Últimas Notícias do Mídia Rural

Peão de Mato Grosso vence rodeio em competição de nível nacional e representará o Brasil nos EUA




O tangaraense Rodrigo Guedes conquistou pelo quarto ano consecutivo o título do rodeio profissional da Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial de Ji-Paraná (Expojipa), em Rondônia. Além dos prêmios, ele ainda garantiu passagem para os Estados Unidos da América, onde representará o país em uma competição do esporte.
 
Como prêmio por ter conquistado a competição, o mato-grossense levou para casa uma moto Honda Bros modelo 2017, e mais R$ 6 mil em dinheiro. O segundo lugar ficou com Zaqueu Godói Belo, de Novo Horizonte, que levou uma moto CG Titan 125 e mais R$ 2 mil em dinheiro e o terceiro lugar foi para Eudimar Novais, de Cerejeiras, que ganhou R$ 6 mil em dinheiro.
 
Além do prêmio, a Associação Nacional de Rodeio, presidida por Esnar Ribeiro, comentarista oficial de rodeio da Expojipa, garantiu que o peão receberá toda a ajuda necessária para poder representar o Brasil em uma competição de rodeio nos Estados Unidos.
 
“Eu abandonei todas as outras possibilidades de construir uma vida profissional em qualquer outra carreira possível, pois desde pequeno sou amante do rodeio. Eu me lembro de ficar montando nos bezerros na fazenda onde meus pais trabalhavam, na minha época de criança. Essas lembranças passam em minha cabeça sempre que ganho uma competição. Estou feliz por vencer mais uma vez aqui em Ji-Paraná. Lá nos Estados Unidos eu quero fazer jus não só ao meu Estado, Mato Grosso, mas também ao Estado de Rondônia que tem me acolhido com muito carinho”, declarou o peão vencedor.
 
A Expojipa deste ano contou com 15 companhias de rodeio, sendo que duas foram de Mato Grosso. Ao todo, participaram 44 peões das cinco regiões do país. “O rodeio da Expojipa traz competidores de outros estados, mas ao mesmo tempo é uma vitrine para que os peões da região ganhem visibilidade e possam ser exportados para competições ainda maiores, dentro e fora do País, como é o caso do campeão deste ano, que vai para as Estados Unidos. Realizar essa competição pelo terceiro ano seguido é uma grande satisfação, pois me sinto honrado com a responsabilidade que a diretoria da Associação Rural deixa ao meu encargo”, declarou Edson Puda, diretor de rodeio da Expojipa.


Fonte: Olhar Direto

IV ENCONTRO DE FILHOS E AMIGOS DE PARAÍSO DO LESTE




A comunidade rural de Paraíso do Leste(Poxoréo) celebra no próximo dia 09 de setembro o IV ENCONTRO DE FILHOS E AMIGOS DE PARAÍSO DO LESTE.Essa grandiosa festa ja vem acontecendo a alguns anos, a festa ja parte do calendário da localidade é objetiva, além de manter a tradição, trazer festa e alegria para a população desta ordeira e simpática comunidade.

De acordo com o sargento Dorado, o objetivo é fazer uma festa que acolha os munícipes e também a comunidade regional. Dorado ressaltou a importância do evento para o município, proporcionando alegria para a população e disse esperar a participação de vários visitantes durante as festividades.

