Conecte-se Conosco

Transporte

Grupo de fiscalização inspeciona cadeias de Vila Rica, Porto Alegre do Norte e São Félix do Araguaia

Publicado

em

Fotos: Alair Ribeiro
O Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e Socioeducativo de Mato Grosso (GMF-MT) realizou uma visita técnica no município de Vila Rica (1.320Km de Cuiabá). A equipe técnica, liderada pelo supervisor, desembargador Orlando de Almeida Perri, conversou com os recuperandos e conheceu projetos como artesanato com produção de tapetes, madeira, pneus e oficina de arte em couro cru.
A unidade tem sala para 20 pessoas privadas de liberdade, aula no período da manhã e tarde com ensino fundamental. Atualmente, são 78 recuperandos e apenas dois trabalhando extramuros. Para ampliar esse número, foi realizada uma reunião na sede da prefeitura municipal. “É a primeira vez que viemos em visitação à unidade desta cidade, precisa de alguns reparos que vamos providenciar junto a SAAP e uma reunião aqui com o vice-prefeito, pois temos apenas dois reeducandos trabalhando extramuros na prefeitura e queremos elevar o número para, pelo menos, 20 trabalhando aqui”, ressaltou o desembargador Orlando Perri.
O magistrado também destacou o potencial humano na unidade. “Vimos lá, por exemplo, profissionais que trabalham com arte em couro. Então estamos planejando a montagem de uma oficina de selaria, além de outras, como as de concreto em parceria com a Prefeitura de Vila Rica”, pontuou.
O vice-prefeito do município, Júlio Borges, enalteceu a presença do GMF na região. “Várias ideias alinhadas aqui e desejamos montar ali na cadeia algumas fábricas e vamos ampliar essa parceria porque a gente sabe que dá resultado. Digo por experiência própria, hoje pessoas que já passaram pelo presídio trabalham comigo atualmente porque receberam uma nova chance para mudar de vida”, afirmou.
O diretor da Cadeia Pública de Vila Rica, Rivelino Pereira, também avaliou a inspeção do GMF na unidade prisional de forma positiva. “É de suma importância esse trabalho do GMF para aquelas pessoas que às vezes não tiveram uma oportunidade no decorrer da vida. Então isso traz mais dignidade para as pessoas privadas de liberdade por meio do trabalho, religião, estudo, para tentarem mudar a história da vida deles”, ressaltou.
Porto Alegre do Norte – Depois de Vila Rica, a equipe partiu para Porto Alegre do Norte, onde visitou a cadeia pública municipal acompanhada pelo diretor do Fórum, juiz Caio Martins. Em seguida reuniram-se com autoridades locais e representantes da sociedade civil organizada na sede do Fórum da Comarca, com a finalidade de discutir propostas para o fomento da ressocialização na região.
São Félix do Araguaia – No dia seguinte, foi a vez de São Félix do Araguaia receber a comitiva. O grupo visitou a cadeia municipal da cidade, que tem 60 recuperandos, sendo que três trabalham intramuros (limpeza, entrega alimentação e manutenção da unidade), quatro extramuros pela Fundação Nova Chance em parceria com a Prefeitura de São Félix (mecânico, pedreiros e serviços-gerais).
A unidade tem uma sala de aula (ensino fundamental e ensino médio, com aulas nos períodos matutino, vespertino e noturno), num total 24 alunos matriculados. Conta também com projeto do Ministério Público desenvolvido com apoio do Judiciário, o Reconstruindo Sonhos, com 20 pessoas privadas de liberdade participando. O objetivo é reduzir a reincidência criminal e fortalecer a ressocialização.
Em São Félix do Araguaia, também foram realizadas reuniões com autoridades locais na sede da prefeitura e, por fim, uma reunião na sede do Ministério Público.
“Nós ficamos muito contentes com o abraçamento de todos os juízes do estado de Mato Grosso, os promotores e defensores, representantes de prefeituras que participaram conosco, a OAB, enfim, todos engajados nessa luta tão importante, que é garantir uma reinserção social e uma sociedade mais justa, mais perfeita e também, sem violência”, enfatizou o juiz coordenador do GMF, Geraldo Fidélis.
A maior missão do GMF é trabalhar para que recuperandos e recuperandas passem pelo processo de ressocialização, alcançando novamente um lugar na sociedade. “É minha primeira cadeia, nunca fui preso e essa oportunidade que estão me dando é muito importante pra mim, pra eu mudar e ter no futuro uma nova chance”, afirmou um recuperando.
Para o secretário adjunto de administração penitenciária, Gean Gonçalves, as visitas servem para conhecer a realidade local. “É o trabalho que a gente vem desenvolvendo, buscando parcerias para empregabilidade dos privados de liberdade”, frisou.

