Conecte-se Conosco

Café

Produção e Exportação de Café da Colômbia Registram Aumento Significativo em Junho

Publicado

em

Divulgação

 

A produção de café na Colômbia, reconhecida como o maior fornecedor mundial de arábica lavado, alcançou 1,17 milhão de sacas de 60 kg em junho, representando um aumento de 23% em comparação com o mesmo período do ano anterior, informou a Federação Nacional dos Cafeicultores. Em junho de 2023, a produção havia sido de 956 mil sacas. Além disso, houve um crescimento de 4,6% na produção em relação a maio deste ano.

Expansão nas Exportações

As exportações de café colombiano também apresentaram um desempenho notável em junho, com um aumento de 36%, totalizando 1,02 milhão de sacas de 60 kg, comparado ao mesmo mês do ano anterior. No acumulado do primeiro semestre de 2024, a produção de café atingiu 5,82 milhões de sacas, um aumento de 16%, enquanto as exportações somaram 5,74 milhões de sacas, registrando um crescimento de 15% em relação ao mesmo período do ano passado.

Publicidade

Nos últimos 12 meses, a produção de café na Colômbia cresceu 14%, chegando a 12,1 milhões de sacas, e as exportações aumentaram 7,6%, totalizando 11,3 milhões de sacas. Esses números destacam a capacidade do país, o terceiro maior produtor mundial de café após Brasil e Vietnã, de produzir aproximadamente 14 milhões de sacas por ano.

Sustentabilidade e Qualidade

Conhecida por seus cafés suaves e de alta qualidade, a Colômbia possui 840 mil hectares dedicados ao cultivo de café, sustentando cerca de 540 mil famílias que dependem dessa atividade econômica. Em 2023, a safra de café colombiana encerrou um ciclo de três anos consecutivos de queda, com um aumento de 2%, totalizando 11,3 milhões de sacas de 60 kg.

Esses resultados positivos reforçam a posição da Colômbia como um importante player no mercado global de café, destacando tanto a resiliência dos produtores quanto a qualidade superior do café colombiano.

Fonte: Portal do Agronegócio

Publicidade

Colaborou: Astrogildo Nunes – [email protected]

Continue Lendo
Publicidade
Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Café

Soluções biológicas ajudam a mitigar adversidades no plantio de café

Publicado

em

Com o uso de tecnologias nutricionais na preparação de um solo saudável, os cafeicultores têm capacidade de prevenir os desafios produtivos – Assessoria

 

O potencial produtivo de uma planta de café é alcançado através do manejo adequado do solo, que proporciona nutrientes essenciais para o desenvolvimento e maturação da lavoura. Além disso, essa estratégia de produção contribui para induzir a resistência da planta, mitigando perdas em situações de adversidades climáticas. Já está comprovado que combinar o uso de soluções biológicas para o controle de patógenos, práticas de adubação e outros cuidados necessários para expressar todo o potencial genético da planta resulta em grãos mais pesados e de melhor qualidade.

A produção pode sofrer intempéries climáticas e hídricas, ações danosas ao desenvolvimento do plantio, em momentos decisivos no ciclo do cultivo. Um levantamento da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) mostrou o quanto a produção cafeeira da região foi atingida pela falta de chuvas e excesso de calor durante o último trimestre de 2023, época de floração e enchimento de grãos. Estes fatores provocaram uma quebra na safra 2024 do grão da segunda bebida mais consumida mundialmente. De acordo com a Emater-MG, a queda está diretamente relacionada aos fatores climáticos que assolaram a região.

O engenheiro agrônomo Wellington Carvalho, gerente de vendas da Alltech Crop Science, destaca que a preparação prévia do solo é fundamental para mitigar os efeitos das adversidades encontradas pelos cafeicultores. “Uma abordagem eficaz envolve induzir a resistência das plantas através da aplicação de soluções biotecnológicas. Isso permite preparar a planta para enfrentar melhor situações de estresses hídrico e climático, garantindo sua adaptação mais tranquila a condições adversas”, enfatiza.

Publicidade

Segundo o especialista, uma preparação adequada do solo cria condições para uma produção mais resistente a doenças fitossanitárias. “Um bom manejo nutricional ajuda a planta a responder melhor aos precursores hormonais e indutores de resistência, o que resulta em melhor desempenho. Ao integrarmos este processo com o uso de soluções químicas, conseguimos ter um controle mais eficaz do cafeeiro, incluindo o controle melhorado da ferrugem e da Phoma”, destaca.