Portos do Arco Norte são responsáveis por 24% das exportações de grãos





Com a projeção de aumento de 50 milhões de toneladas na produção brasileira de soja e milho na safra 2016/2017, saltando de 162 milhões de toneladas para 211,2 milhões de toneladas e com a expectativa de exportar 51,13% desse volume (108 milhões toneladas de soja em grão e farelo e de milho) neste ano, os portos brasileiros ganham importância para a recuperação da economia, rendendo divisas.
O porto de Santos continua sendo o principal canal de escoamento de milho e soja, apesar do crescimento apresentado pelos portos do Arco Norte (Itacoatiara e Itaqui, no Maranhão, Santarém e Barcarena, no Pará, e Salvador, BA. De acordo com estudo da movimentação dos portos realizado pela Secretaria de Política Agrícola (SPA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), no período de janeiro a julho deste ano, pela cidade paulista, foram embarcados 21,4 milhões de toneladas de milho e soja. A expectativa é de que chegue a 37 milhões de toneladas até o fim do ano.
Os portos do Arco Norte foram responsáveis pelo embarque, entre janeiro e julho, de 15,3 milhões de toneladas de milho e soja, número que deve crescer até 26 milhões de toneladas nos 12 meses do ano. O Arco Norte já corresponde por 24% do total desses produtos exportados. A capacidade portuária (de embarque) desses portos alcança 40 milhões de toneladas.
Para o coordenador-geral de Infraestrutura, Logística e Geoconhecimento para o Setor Agropecuário, da SPA, Carlos Alberto Nunes Batista, o volume embarcado pelos portos do Norte e do Nordeste demonstra evolução significativa na logística de exportação dos produtos agrícolas brasileiros. “Isso confirma a efetividade dos investimentos privados nessas regiões, além de contribuir para a redução do custo logístico na exportação e a menor pressão nos portos do Sul e Sudeste”, observou. Carlos Alberto acrescenta que esses corredores reduzem as distâncias rodoviárias, já que disponibilizam a intermodalidade de transporte rodo-hidroviário e rodo-ferroviário.
Processos de gestão implementados pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e pela Polícia Rodoviária Federal, na BR-163, em território paraense, serão adotados em caráter preventivo em 2018, devendo assegurar a regularidade do tráfego no escoamento da safra 2017/2018, alerta o coordenador-geral.
A movimentação em outros portos como o de Paranaguá, PR, de janeiro a julho deste ano, registrou remessas de 11,8 milhões de toneladas de soja e milho. Já os portos de Santa Catarina (Imbituba e São Francisco) embarcaram 4,8 milhões de toneladas. O porto do Rio Grande, RS, teve movimentação de 8,6 milhões de toneladas e o de Vitória, ES, 2,9 milhões de toneladas de soja e milho.
O setor agrícola tem recebido atenção especial para conferir maior competitividade aos produtos exportados, que tem contribuído para a economia do país, salienta o secretário de Política Agrícola, Neri Geller.
As principais rodovias que cortam áreas produtivas do estado de Mato Grosso recebem manutenção para manter a trafegabilidade e o fluxo dos produtos em direção aos portos e às zonas agroindustriais. Geller lembra ainda a recente liberação da licença de instalação para construção de oito pontes de concreto na BR 242, localizadas entre Nova Ubiratã e Santiago do Norte, no Mato Grosso, “deve contribuir para a melhoria da logística para a produção da área de influência da rodovia”.
Faltando ainda cinco meses até o fechamento do ano, não resta dúvida, para Geller, de que as exportações de soja e milho neste ano atingirão novo recorde, podendo alcançar 76 milhões de toneladas de soja (grão e farelo) e 32 milhões de toneladas de milho.
Fonte: Mapa

Arroba do boi segue trajetória de alta em SP com oferta restrita de animais e exportações fortes




Douglas Coelho, da Radar Investimentos, aponta que o mercado do boi gordo vem mostrando firmeza desde o começo de agosto, com espaço para novas altas.
Ele conta que há preços de balcão sendo praticados em São Paulo que vão de R$133/@ a R$137/@, o que indica uma firmeza contínua no mercado físico, somado com o fator de que as escalas estão em declínio, com uma média de 3,5 dias úteis.
A oferta de animais é escassa e os pecuaristas estão bem atentos para negociar e conseguir preços melhores. As exportações também deram sinais de que devem terminar o mês com bons níveis novamente, com uma estimativa de 111,2 mil toneladas, um dos maiores valores desde outubro de 2014.
As margens historicamente altas das indústrias também fizeram com que os frigoríficos aumentassem a capacidade de abate. Marfrig e Minerva foram alguns dos que abriram novas unidades, justamente em um período de oferta escassa.
Neste momento, Coelho visualiza que o mercado é dinâmico e que não é possível traçar uma realidade. Entretanto, ele visualiza que a faixa de preços em São Paulo é confortável para que os frigoríficos realizem seus negócios.
Fatores como a entressafra, a geada e a queda de temperatura forte que tiraram boiadas dos pastos, a redução do ICMS em alguns estados e o primeiro giro com pouco incentivo também colaboraram para o período.
Para o segundo giro, ele lembra que o mercado futuro é um bom estímulo. Refletindo a realidade do físico, a BM&F atinge patamares próximos de R$140/@.
Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

Nova Mutum:Acidente envolvendo duas carretas é registrado na BR-163




Um acidente envolvendo duas carretas sete eixos, foi registrado na manhã  desta quinta-feira (17), na BR-163 em Nova Mutum, por volta das 10h17, no trevo que da Acesso a Campo Novo do Parecis.

