Últimas Notícias do Mídia Rural

PM localiza caminhão furtado que carregava R$ 63 mil em fertilizantes


Policiais militares de Rondonópolis (a 219 quilômetros de Cuiabá) localizaram a cabine de um caminhão reboque/semi-reboque, nesta quinta-feira (16), que havia sido furtado no município. O veículo estava sem a carreta reboque e a carga de fertilizantes, avaliada em R$ 63 mil.

Conforme o boletim de ocorrência, os policiais foram acionados pelo proprietário do veículo, que disse que o rastreador do caminhão apontava para a região do Distrito Vetorasso. Em diligências pelo local, apenas a cabine do caminhão foi encontrada.

O veiculo foi entregue à Central de Flagrantes do município.








Fonte

Família fica refém e caminhonete é roubada em Conquista d´ Oeste – MT.




família ficou refém durante  horas por quatro assaltantes que roubaram um caminhonete, dois celulares e dinheiro. O crime aconteceu na madrugada desta quarta-feira dia 16 de outubro no Municipio de Conquista d’ Oeste que fica acerca de (100 km de Comodoro).
A  Polícia Militar foi informada pela vítimas do roubo, que ladrões armados entraram na casa que fica localizada na área central da cidade. renderam a família e levaram uma caminhonete S10.  
Com o apoio de GU PM de Nova Lacerda e logo após ser repassado as informações preliminares as demais unidades da PM, PRF e GEFRON, deslocamos até o local onde encontramos as outras duas vítimas, sendo um casal de idosos, e estes relataram que estavam dormindo quando foram rendidos por 4 assaltantes que arrombaram a porta da frente, e anunciaram o roubo.

Foi levado uma caminhonete S10 LTZ 2014 de cor branca, placa QBZ6915 de Conquista d’Oeste, 02 aparelhos celulares e uma quantia de R$ 270,00.
as vitimas Relataram que pelos 3 dos assaltantes estavam armados com revolveres e estavam de “cara limpa” descrevendo-os como sendo todos de cor morena, magros, 3 de estatura mediana e 1 de estatura alta e que havia uma motocicleta alta em posse deles.
Fonte  Polícia Militar



Caminhão cegonha perde o controle e tomba na BR-174


Um motorista perdeu o controle de um caminhão cegonha na madrugada desta quarta-feira (16/10), na BR-174 e resultou em um acidente de trânsito.
De acordo com informações, o motorista estava trafegando pela BR-174 com destino a São Paulo quando o caminhão cegonha perdeu o controle e saiu da pista, caindo em um barranco. Segundo Marcos Morais, ele vinha de Porto Velho – RO e teria o destino final em São Paulo.
Não houve nenhum ferido, apenas danos materiais.
Fonte: tvcentrooeste

Soja brasileira descola dos EUA e segue em alta


Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a quarta-feira (16.10) com preços médios da soja nos portos do Brasil sobre rodas para exportação subiram 0,31%, para a média de R$ 89,94/saca. Com isto, o acumulado do mês saltou para positivos 3,67%.




NOTÍCIAS


MERCADO BRASILSoja brasileira descola dos EUA e segue em altaMelhores margens de esmagamento na China aumentaram demanda de soja brasileira pelos asiáticos

Por: AGROLINK -Leonardo Gottems
Publicado em 17/10/2019 às 05:36h.

107 ACESSOS

Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a quarta-feira (16.10) com preços médios da soja nos portos do Brasil sobre rodas para exportação subiram 0,31%, para a média de R$ 89,94/saca. Com isto, o acumulado do mês saltou para positivos 3,67%.

“Mesmo com a queda de 0,27% na cotação do dólar, e queda de 0,64% na cotação da soja em Chicago, mas, mesmo assim, os preços que os compradores ofereceram sobre rodas nos portos do sul do Brasil ou seus equivalentes em outros estados tiveram alta de contra positivos 3,34% do dia anterior”, explica o analista da T&F Consultoria Agroeconômica, Luiz Pacheco.

No interior, o avanço foi menor, de 0,24%, para R$ 83,53/saca, contra R$ 83,33 do dia anterior, com o acumulado do mês também aumentando para 3,29%, contra 3,04% anterior. Os preços do mercado físico do Rio Grande do Sul se mantiveram estáveis, em R$ 91,00 no porto; safra nova subiu para R$ 89,00 para junho (R$88,00 no dia anterior), sendo que os preços caíram após a queda das cotações em Chicago e da cotação do dólar.