Eli Cristina Azevedo/TJMT

Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com

Mídia Rural, sua fonte confiável de informações sobre agricultura, pecuária e vida no campo. Aqui, você encontrará notícias, dicas e inovações para otimizar sua produção e preservar o meio ambiente. Conecte-se com o mundo rural e fortaleça sua

Continue Lendo
Publicidade
Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Transporte

PM e PRF prendem dupla com tabletes de cocaína escondidos em fundo falso de lancha em Nova Nazaré

Publicado

em

Foto: Assessoria PM

 

Policiais militares apreenderam, nesta terça-feira (11.06), um veículo Corola, uma lancha e cinco tabletes de cocaína, em uma ação integrada com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). O flagrante foi feito durante abordagem na MT-326, no município de Nova Nazaré. Dois homens, de 44 e 52 anos, foram presos por tráfico.

As equipes realizavam barreiras a fim de prevenir e combater infrações de trânsito e irregularidades de veículos na região quando receberam a denúncia de que condutor de um Corolla estava transportando entorpecentes.

Após a denúncia, as equipes intensificaram o policiamento e, em certo momento, identificaram o carro com os dois homens. O veículo transportava um reboque com uma lancha.

Publicidade

Questionados quanto à documentação dos veículos, os suspeitos informaram que não possuíam. Em seguida, os agentes realizaram uma busca veicular e identificaram um fundo falso no interior da lancha.

No local, as equipes apreenderam cinco tabletes de pasta base de cocaína escondidas no assoalho da embarcação. A dupla não revelou a origem e destino dos produtos ilícitos. Os suspeitos, o veículo, a lanche e os entorpecentes foram encaminhados à delegacia para registro do boletim de ocorrência e demais providências cabíveis.

Disque-denúncia   

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do 190, ou disque-denúncia 0800.065.3939.

Wellyngton Souza | PMMT/AguaBoaNews

Publicidade

Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com

Continue Lendo

Transporte

PF apura desvios do fundo partidário e eleitoral destinado ao PROS nas eleições de 2022

Publicado

em

PF/RO

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (12) a Operação Fundo no Poço, com o objetivo de desarticular organização criminosa responsável por desviar e se apropriar de recursos do fundo partidário e eleitoral nas eleições de 2022, destinados ao extinto PROS, que se fundiu ao Solidariedade.

Segundo o UOL, o alvo principal da operação é Eurípedes de Macedo Júnior, fundador do Pros e atual presidente do Solidariedade. Ele está foragido.

As investigações tiveram início a partir de denúncia do então presidente do partido em desfavor de um ex-dirigente suspeito de desviar aproximadamente R$ 36 milhões.

Estão sendo cumpridos 7 mandados de prisão preventiva, 45 mandados de busca e apreensão em dois estados (GO e SP) e no DF, bloqueio e indisponibilidade de R$ 36 milhões e o sequestro judicial de 33 imóveis, deferidos pela Justiça Eleitoral do DF.

Publicidade

Já foram presos Cintia Lourenço da Silva, primeira-tesoureira do Solidariedade; Alessandro Souza da Silva, o Sandro do Pros, e Berinaldo da Ponte, ex-deputado distrital.

Por meio de Relatórios de Inteligência Financeira e da análise de prestações de contas de supostos candidatos, foram localizados indícios que apontam para existência de uma organização criminosa estruturalmente ordenada com o objetivo de desviar e se apropriar de recursos do Fundo Partidário e Eleitoral, utilizando-se de candidaturas laranjas ao redor do país, de superfaturamento de serviços de consultoria jurídica e desvio de recursos partidários destinados à Fundação de Ordem Social (FOS) – fundação do partido.

Os atos de lavagem foram identificados por meio da constituição de empresas de fachada, aquisição de imóveis por meio de interpostas pessoas, superfaturamento de serviços prestados aos candidatos laranjas e ao partido.

Os envolvidos estão sendo investigados pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, furto qualificado, apropriação indébita, falsidade ideológica eleitoral e apropriação de recursos destinados ao financiamento eleitoral.

FONTE: ASSESSORIA COMUNICATIVA – PF/RO

Publicidade

Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com

Continue Lendo

Transporte

Polícia Civil deflagra Operação Vindicta

Publicado

em

PJC

Na manhã de terça-feira (11), a Polícia Civil de Rondônia, por meio da Delegacia de Machadinho d’ Oeste-RO, deflagrou a “Operação Vindicta”, com a finalidade de cumprir quatro medidas cautelares (prisão e buscas) decorrentes de investigação que apura o crime de homicídio qualificado do qual teria sido vítima o venezuelano José Leonidas Vizcaya Monsalve, 29 anos.

A vítima estava desaparecida desde o dia 12 de maio deste ano. As investigações apontaram que os suspeitos atraíram a vítima para um local, a mataram, queimaram o corpo, esconderam em uma cova, situada no terreno de um dos investigados, e posteriormente, o jogaram nas águas do Rio Belém.

O nome da operação, cuja tradução é vingança, faz referência à motivação do crime, vez que a vítima teria agredido a ex-companheira e um dos investigados na noite anterior ao crime.

Com as diligências de hoje, será possível identificar outros envolvidos.

Publicidade

FONTE: ASSESSORIA COMUNICATIVA – PC/RO

Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com

Continue Lendo
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade Enter ad code here

Tendência