Segundo informações obtidas no local, As carretas colidiram transversalmente, quando uma delas tentou fazer uma conversão no trevo e a outra não conseguiu frear a tempo. Parte da carga foi derramada na pista.

A equipe de resgate da Concessionária esteve no local e encaminhou dois passageiros dos veículos em estado leve para o Hospital São Camilo. Os motoristas não tiveram ferimentos e assinaram termo de recusa de atendimento.

No local do acidente  as equipes da Rota do Oeste orientam o desvio de fluxo pela pista liberada. A Concessionária também encaminhou ao local guincho.

No mais, apenas danos materiais foram registrados.


Fonte: agitosmutum

Fazendeiro pede ajuda para recuperar caminhonete F350 e mais 2 mil litros de defensivos agrícolas roubado de sua propriedade




Uma caminhonete da Ford , modelo F350 – Placa NLT -9400, foi furtada na madrugada desta quinta-feira(17), na Fazenda onde mora em Campo Novo dos Parecis.O proprietário pede ajuda para encontrá-la.
Em contato com o Jornal Ronda Policial, o proprietário do veículo, José Carlos contou que entraram em sua fazenda e levaram uma CAMIONETE e F 350 e 2 MIL LITROS DE DEFENSIVOS AGRÍCOLAS tipo Fox, contou ainda que um Boletim de Ocorrência foi registrado.
Quem tiver informação da caminhonete de COR PRATA, entrar em contato com os números; (65) 99968-7002 ou 65 3382-4115 ou Whats do Jornal 659243-5927.  



fonte ronda policial mt

Nerópolis (GO) - Nova fábrica da Kraft Heinz deve gerar mil vagas de emprego




A empresa Kraft Heinz, que constrói uma nova fábrica em Nerópolis, no centro de Goiás, deve gerar mais de mil vagas de trabalho durante as obras e funcionamento da unidade. Segundo a companhia, serão cerca de 600 vagas durante a construção e outras 500 após o início da operação da planta.
 
A companhia ainda não divulgou quais tipos de vagas estão abertas, mas os interessados em fazer parte do grupo de trabalhadores da empresa podem enviar currículos para o e-mail: fabrica@kraftheinz.com.
 
A planta, que está em construção, deve ser inaugurada em abril de 2018. Segundo a empresa, a nova fábrica deve aumentar em 50% a capacidade atual de produção da Kraft Heinz.
 



fonte agua boa news

Pouca oferta de matéria-prima mantém preço da carne firme e valoriza arroba do boi gordo




Mercado em alta em todo o país.

É a oferta curta que dita o ritmo. São os animais de cocho que garantem a maior parte da escala das indústrias. Animais de pasto não aparecem em grande quantidade.

A dificuldade de compra de matéria-prima, que se arrasta há pelo menos duas semanas, já faz algumas indústrias pularem dias de abate ou então trabalhar com ociosidade crescente.

Mesmo com o consumo de carne em retração, natural para este período do mês, há um alinhamento com a disponibilidade do produto e os preços no atacado permanecem firmes, com tendência de alta, reduzindo a pressão sobre a margem das indústrias, mesmo pagando mais pela matéria-prima. Isso é importante para manter as valorizações, no mesmo ritmo, desde o começo do mês.

É comum e recorrente, em todo o país, negociações com boi gordo e vaca gorda acontecerem acima das referências. Por outro lado, quem oferta preços menores, quase sempre, não efetiva os negócios.