No mercado interno, Passo Fundo ficou estável em R$ 86,00, contra R$ 85,50 anterior, pagos pelas indústrias, mas em Ijuí o preço oferecido pelos exportadores subiu para R$86,50 (R$85,00 no dia anterior). No Paraná, com queda do dólar e de Chicago, o preço caiu um real/saca em Ponta Grossa para R$ 79,00, contra R$ 80,00 balcão, no dia útil anterior, permaneceu inalterado no atacado para R$ 82,00, para novembro, R$ 83,00 para maio, e mais um real e meio no porto para R$ 91,50, contra R$ 90,50 para dezembro.

CHINA COMPRA

Melhores margens de esmagamento na China resultaram em aumento na demanda de soja brasileira pela China. Houve rumores de negociação de 2 cargos hoje. Com isso, os prêmios da soja nos portos brasileiros recuperaram 14 cents/bushel para novembro, subiram 4 cents para fevereiro, subiram 6 cents para março, subiram 2 para abril e 8 para maio e recuaram 5 cents para junho e 4 cents para julho.



Fonte Agrokink



Trabalhador de frigorífico morre após levar choque e cair de escada em Alta Floresta




NOTÍCIASTrabalhador de frigorífico morre após levar choque e cair de escada em Alta Floresta

José Alan Vasconcelos dos Santos tinha 40 anos e morreu quando instalava uma bomba. Exames devem apontar se ele morreu por causa do choque ou em decorrência da queda.

Um trabalhador morreu depois de uma descarga elétrica, em um frigorífico em Alta Floresta, a 800 km de Cuiabá nesta terça-feira (15). José Alan Vasconcelos dos Santos tinha 40 anos e caiu de uma escada depois de ter levado choque.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Frigoríficas do Portal da Amazônia (Sintracal), Evandro Navarro, a vítima estava trocando uma bomba e isolando fios de eletricidade, quando levou um choque e caiu da escada, a uma altura de aproximadamente um metro e meio.

Conforme a empresa, o acidente ocorreu na lateral da sala de máquinas. Ele já tinha retirado a boia com defeito e instalado uma nova. No momento em que estava realizando o isolamento da fiação, levou um choque.

José Alan recebeu os primeiros-socorros de uma equipe médica do frigorífico e depois foi encaminhado para o Hospital Regional, mas já estava morto.

O presidente do Sindicato disse ao G1 que solicitou o relatório à Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) para apurar as circunstâncias do acidente, bem como averiguar se havia técnico de segurança do trabalho no local, se o trabalhador usava Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e o motivo da rede elétrica não estar desligada para o reparo.

Evandro ainda disse que o corpo, depois da liberação pelo Instituto Médico Legal (IML), deve ser levado para Alagoas, terra natal do trabalhador.

Segundo a Perícia Técnica e Identificação Oficial (Politec), foi feita a necropsia e um laudo para atestar a causa da morte deve ficar pronto em 10 dias.

Fonte: G1

Produtores rurais poderão refinanciar dívidas com juros de 8% ao ano


Produtores rurais e cooperativas de produção que tiveram problemas climáticos ou de comercialização poderão ter acesso a uma nova linha de crédito para refinanciar a dívida. Em reunião extraordinária nessa terça-feira (15), o Conselho Monetário Nacional (CMN) definiu as condições para o novo financiamento.

Nessa modalidade, chamada de composição de dívidas, os bancos concedem novo crédito para a liquidação integral de débitos. Ao todo, o governo vai oferecer até R$ 1 bilhão para a composição de dívidas de empréstimos de custeio e investimento rural contratadas até 28 de dezembro de 2017.

Cada produtor só poderá contrair até R$ 3 milhões para a composição de dívidas, com juros efetivos de 8% ao ano e prazo de pagamento de até 12 anos. O beneficiário terá 36 meses de carência, só começando a pagar a nova linha de crédito três anos depois da contratação.

Em nota, o Ministério da Economia informou que a composição de dívidas pretende permitir que os produtores e as cooperativas alonguem os prazos financiamentos contratados anteriormente, cujo cronograma original de pagamento foi dificultado por imprevistos climáticos ou problemas na venda da produção.







