Conecte-se Conosco

SOJA

Custo de produção da soja em Mato Grosso cai, mas comercialização continua lenta

Publicado

em

Divulgação

O custo de produção da soja para a safra 24/25 em Mato Grosso apresentou uma redução no mês de maio de 2024. Segundo o projeto Acapa-MT, o custeio da temporada exibiu um recuo de 1,67% em relação ao mês passado, ficando estimado em R$ 3.962,44 por hectare. Esse cenário está atrelado à queda nos custos com macronutrientes e defensivos, que tiveram desvalorizações de 2,19% e 3,07% no comparativo mensal, respectivamente.

Apesar da redução nos preços dos insumos, a comercialização dos produtos para a próxima safra ainda é lenta, devido à relação desfavorável entre o preço da soja e o custo de produção para o produtor. O preço médio ponderado da comercialização da soja para a temporada ainda não cobre o custo total de produção (COT) em reais por saca, estimado em R$ 105,09 por saca.

Além disso, o ritmo das aquisições dos insumos está menor nesta temporada em relação aos anos anteriores, o que pode significar um menor investimento por parte do produtor. Com a aproximação da semeadura, isso pode resultar em atrasos nas entregas dos produtos necessários para a produção.

Fonte: CenárioMT

Publicidade

Colaborou: Astrogildo Nunes – [email protected]

Continue Lendo
Publicidade
Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOJA

Portaria que alinha datas de plantio da Soja é públicada

Publicado

em

Marcos Vergueiro/Secom-MT

 

 

O Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) anunciou nesta sexta-feira (19.07) a publicação da Portaria nº 303, que define as datas de plantio do Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc) para a cultura da soja na safra 2024/2025. A medida abrange os estados do Rio de Janeiro, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia, Maranhão, Piauí, Acre, Pará, Rondônia, Tocantins, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e o Distrito Federal.

De acordo com informações do Mapa, a portaria visa alinhar os períodos indicados no Zarc com os períodos de vazio sanitário e o calendário de semeadura da soja em âmbito nacional, conforme estabelecido pela Portaria SDA/Mapa nº 1.111, de 13 de maio de 2024.

Publicidade

O calendário de semeadura, que leva em conta parâmetros fitossanitários, faz parte da estratégia de manejo da Ferrugem Asiática da Soja. O Zarc, por sua vez, indica as melhores épocas de plantio, visando reduzir os riscos de perdas devido a adversidades climáticas.

Os produtores rurais que participam do Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) ou do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR) devem seguir as datas de semeadura estabelecidas pela SDA, conforme o estado, e pelo Zarc, conforme o município, para garantir a inclusão nos programas de gestão de riscos.

Marcos Vergueiro/Secom-MT

AGROLINK

Colaborou: Astrogildo Nunes – [email protected]

Continue Lendo

SOJA

Processamento de soja em Mato Grosso alcança recorde no primeiro semestre de 2024

Publicado

em

Processamento de soja em Mato Grosso alcança recorde no primeiro semestre de 2024 – Divulgação

A indústria de processamento de soja de Mato Grosso atingiu um novo recorde no primeiro semestre de 2024, com o esmagamento de 6,49 milhões de toneladas de soja. Esse volume representa um aumento significativo de 13,74% em relação ao mesmo período em 2023. O crescimento é atribuído tanto à expansão da capacidade industrial quanto à forte demanda por óleo e farelo de soja.

Somente em junho, foram processadas 1,08 milhão de toneladas de soja, um recorde mensal. Esse número é 10,30% superior ao de junho de 2023 e 9,49% acima da média dos últimos três anos, segundo dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Apesar do recorde de volume processado, as margens brutas da soja registraram queda em junho, com média de R$ 334,47 por tonelada no estado. Isso representa um decréscimo mensal de 2,06% e uma queda de 43,96% em relação a junho de 2023. O Imea explica que essa redução na margem se deve ao efeito combinado da elevação dos preços da soja nos últimos meses e da expressiva queda nos preços do farelo de soja, que neste ano estão abaixo de R$ 2.000 por tonelada.

Fonte: CENÁRIOMT

Publicidade

Colaborou: Astrogildo Nunes – [email protected]

Continue Lendo

SOJA

Processamento de soja em Mato Grosso alcança recorde no primeiro semestre de 2024

Publicado

em

Processamento de soja em Mato Grosso alcança recorde no primeiro semestre de 2024 – Divulgação

 

A indústria de processamento de soja de Mato Grosso atingiu um novo recorde no primeiro semestre de 2024, com o esmagamento de 6,49 milhões de toneladas de soja. Esse volume representa um aumento significativo de 13,74% em relação ao mesmo período em 2023. O crescimento é atribuído tanto à expansão da capacidade industrial quanto à forte demanda por óleo e farelo de soja.

Somente em junho, foram processadas 1,08 milhão de toneladas de soja, um recorde mensal. Esse número é 10,30% superior ao de junho de 2023 e 9,49% acima da média dos últimos três anos, segundo dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Apesar do recorde de volume processado, as margens brutas da soja registraram queda em junho, com média de R$ 334,47 por tonelada no estado. Isso representa um decréscimo mensal de 2,06% e uma queda de 43,96% em relação a junho de 2023. O Imea explica que essa redução na margem se deve ao efeito combinado da elevação dos preços da soja nos últimos meses e da expressiva queda nos preços do farelo de soja, que neste ano estão abaixo de R$ 2.000 por tonelada.

Publicidade

Fonte: CENÁRIOMT

Colaborou: Astrogildo Nunes – [email protected]

Continue Lendo

Tendência