No curto prazo, a oferta curta é praticamente certa. Resta ficar de olho na situação de venda de carne, que será o fator a modular a alta de preços.



fonte scotconsultoria

Trecho com atoleiros será pavimentado





Até o final de 2018, a BR-163/PA, principal via de escoamento de milho e soja do Centro-Oeste rumo aos portos do Arco Norte, estará pavimentada até Miritituba, onde estão localizados os principais terminais portuários utilizados no escoamento dessa produção. Dos 730 km da divisa de Mato Grosso com o Pará até Miritituba, restavam pavimentar 100 km, distribuídos em dois trechos. 

O ministro dos Transportes, Portos e Aviação (MT), Maurício Quintella, assina hoje o termo de transferência de R$ 128,5 milhões para o Exército pavimentar, de setembro próximo até o final de 2018, os 65 km entre Novo Progresso e Igarapé do Lauro. Outros 35 km entre Vila Planalto e o Entroncamento BR-230 estão em obras. Dos 955 km da rodovia, só vão faltar asfaltar 80 km acima de Miritituba, obras que também estão em andamento e previstos para ficarem prontos depois de 2018. 

Para Mato Grosso, maior produtor de grãos e fibra do país, as obras darão maior vazão ao escoamento de parte da produção estadual – da porção norte do Estado -, que cresce ano a ano. “O Corredor Norte é uma realidade, não tem volta”, afirma o diretor executivo do Movimento Pró-Logística, Edeon Vaz Ferreira. “Para o próximo ano (safra 2017/18), esperamos um aumento na produção voltada à exportação e, se tudo der certo, esse crescimento deve ser de 3 milhões de toneladas de soja e milho ao ano”. 

A notícia do início das obras, mesmo que ainda não favoreça o transporte da próxima safra estadual – já que a conclusão deverá acontecer no final de 2018 - traz alívio ao setor produtivo e de transportes, já que o escoamento da safra 2016/17, começou com grandes entraves, ocasionados pelos atoleiros em trechos da BR-163 entre Mato Grosso e Pará, com cargas paradas por até 20 dias entre os dois estados. 

Que os portos que formam o complexo de exportação do Arco Norte são o caminho mais viável aos grãos produzidos em boa parte de Mato Grosso ninguém duvida, mas o escoamento pela BR-163 nesse ano ficou marcado como uma ‘verdadeira odisséia’. Atoleiros do lado paraense da BR-163 retiveram caminhões e tiraram os transportadores das rodovias mato-grossenses. O nó logístico travou o acesso ao Arco Norte e causou prejuízos à cadeia do agronegócio. 

AÇÃO - “Nosso objetivo é garantir o escoamento da safra de 2017/18 aconteça sem problemas. Faremos todo o esforço para concluir a pavimentação até Miritituba, porque investir na solução dos obstáculos que amarram a economia brasileira e o funcionamento do país significa aumentar a competitividade dos produtos no mercado global”, afirmou o ministro Quintella, acrescentando que, finalmente, o país resolverá um problema que se arrasta pelas últimas décadas, quando a agricultura ampliou sua fronteira em direção ao Norte e a infraestrutura de transportes não acompanhou essa expansão. 

Na última sexta-feira, cumprindo sua primeira agenda no Estado, o presidente Michel Temer esteve no município de Lucas do Rio Verde (360 quilômetros ao norte de Cuiabá) e ouviu pedidos da classe produtora local para ações estruturantes na logística de transporte de grãos, entre eles, a conclusão da pavimentação da BR-163 e a construção de ferrovias, como a Ferrogrão, para ampliar e baratear o escoamento da produção estadual, que em 2017 deve ultrapassar 52 milhões de toneladas. 

CORREDOR NORTE - O ministro Quintella afirma que a relevância do Corredor Norte é motivo suficiente para que nunca mais aconteça o que houve no último mês de fevereiro, em pleno escoamento da safra de soja, em uma referência aos atoleiros. O intenso volume de chuvas na região, combinado às difíceis condições de alguns trechos da rodovia, praticamente paralisaram a BR-163/PA. Havia quilômetros de filas de caminhões que se dirigiam aos portos de Miritituba e Santarém. O trecho entre Vila Planalto e Miritituba foi o mais atingido. “Em fevereiro, nós garantimos ao país que a BR-163/PA estaria em condições muito melhores a partir do escoamento da safra 2017/18. Não foram só palavras. As obras, que já estamos fazendo na região e a transferência desses recursos para o Exército, tornam essas palavras concretas”, concluiu o ministro dos Transportes, Maurício Quintella. 