Como cultura perene, o manejo do café demanda a construção de um solo supressivo e saudável, aponta o engenheiro agrônomo. Carvalho ressalta que, ao aliarem esta condição com métodos como rotação de culturas, uso de matéria orgânica e plantio direto, os cafeicultores otimizarão ainda mais a produção do grão. “Quando há uma base bem estabelecida no momento do plantio e um cuidado contínuo com a cultura, isso pode trazer uma alta produtividade”, comenta.

Feira de Negócios Coocafé

Para ajudar os cafeicultores a alcançarem resultados produtivos e maximizarem a eficiência e o rendimento nas lavouras, a Alltech Crop Science estará presente na 13ª edição da Feira de Negócios Coocafé, em Lajinha (MG). Entre os dias 1º a 3 agosto, a empresa apresentará uma variedade de soluções, que vão da proteção, nutrição e cuidado com o solo, como o Coppercrop™, o Liqui-Plex Fruit™ e o Soil-Plex Active™. Organizado pela Coocafé, cooperativa que conta com mais de 11 mil cooperados, o evento possibilita aos produtores conhecerem as principais inovações do setor e fecharem negócios. “Estaremos com uma equipe preparada para atender os cooperados”, conclui o gerente de vendas da Alltech Crop Science.

Sobre a Alltech Crop Science

Publicidade

A Alltech Crop Science, divisão agrícola da Alltech, desenvolve soluções naturais para enfrentar os desafios da agricultura nos principais mercados do mundo. Por meio de produtos com alto valor agregado e tecnologia exclusiva nas áreas de nutrição, solo, proteção e performance, auxiliamos na promoção da sustentabilidade e da rentabilidade do produtor rural. A Alltech Crop Science do Brasil é composta pela maior fábrica de leveduras do mundo, localizada em São Pedro do Ivaí (PR), pela sede em Maringá (PR) e pela unidade em Uberlândia (MG).

Informações para imprensa:

Tel: (41) 99958-5463 – Olavo Pesch
Tel: (41) 99505-8888 – Gabriel Santos
[email protected]

Assessoria

Colaborou: Astrogildo Nunes – [email protected]

Publicidade
Continue Lendo

Café

Yara lança solução inovadora e sustentável para a cultura do café na Coopercitrus Expo

Publicado

em

YaraMila INOVAPLUS foi desenvolvido para atender as exigências nutricionais atuais do café
e em sua produção há redução de 50% na pegada de carbono – Assessoria

 

 

A Yara, líder mundial em nutrição de plantas, marca presença na Coopercitrus Expo, de 22 a 26 de julho, em Bebedouro (SP). O evento reúne produtores, especialistas e empresas para troca de conhecimento e apresentação de novas tecnologias. Além de uma importante novidade para a cultura do café, a Yara estará presente com seu portfólio de soluções nutricionais para o aumento da qualidade e produtividade da lavoura.

“Com o objetivo de levar ainda mais inovação e eficiência à cultura do café, a Yara lança na Coopercitrus Expo o YaraMila INOVAPLUS, desenvolvido para propiciar o equilíbrio nutricional necessário que a evolução da cultura exige. A novidade também atende uma demanda de sustentabilidade do mercado de café, pois em seu processo de produção há a redução de 50% de pegada de carbono quando comparado a produtos ofertados pelo mercado, estando totalmente em linha com a ambição da Yara de cultivar um futuro alimentar positivo para a natureza”, afirma Eduardo Soares, Consultor Técnico Comercial Sênior da Yara.

Publicidade

YaraMila INOVAPLUS oferece uma ótima relação entre nitrogênio e potássio e conta com maior quantidade de enxofre e magnésio, nutrientes altamente demandados pelo café, assim como mais zinco em sua formulação. Desta forma, é possível potencializar a produção, considerando uma relação de nutrientes mais adequada à cultura. O produto ainda possui todos os nutrientes no mesmo grânulo, o que permite uma distribuição muito mais uniforme.

A companhia também apresenta durante o evento seu portfólio com soluções nutricionais de alta tecnologia, que entregam ainda mais valor agregado e capacidade produtiva ao agricultor. Uma delas é o YaraRega FULLNUTRI, voltado para fertirrigação e que possui uma fórmula com sete ingredientes no mesmo grânulo, contribuindo para a qualidade das hortaliças, frutas, citros e café. O YaraRega QUALIFRESH, também indicado para fertirrigação, tem foco na fruticultura e citricultura e foi projetado para fortalecer o desenvolvimento dos cultivos, possibilitando frutos com mais frescor, sabor e qualidade. Já o YaraBasa IDEALPLUS foi desenvolvido para atender principalmente as exigências nutricionais das culturas da soja e feijão, com oito nutrientes no mesmo grânulo e enxofre e cálcio prontamente disponíveis para as plantas.

