo e já vem estudando a situação da capital há algum tempo. No entanto, apesar de contar com este grupo de trabalho, Botelho também quis ouvir as demandas de quem vive o dia a dia das escolas municipais e conhece de perto os problemas na educação infantil de Cuiabá com o objetivo de elaborar um projeto factível e que vá, de fato, atender a população.

Para agilizar a ampliação do número de vagas em creches, como deputado, Botelho assegurou recursos na ordem de R$ 120 milhões, previsto para este ano. O objetivo é zerar o déficit de aproximadamente 40 mil vagas em Mato Grosso, conforme dados do Gabinete de Articulação para a Efetividade da Política Pública da Educação em Mato Grosso (Gaepe-MT).

Assessoria

Publicidade

Colaborou:  Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com

Continue Lendo

Mato Grosso

Projeto de deputado que prioriza análise do cadastro ambiental em propriedades na margem do rio Araguaia é aprovado na ALMT

Publicado

em

Assessoria

Os deputados aprovaram a prioridade na distribuição e análise do Cadastro Ambiental Rural (CAR) das propriedades situadas na faixa contínua de 20 Km na margem esquerda do rio Araguaia, em Mato Grosso.

A alteração está no Projeto de Lei Nº 1246/2024, de autoria do deputado Dr. Eugênio de Paiva (PSB), aprovado na terça-feira (9/7) na Assembleia Legislativa e vai à sanção do Governo do Estado. O pedido de inscrição do cadastro é apreciado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA-MT).

O deputado afirma que o Projeto de Lei 909/2024, da Câmara dos Deputados, impacta grandes e pequenas propriedades nos municípios do Vale do Araguaia. Por isso a necessidade da alteração.

“Queremos com isso que se respeite o Código Florestal Brasileiro, e que nós possamos ter o nosso corredor ecológico do Araguaia de forma natural, respeitando o Código Florestal. Eu tenho certeza que nós teremos o corredor ecológico do Araguaia preservado naturalmente”, argumenta Dr. Eugênio.

Publicidade

“Com esse projeto, nós queremos que dentre as prioridades, que já constam em decreto do Governo do Estado, que acrescente esses 20 Km à margem esquerda do rio Araguaia, para que prossiga a apreciação e liberação do CAR”, reforça o Deputado do Araguaia sobre a importância da sua proposta.

Critérios de priorização

Dr. Eugênio ainda argumenta no projeto que há critérios definidos para priorização do CAR no Decreto Nº 1.031, de 2017, que regulamenta a Lei Complementar Nº 592/2017, referente ao Programa de Regularização Ambiental, o Sistema Mato-Grossense de Cadastro Ambiental (Simcar) e inscrição e análise do CAR.

Entre os critérios constam, estatuto do idoso, com prioridade especial aos maiores de 80 anos; propriedades ou posses rurais com requerimento para o Plano de Exploração Florestal (PEF) e Reflorestamento; propriedades ou posses rurais com inconsistências para a emissão Autorização Provisória de Funcionamento Rural (APF-Rural) e propriedades ou posses rurais; e propriedades ou posses rurais com áreas embargadas.

Projeto do corredor ecológico

Publicidade

Dr. Eugênio elaborou a lei após participar na primeira semana de junho do debate no Ministério Público Federal, em Brasília, sobre a criação de um corredor ecológico da onça pintada de 20 Km em cada uma das margens do rio Araguaia, em Mato Grosso e Goiás, com faixa total de 40 Km.

O deputado afirmou na ocasião que soube do debate por conta própria e que precisava participar por se tratar de assunto sobre o Vale do Araguaia. Ele criticou que os mais interessados na questão não foram convidados para opinar, como produtores rurais, e muito menos a sociedade civil ou representantes da população.

Redação/AguaBoaNews

Colaborou:  Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com

Publicidade
Continue Lendo

Tendência