Edeon Vaz Ferreira pontua que o complexo de portos do Arco Norte se torna atrativo financeiramente para o escoamento da produção de áreas acima do paralelo 16, onde estão, por exemplo, as lavouras de Lucas do Rio Verde e Sorriso, em Mato Grosso, como também a região do Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia). 

A movimentação da safra 2015/16, de Mato Grosso, em direção ao Arco Norte, consolidou a rota, como o melhor caminho das commodities mato-grossenses rumo à Ásia. 


fonte diario de cuiaba

Blairo lidera ao Governo; Taques é 2º e detém a maior rejeição





Faltando 13 meses para as eleições gerais, o nome do ministro Blairo Maggi (Agricultura), que comandou o Estado por quase 8 anos, é hoje o mais lembrado nas intenções de voto para o Palácio Paiaguás, seguido pelo governador Pedro Taques, pelo ex-prefeito cuiabano Mauro Mendes e pelo senador Wellington Fagundes. Em outros cenários, o presidente do Tribunal de Contas, conselheiro Antonio Joaquim, o senador Wellington Fagundes e o ex-senador Jayme Campos também pontuam.
O levantamento foi feito pelo MT-Dados Pesquisa e Marketing entre 28 de julho e 4 deste mês. O instituto ouviu 3.057 pessoas em 45 municípios de sete regiões. A margem de erro é de 3% para mais ou para menos.
Como o quadro é de completa indefinição sobre eventuais candidaturas à sucessão estadual, o MT-Dados apresentou, na pesquisa estimulada, sete cenários, alternando nomes de alguns virtuais concorrentes. Traz ainda simulações de confronto, num espécie de duelo de segundo turno, e ainda mostra como estão as intenções de voto na espontânea e o índice de rejeição.
Numa possível disputa entre Blairo (PP), Taques (PSDB), Mauro Mendes (PSB), Wellington (PR) e Jayme (DEM), o ex-governador e hoje senador licenciado lidera com 18,06%. Taques seria o segundo colocado, com 9,78%, empatado tecnicamente com Mendes (9,36%), enquanto Wellington (6,44%) e Jayme (5,92%) vêm "na cola". Se o embate fosse entre Blairo, Taques, o procurador Mauro de Lara (Psol) e o petista Lúdio Cabral, o ministro também venceria. Nesse caso, ficaria com 18,22% (ver cenário 7).
municipios pesquisados mt dados
Os municípios acima onde o instituto MT-Dados fez o trabalho de campo
Sem Blairo no páreo, a liderança passa a ser de Taques, que pretende buscar a reeleição. Conforme mostram os cenários 2, 3, 5 e 6, o governador ficaria com percentuais entre 14% e 16%. O adversário que hoje incomodaria o tucano, conforme mostra a pesquisa, seria Mendes. No duelo, ambos aparecem empatados tecnicamente.
Na espontânea - situação em que o entrevistado revela o nome de preferência sem auxílio de uma lista com os possíveis candidatos -, Blairo figura com 6,84%, empatado tecnicamente com Taques (3,43%). Mendes vem em terceiro com 2,85% e, Jayme, com 1,50%. Nesse caso, os indecisos somam 81,98%.
Rejeição
Quanto à rejeição, o nome de Taques lidera de forma disparada. Perguntados sobre em quem não votariam de jeito nenhum, 46,82% apontaram o nome do governador tucano. A segunda maior rejeição é de Blairo, com 16,35%, seguida de Jayme (11,58%), de Lúdio (8,25%) e de Wellington (4,92%). Os menos rejeitados são Antonio Joaquim, que ainda não definiu que partido se filiar, e o procurador Mauro, ambos com 1,90%.