Fonte Cuiabano News

Jair Bolsonaro se revolta e considera deputado de Mato Grosso “traidor”


O colunista Guilherme Amado, da Revista Época, revelou que o presidente Jair Messias Bolsonaro (PSL) está revoltado com o deputado federal Nelson Barbudo (PSL). O adjetivo usado pelo presidente para o parlamentar mato-grossense e outros sete congressistas é “traidor”.

Além de Barbudo, a bronca de Bolsonaro recai sobre os deputados Delegado Waldir, Júnior Bozzella, Joice Hasselmann, Julian Lemos, Nereu Crispim e Felipe Francischini e o senador é Major Olímpio.

Deputado federal mais votado em 2018, Barbudo se elegeu sob forte apelo do “bolsonarismo”. Nas redes sociais, se dizia um seguidor do então deputado federal e candidato a presidente da República, Jair Bolsonaro.

O presidente da República entrou em rota de colisão com o partido após discutir pela imprensa com o presidente do PSL, deputado federal Luciano Bivar (PE). Desde então, deputados federais tem se dividido entre seguir fiel ao presidente da República ou ao líder da legenda.

Nos bastidores, Barbudo já havia demonstrado que não deixaria o partido caso essa seja a posição do presidente. Inclusive, seria um dos “indignados” com Bolsonaro e seus filhos, que não estariam dando o devido valor ao grupo político que o elegeu.








Fonte cuiabanonews

Carne bovina: altas no varejo no Paraná, Minas Gerais e Rio de Janeiro





Tentando melhorar suas margens em função do aumento dos preços no atacado, os varejistas subiram a cotação da carne bovina. 

Na média de todos os cortes pesquisados pela Scot Consultoria, o Paraná foi o estado com a maior valorização, de 1,2% na semana passada. 

Em seguida está Minas Gerais, que teve ajustes positivos de 1,1% e Rio de Janeiro, com alta de 0,2% na comparação semanal.

Já em São Paulo, os preços recuaram 0,4% pela dificuldade dos varejistas em impor preços maiores à carne bovina. 

Análise originalmente publicada no informativo Boi & Companhia, edição 1360.

Polícia recupera 60 cabeças de gado furtadas





Cerca de 60 cabeças de gado furtadas em uma fazenda em Guarantã do Norte, na região da Gleba do Iriri, foram recuperadas na tarde da última terça-feira (15), por investigadores da Polícia Civil.

Os animais que estavam em uma área de pasto, foram furtados no último domingo (13). O proprietário da área afirmou que havia arrendado para o suspeito. O caso deve continuar sendo investigado.






fonte nortao noticias

PM prende quadrilha por furto de madeira em área de preservação ambiental



A Polícia Militar de Nova Ubiratã prendeu no último domingo (13), nove homens, suspeitos de integrarem uma quadrilha de extração ilegal e furto de madeira.

Os suspeitos foram presos no momento que os policiais se preparavam para carregar quinze caminhões com madeiras furtadas da Estação Ecológica Rio Ronuro.

A operação teve início na última quarta-feira (09), depois que representantes da entidade federal e da Secretaria de Meio Ambiente de Nova Ubiratã denunciaram a ação do bando criminoso. A ação contou com o apoio do Corpo de Bombeiros Militares.

No local foram detidos Carmo Bergmann, Douglas Francisco Diogo, Claudeir Cardoso de Sousa, Cristian Feldhaus, Willian Sangalli Ernzen e o adolescente G. S. D., de 17 anos. Os suspeitos residem nos municípios de Vera e Feliz Natal, para onde a madeira furtada provavelmente seria levada.

Em diligências, os policiais apreenderam uma caminhonete Mitsubishi L-200, com placas de Vera, ocupada por Alfredo de Lima Neto, 61, e Alfredo Lima Júnior (pai e filho). Com os suspeitos, foi apreendido um rádio comunicador usado para monitorar a presença da polícia na região.

Durante a prisão, um dos suspeitos modulou no rádio e disse que os caminhões estavam se aproximando de Feliz Natal. Já na manhã de segunda-feira (14), policiais de Nova Ubiratã e da equipe de Força Tática de Sorriso, retornaram a estação ecológica e conseguiram prender os demais membros da quadrilha.









fonte nortao noticias

Plantio de soja atinge 16,35% da área prevista em MT e segue com atraso




O plantio da safra 2019/20 de soja atingiu 16,35% da área prevista em Mato Grosso, segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). Relatório divulgado nesta sexta-feira mostrou que o avanço semanal foi de 9,71 pontos porcentuais. Ainda assim, os trabalhos seguem atrasados ante igual período do ano passado (27,28%) e a média de cinco anos (19,16%).