Mais um destaque da empresa na Coopercitrus Expo é a linha YaraAmplix, que combina macro e micronutrientes com substâncias de matriz orgânica, aumentando a eficiência do uso de nutrientes e melhorando a qualidade das culturas; assim como a YaraVita, linha de fertilizantes líquidos com macro e micronutrientes para aplicação foliar, indicada para aumentar a qualidade e eficiência de diversas culturas e que tem entre seus diferenciais o respeito ao meio ambiente.

Além das soluções, especialistas da Yara estarão à disposição no evento para informar sobre o lançamento e os destaques da empresa, esclarecer dúvidas e orientar sobre técnicas de cultivo.
Sobre a Yara

A Yara, líder mundial em nutrição de plantas, cultiva conhecimento para alimentar o mundo e proteger o planeta de forma responsável. Para concretizar o compromisso de cultivar um futuro alimentar positivo para a natureza, oferece um portfólio de produtos de alta tecnologia com baixa emissão de carbono, desenvolve ferramentas agrícolas digitais destinadas à agricultura de precisão e trabalha em estreita colaboração com pesquisadores e parceiros da indústria para construir uma cadeia de valor do alimento cada vez mais sustentável. Com uma atuação integrada, a companhia também fornece soluções industriais para usos diversos, entre eles a redução de poluentes, melhorando a qualidade do ar das cidades.

Publicidade

Fundada na Noruega, em 1905, para resolver a emergente crise de fome na Europa, está presente no mundo todo, com mais de 17 mil colaboradores e operações em mais de 60 países. No Brasil, a Yara está idealmente posicionada em todos os principais polos agrícolas. Com mais de 5 mil colaboradores, a empresa atende todos os perfis de produtores e culturas, colaborando com o crescimento da agricultura e o protagonismo do país no desafio de alimentar uma população mundial crescente. Desde que se instalou no Brasil, na década de 1970, a Yara vem trabalhando para fomentar a produção de fertilizantes, reduzindo a dependência de importação de matéria-prima e modernizando a indústria nacional, em linha ao seu compromisso global com a agenda de descarbonização.

Lygia Conde

Colaborou: Astrogildo Nunes – [email protected]

 

Publicidade
Continue Lendo

Café

Fungicida causa colapso no fungo da ferrugem-do-cafeeiro

Publicado

em

Doença é bastante prejudicial – Foto: Sheila Flores

 

 

O novo fungicida Elios 800 WG, fabricado pela Sipcam Nichino Brasil, está ganhando popularidade no controle da ferrugem-do-cafeeiro (Hemileia vastarix) na cafeicultura brasileira. Sistêmico e do grupo triazol, é específico para aplicação via solo e atua rapidamente, causando colapso na parede celular do fungo e inibindo o crescimento das hifas.

Eric Ono, engenheiro agrônomo da Sipcam Nichino, recomenda uma aplicação por safra durante a floração, enfatizando a importância da distribuição uniforme do fungicida na linha de plantio. “Trata-se de uma solução adequada quando a cultura estiver no estágio da floração. Consideramos ideal uma aplicação por safra, no momento certo, e também que seja observada a distribuição uniforme do fungicida na linha de plantio”, ressalta.

Publicidade

Especialistas em patógenos da cafeicultura consideram a ferrugem-do-cafeeiro a doença mais grave da cultura, podendo causar perdas significativas de colheitas e plantações se não for controlada. A doença provoca queda precoce de folhas e secagem dos ramos, resultando em grande redução de produtividade. Eric Ono, da Sipcam Nichino, afirma que condições de alta umidade relativa, baixa luminosidade e temperaturas entre 20ºC e 25ºC são ideais para o desenvolvimento da ferrugem.

Lançado em abril, o fungicida Elios 800 WG se destaca fazendo parte do portfólio da Sipcam Nichino para a cafeicultura, que inclui acaricidas (Fujimite 50 SC), inseticidas (Trebon 100 SC), fungicidas (Brisa, Fezan Gold, Metiltiofan, Cuprozeb) e bioestimulantes (Abyss, Blackjak, Stilo Verde, Nutex Premium).

AGROLINK – Leonardo Gottems

Colaborou: Astrogildo Nunes – [email protected]

Publicidade
Continue Lendo

Tendência