fonte rdnews

Bitrens colidem no perímetro urbano da BR-163 em Sinop




O acidente envolvendo os bitrens Mercedes-Benz azul e Volvo vermelho ocorreu na rodovia federal nas proximidades da região do estádio Gigante do Norte, esta tarde. A parte frontal do primeiro veículo ficou danificada e o motorista apresentava algumas escoriações pelo corpo, mas aparentemente nada muito grave.
Ao Só Notícias, este motorista disse que seguia pela rodovia sentido sul quando o motorista do bitrem que estava a frente (Volvo vermelho) realizou uma manobra para pegar o retorno. Neste momento, uma caminhonete teria freado bruscamente. Para não bater neste veículo, o motorista do Mercedes-Benz acertando a traseira da Volvo.
O Mercedes ficou parcialmente sobre a via e a outra carreta no retorno. A rodovia ficou parcialmente interditada e o trânsito foi desviado para a via lateral.
A assessoria de imprensa da Rota do Oeste enviou ao local um guincho, uma ambulância, um veículo de inspeção


fonte sonoticias

Julgamento do fazendeiro acusado de mortes de invasores em Cujubim é adiado, advogado é multado em mais de R$ 50 mil





O Tribunal do Júri que seria realizado nos dias 15 a 18 de agosto (de terça a sexta-feira) na Comarca de Ariquemes acabou sendo adiado após um dos advogados de um dos réus não comparecer na abertura da sessão de julgamento.

O Tribunal do Júri estava preparado para julgar os réus: Sérgio Sussumu Suganuma; Paulo Iwakami; Rivaldo de Souza; Moisés Ferreira de Souza e Jonas Augusto dos Santos Silva pelas mortes de integrantes de movimentos de sem terras que teriam invadido a Fazenda Tucumã, zona rural de Cujubim.

De acordo com a ata da sessão que seria presidida pelo juiz de Direito Alex Balmant, o início da sessão de julgamento foi prejudicado por dois imprevistos, o primeiro foi à ausência de um dos advogados por motivos de saúde que apresentou atestado médico e, o outro pelo não comparecimento de um dos advogados que pediu a renúncia protocolada às 08 horas do dia do Julgamento e com ciência do réu, que solicitou prazo maior para constituir novo advogado.

Diante dos fatos o Juiz Alex Balmant acabou adiando o Julgamento para o mês de outubro e multou um dos advogados em 60 salários mínimos que deverá ser pago em 10 dias.

- Inicialmente, verifica-se que o advogado Dr. J.C.S.S., foi constituído pelo réu Rivaldo de Souza desde o nascedouro da presente ação penal, inclusive durante o tramitar do inquérito policial, acompanhando todos os atos processuais, manejando os recursos cabíveis, recebendo carga dos autos por inúmeras vezes. Agora, no dia do julgamento, esteve presente no plenário e protocolou o aludido pedido de adiamento no cartório. O advogado poderá, a qualquer tempo, renunciar ao mandato, provando que cientificou o mandante, a fim de que este nomeie sucessor. Durante os 10 (dez) dias seguintes, o advogado continuará a representar o mandante, desde que necessário para lhe evitar prejuízo."

Por tal dispositivo, é de concluir que o advogado deveria continuar o patrocínio da causa, eis que o prejuízo para seu cliente é evidente, eis que encontra-se preso há mais de um ano. Diante do exposto, pelos fundamentos expendidos alhures, considerando a ausência injustificada do advogado Dr. J.C.S.S., que apesar de devidamente intimado não compareceu à solenidade, o que inviabiliza a realização do julgamento, redesigno a solenidade para o dia 23.10.2017, às 08:00 horas, podendo se estender, no mínimo até o dia 27.10.2017.

Além disto, assegura ao magistrado a possibilidade de impor uma penalidade aos advogados que se portarem de forma irresponsável perante o Poder Judiciário, o que aproxima o nosso sistema processual penal do chamado contempt of court power, bastante utilizado no direito estadunidense.

Verifica-se que o advogado foi intimado pessoalmente há muito tempo e poderia ter adotado outro comportamento, mas manteve-se silente, demonstrando, assim, desídia processual com o seu cliente, com os demais réus, e com o Poder Judiciário. Logo, com esse enfoque, não me resta alternativa, senão aplicar ao advogado, dentro de um critério de proporcionalidade, a multa de 60 (sessenta) salário mínimo, a serem recolhidos no prazo de 10 (dez) dias.