O Imea prevê área plantada de 9,775 milhões de hectares no Estado. As regiões onde o plantio estava mais adiantado eram o oeste (29,01%) e o médio-norte (22,68%), porém ainda assim em ambas havia atraso ante igual período de 2018. Já o nordeste de Mato Grosso tinha a menor proporção de área semeada até o momento (5,19%), bem abaixo dos 12,01% de um ano atrás.







fonte estadao

Ladrões furtam mais de 150 cabeças de gado de fazenda em cidade do interior




O proprietário de uma fazenda, localizada na Linha P-40, em Alto Alegre dos Parecis, procurou à Delegacia de Polícia Civil de Santa Luzia do Oeste (RO), para comunicar o furto de várias cabeças de gado de sua propriedade.
O fazendeiro relatou que nesta manhã de segunda-feira (14), funcionários da fazenda perceberam que cadeados das porteiras estavam arrombados e deram falta de aproximadamente 160 cabeças de gado nelores, com cerca de dois anos cada e possuem marca em formato de X.
No local ainda foi observado marcas de pneus de caminhões na pastagem.
Quem souber de alguma informação que leve a localização desses animais, pode realizar uma ligação anônima via 190 da PM ou (69) 3442-1411 da Polícia Civil. 

Pode faltar milho já em janeiro de 2020




As cotações do milho em Chicago fecharam em forte queda de 1,13% nesta terça-feira (15.10), quase anulando a alta de 0,89% do Dólar no dia. “Não foi a exportação que puxou os preços diretamente. O sentimento geral entre os compradores é que, mesmo com um grande aumento na produção da temporada 2018/19, a disponibilidade é apertada e poderá faltar produto a partir de janeiro”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica. 
Além disso, o mercado está atento a problemas climáticos sobre a nova safra, acrescenta o analista da T&F, Luiz Pacheco: “Isto faz os compradores domésticos reagirem a cada alta nos preços de exportação. No mercado físico do Paraná, os preços do milho subiram em média um real/saca. Em Ponta Grossa os preços evoluíram para R$ 39,00/saca posto fábrica, contra R$ 38,00 dia anterior. O mesmo aconteceu com as demais praças”. 
De acordo com o especialista, o fluxo de comercialização é baixo, e assim as ofertas demoram se consolidar em altas expressivas. “Lá fora, os preços encontram suporte na piora do clima no Cinturão Agrícola norte americano, com queda intensa de temperatura e dos possíveis estresses climáticos decorrentes. No Brasil, especulações envolvendo clima e chuvas continuam na agenda, dado tempo predominantemente seco e início do plantio em praticamente todo o país”, explica Pacheco. 
PLANTIO
O relatório semanal de acompanhamento das lavouras divulgado nesta terça-feira pelo Deral (Departamento de Economia Rural) registrou que o Paraná já plantou 80% da área prevista para a safra de verão de milho. O percentual está levemente abaixo dos 85% na mesma semana do ano anterior. 
“A condição das lavouras está com 89% boas, 10% médias e 1% ruim. O estado é grande produtor, consumidor e exportador do grão. Com relação às fases em que se encontram os cultivos, 78% estão em desenvolvimento vegetativo e 22% em germinação, períodos em que se beneficiarão das chuvas que hora estão ocorrendo no estado”, conclui Pacheco.







fonte agrolink

Rumo pretende investir cerca de R$ 15 bilhões para expandir ferrovia até Nova Mutum



Nova Mutum está prestes a receber mais um investimento bilionário. A diretoria da Rumo S.A, empresa responsável pela concessão da ferrovia em Mato Grosso, confirmou que aguarda apenas um parecer do Tribunal de Contas da União (TCU), para expandir a ferrovia até Nova Mutum passando por Cuiabá.

Maior empresa de transporte ferroviário do Brasil com mais de 12 mil quilômetros de ferrovia com área de atuação em Mato Grosso, São Paulo, Paraná e sudoeste, a empresa é responsável pelo transporte anual de 30 milhões de toneladas de produtos. Atualmente, tem um terminal de cargas em Rondonópolis. A mobilização é para que os trilhos sejam expandidos até o polo de desenvolvimento regional de Nova Mutum.

Esse assunto da expansão da ferrovia em Nova Mutum vem sendo debatida desde 2017, quando o município foi o grande protagonista do estado ao sediar o fórum "Ferrovias e a Integração dos Modais", ocasião em que conseguiu reunir todas as entidades que atuam no setor de logística e lideranças como o então presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro; do diretor-presidente da Rumo S.A, Júlio Fontana; diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Jorge Bastos Macedo; e dos secretários do Ministério da Agricultura, Neri Geller (Política Agrícola); e do Ministério dos Transportes, Dino Dias Batista (Fomento e Parcerias);

Ministro de Infraestrutura esteve em Nova Mutum

O atual Ministro de Infraestrutura do governo Bolsonaro, Tarcísio Gomes de Freitas, também participou do evento, época em que era o secretário de Coordenação de Projetos do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) da presidência da república.

Recentemente o novo Presidente da Rumo S.A, João Alberto Fernandez de Abreu esteve reunido em Nova Mutum com o Prefeito Adriano Pivetta, vice-prefeito Leandro Félix, vice-governador Otaviano Pivetta e um grupo de investidores para falar das tratativas para expansão dos trilhos de Rondonópolis a Nova Mutum.

Na semana passada, durante o lançamento do novo Distrito Industrial de Nova Mutum na semana passada, o Prefeito Adriano Pivetta, confirmou que o projeto da Rumo S.A, é construir no município um dos mais modernos terminais de embarque e desembarque ferroviários do país. "Está praticamente consolidada a vinda do terminal ferroviário para Nova Mutum, a diretoria da companhia já nosso apresentou o projeto, é um dos maiores terminais ferroviários que agente já viu, e posso afirmar que o projeto que a Rumo tem para Nova Mutum é formidável, vivemos um momento ímpar que vai ficar na história a consolidação de todos esses projetos", afirma.

Adriano detalhou que tanto o governo do estado quanto o governo federal estão concentrando esforços para que esse projeto seja consolidado, uma vez que representa um dos maiores avanços no sistema logístico do transporte de cargas do país. "O ministro Tarcísio esteve em nossa cidade quando promovemos o evento Ferrovias e a Integração dos Modais, é uma pessoa que conhece a fundo os gargalos da logística brasileira, e sabe que essa ferrovia representará um grande avanço para a economia brasileira, por isso, estamos tendo essa concentração de esforços do Governo Estadual e Federal para viabilizar esse projeto que coloca Nova Mutum no eixo dos principais municípios do país", detalha.

Da assessoria

Bandidos abandonam carreta com gado furtado e esquecem documentos pessoais dentro do veículo em Canarana



O furto frustrado de gado ocorrido em Canarana, teve um novo desdobramento conforme informações da Polícia Civil do município. Nas investigações do furto de 30 garrotes ocorrido na madrugada desta segunda-feira, (14/10), na fazenda Culuene, de propriedade de Gilson Rocha, a 135 km da cidade, os ladrões tiveram problemas mecânicos com o caminhão e o abandonaram a 41 km do local do roubo, com os documentos de identificação de envolvidos a bordo.


Equipes de investigadores das polícias civis de Canarana e Paranatinga trabalham em conjunto na resolução do caso. Conforme foi apurado até o momento, há pessoas das duas cidades envolvidas na execução do furto. O grupo já estava sendo monitorado pela polícia, sendo aguardado um momento de desatenção dos ladrões.

A Polícia Civil de Canarana esteve no local onde o caminhão foi abandonado e na Fazenda Culuene. As autoridades já sabem que um carro dava cobertura e serviu para a fuga do motorista do caminhão após o veículo quebrar. Os criminosos soltaram o gado antes de fugir. No caminhão, os investigadores encontraram uma vasta documentação que incrimina várias pessoas das duas cidades. Receptadores de gado na região serão investigados porque a Polícia Civil localizou uma marca que era usada para remarcar o rebanho após o furto. A polícia informou que pedirá a prisão dos envolvidos. 