Justificativa da multa

- Tomo esta decisão ante a conduta desidiosa do advogado em não comparecer ao julgamento, acarretando assim, demora na tramitação do feito e despesas injustificadas para o Poder Judiciário. Ora, no caso, 33 jurados foram convocados, testemunhas se deslocaram para prestar seus depoimentos, inclusive da capital federal, acompanhadas de escolta, eis que submetidas ao sistema de proteção. Inúmeros policiais militares foram requisitados e a causa da não realização da solenidade se deu, exclusivamente, por conta da conduta desidiosa do causídico.

Acusação

Consta na sentença do Juízo da 1ª Vara Criminal da comarca de Ariquemes, que os crimes ocorreram nas proximidades das Fazendas Tucumã e Santa Maria. O motivo dos homicídios, segundo a decisão, foi de que as vítimas, juntamente com outros sem-terra, haviam invadido a fazenda Tucumã, da qual foram despejados judicialmente por duas vezes.

Na última reintegração de posse e despejo, muitos invasores saíram da fazenda Tucumã sem levar os seus pertences, dentre eles estavam as vítimas, que ao retornarem para pegá-los foram surpreendidos e perseguidos por policiais contratados para tal fim, dotados de habilidades especiais e experiência profissional, que se utilizaram do poder do estado para empregarem ao interesse privado com a finalidade criminosa em troca de dinheiro.

Consta que Paulo Paulo Iwakami (o japonês) foi quem contratou o seu amigo de infância, Sérgio Sussumu Suganuma, por 105 mil reais. Este, por sua vez, contratou policiais experientes, os quais em vez de defender os interesses do estado e do cidadão de bem, se utilizaram do conhecimento tático e se dispuseram ao ato criminoso.

Com o grupo foi apreendido um arsenal de armas, como metralhadora, espingardas, revolveres e munições, entre outros equipamentos utilizados em combate.

Ação Penal n. 0000770-42.2016.8.22.0002.

Leia mais:

Conflito agrário no Vale do Jamari: julgamento de fazendeiro ganha destaque na mídia nacional

Fonte:Rondoniavip

Dois frentistas morrem eletrocutados em Campos de Julio MT


Acidente fatal com duas vitimas em Campos de Júlio MT, segundo informações dois frentistas do posto Planalto estavam limpando uma placa de publicidade, quando o andaime pegou em um fio de alta tensão, matando eletrocutado os dois funcionários que faziam a limpeza da placa. Maiores informações em instantes.

Motorista em visível estado de embriaguez provoca acidente arrasta três veículos e atinge dois estabelecimentos em Guarantã





Um motorista de um caminhão bitrem em visível estado de embriagues acabou provocando um acidente na madrugada desta quarta-feira (16/08), por volta das 01h45min, na Av. Laranjeiras sentido bairro Centro em Guarantã do Norte.

Segundo informações, o motorista de uma carreta Volvo de cor vermelha, com placa NCN-5344, que estava sob efeito alcoólico, perdeu o controle do veículo, atingiu três veículos que estavam estacionados e em seguida colidiu contra a Auto Elétrica Amigo atravessou a parede e adentrou no bar Sombra da Mangueira.

Ainda segundo informações, o proprietário da Auto Elétrica mora nos fundos do estabelecimento, o mesmo relatou que foi um grande susto pois a carreta parou menos de um metro do quarto de seus filhos, porém ninguém ficou ferido, apenas danos materiais.

A Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência, onde constatou que o motorista identificado como Manoel Ferreira Brito de 45 anos morador do município de Comodoro-MT, estava em visível estado de embriagues. O mesmo foi encaminhado para a delegacia de Polícia Civil para as providências que requer o caso.


Fonte: Olhar cidade

Trabalhador que perdeu a virilidade após disparar vacina para porco contra si mesmo deve ser indenizado




Um trabalhador que disparou, acidentalmente, vacina para porco contra o próprio dedo durante a jornada de trabalho deverá ser indenizado em R$ 15 mil, a título de danos morais. Ele alegou à Justiça do Trabalho em Mato Grosso que perdeu temporariamente a virilidade e sofreu outras alterações no sistema reprodutor, por conta do acidente com a pistola de vacinação.
O nome do trabalhador e o município onde o caso ocorreu não foram divuldados pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT-MT), bem como o número do ação trabalhista. A empresa de produtos veterinários onde ele trabalhava afirmou que a culpa foi exclusiva do trabalhador. A decisão cabe recurso.
Na ação, o homem alegou que trabalhava com a criação de porcos, sendo o responsável por vacinar os animais. Um dia, por acidente, ele acabou disparando a pistola de vacinação contra o dedo polegar e passou a sofrer consequências decorrentes da substância que era injetada nos animais.
Na decisão, a juíza que julgou o caso afirmou que a atividade exercida pelo trabalhador era de risco e que, por isso, os empregadores têm responsabilidade, independentemente de culpa ou não da vítima.
A sentença levou em conta, ainda, o laudo médico da perícia que concluiu que, devido à contaminação, o trabalhador sofreu diminuição dos níveis de testosterona, diminuição da produção de espermatozoides e processos infecciosos por aproximadamente seis meses.

fonte g1

Cerenge começa a construir mega armazém de grãos em Nova Xavantina




Esteve em Nova Xavantina na última quinta feira, 10, o proprietário da empresa Cerenge - Armazéns Gerais, empresário Gelso Valdir Reinheimer.

Ele se reuniu com o prefeito João Batista Vaz da Silva, o João Cebola (PSD); com o presidente do Sincato dos Produtores Rurais de NX, Carlos Alberto Petter, o Beto, e com o empresário e produtor Wilke Parreira.

Juntos, visitaram o local onde será construído um mega armazém em Nova Xavantina, na margem da BR-158 (foto). .

O empreendimento terá capacidade para armazenar 900.000 sacas de grãos, cerca de 36% do total da produção de NX, hoje calculada em torno de 3.240.000 sacas (média de 54 sacas por ha, vezes 60 mil ha plantados na safra 2016/2.017).

Novo impulso

O empresário adquiriu 12 ha. de área na entrada da estrada para o Vale da Serra e Serra Azul, exatamente na esquina onde ficava o antigo comércio da Senhorinha, na divisa com município de BG, dentro do município de Nova Xavantina; para lá construir a obra.

"Serão dois silos cada qual com capacidade de 150 mil sacas, mais um galpão com capacidade de armazenagem de 600.000 sacas" explicou Beto, entusiasmado com a obra: "Está localizada num ponto estratégico, na entrada da região de onde sai cerca de 60% da nossa produção".

Para ele, os produtores não irão "enfrentar" os desgastantes quebra molas do trecho  para entregar o produto nos armazéns da cidade. "A tendencia será entregar na Cerenge" projetou o presidente.

Falando ao site NX1, o prefeito Cebola acredita que o empreendimento irá gerar cerca de 50 empregos diretos, dada as proporçoes de sua estrutura; fora a geração de impostos e o impacto benéfico da obra no cenário do agro negócio em Nova Xavantina, já fortemente impactado na pecuária com a reabertura do frigorífico, e agora também na agricultura

Parceria 

O prefeito adiantou que a Prefeitura irá fazer todo o trabalho de terraplanagem e limpeza do terreno, além da importante obra da entrada do armazém, que será o aterro que dá de frente para a BR-158, onde os caminhões irão manobrar, estacionar, tirar e por a lona, enfim, se preparar para descarregar o produto, uma espécie de um grande estacionamento ou área de manobra dos veículos.

"Hoje os armazéns não admitem mais a permanência dos caminhões em seu pátio, é só descarregar e vazar" explicou Beto, o que  faz supor que o referido aterro será um grande cartão postal do armazém, visto estar no primeiro plando de visibilidade do empreendimento para quem passa na BR-158.

Outro trabalho à cargo da Prefeitura é o corte da estrada do Vale da Serra, no seu ponto de chegada na BR-158, desviando-a para sair por trás do armazém, para facilitar as manobras e descarregamento dos grãos.

Segundo prefeito, também está sendo feito um estudo sobre incentivos fiscais a serem dados à Cerenge, como forma atrativo ou a parte do município na concretização do projeto..

Segundo Beto, o armazém deverá estar funcionando na safra 2018/2019.  



fonte agencia da noticia

 
Copyright © 2015. Mídia Rural - Todos os Direitos Reservados
Um Projeto: Du Pessoa© Web Sites e Marketing Digital (69) 9366 7066 WhatsApp* | www.dupessoa.com.br