Conforme as autoridades, geralmente é muito difícil identificar os autores dos furtos de gado, pois ocorrem geralmente à noite, em locais sem a presença de pessoas e, na maioria dos casos, são descobertos alguns dias depois. Quando a polícia chega, não encontra muitos elementos para iniciar uma linha de investigação. Além disso, a falta de estrutura das polícias na região, dificulta o trânsito no interior. Porém, desta vez, conforme a Polícia Civil, os elementos em posse dos investigadores são muito fortes. As diligências continuam.









fonte agencia da noticia


Importações de soja na China estão em declínio


As importações de soja da China em setembro caíram 13,5% em relação ao mês anterior, segundo dados alfandegários, já que a peste suína africana continuou a devastar o rebanho suíno do país, reduzindo a demanda por farelo de soja. Sendo assim, não havia demanda suficiente para a quantidade alta de soja que o país costumava comprar nos outros anos, informaram os dados. 




A China, maior consumidor mundial de soja, importou 8,2 milhões de toneladas em setembro, ante 9,48 milhões de toneladas em agosto, segundo a Administração Geral das Alfândegas. Com isso, é possível afirmar que o consumo de soja da China vem diminuindo com o passar do tempo, conforme a população dos suínos também diminui. 
Suas importações de soja ainda eram um pouco mais altas do que em setembro de 2018 (8,01 milhões de toneladas), uma vez que os importadores aumentaram recentemente as compras do Brasil por preocupações com a guerra comercial travada entre a própria China com os Estados Unidos, que está em andamento desde julho de 2018 e não havia sinal de trégua naquele momento. Foi isso que informou a Administração Geral das Alfândegas, em um comunicado feito recentemente para jornalistas. 
Nesse cenário, a gripe suína africana fez com que o rebanho de porcos da China diminuísse 38,7% em agosto, em comparação com o mesmo mês de 2018, segundo o Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais daquele país. Além disso, a situação parece um pouco mais preocupantes a medida em que alguns observadores da indústria, incluindo o Rabobank, acreditam que esse número esteja próximo de 50%. 





fonte agrolink

Para bajular Raoni e Macron, governo federal enxota garimpeiros e fecha garimpo em Aripuanã




Tangidos como boiada, trabalhadores que exploravam uma lavra em Aripuanã foram encurralados, na manhã desta segunda-feira, por 160 policias fortemente armados. A ordem, sabe lá vinda de qual divindade, era clara: fechar o garimpo e afugentar os garimpeiros.    
O chefe da operação não teve sensibilidade para ouvir ninguém. Encastelado nas dependências da Nexa, sequer recebeu uma comissão de vereadores. O povo continua sem direito, sem voz e sem vez. Patriotas chicoteados pelos senhores da Pátria. Duas ou mais dessas pobres criaturas já tombaram cravejadas por balas de agentes do estado.    
Os iluminados ministros do Supremo Tribunal Federal já decidiram que dezenas ou centenas de condenações da Lava Jato serão anuladas. A razão para o despautério é um deboche. O delatado tem o direito de apresentar suas alegações finais depois da manifestação do delator.    
Os garimpeiros de Aripuanã foram expulsos sem direito a defesa. Não tiveram tempo nem mesmo para retirar seus pertences. O fogo pode devorar tudo.    
Aripuanã 1.JPG

Caso esse abuso aconteça, o prejuízo será incalculável para as milhares de famílias que sonhavam com um futuro de menos sofrimento, miséria, vergonha e dor. O Estado, sob a esquerda ou à direita, será sempre o grande Leviatã.    
As ruas de Aripuanã estão fervilhando. Não há hotel para acomodar tanta gente. Restaurantes também não suportam a demanda. Homens, mulheres e crianças vão perambular durante a noite como zumbi notívago. Patriotas sendo tratados como forasteiros em sua própria pátria.    
Dos congressistas de Mato Grosso, até agora, apenas a senadora Selma Arruda (Podemos) ergueu a voz em defesa da regularização da atividade garimpeira. Jaime Campos (DEM) e Wellington Fagundes (PR) ainda não se pronunciaram. Pelas bandas da Assembleia, permanece o mais absoluto e cumplice silêncio com a truculência do aparelho repressor do Estado.    
Coincidência ou não, o prefeito de Aripuanã não se encontra na cidade. Jonas Canarinho (PSL) participou, pela manhã, de um evento na Associação Mato-grossenses dos Municípios (AMM), em Cuiabá. O presidente da Câmara de Vereadores, Irani Rodrigues, tentou conversar com o chefe da operação para fazer algumas ponderações. Não foi atendido.    
PF Aripuanã 4.jpg

No início da noite, uma reunião foi realizada na sede do parlamento. Amanhã, novas reuniões serão realizadas. Rodrigues insiste na busca de uma solução negociada para o conflito. “Queremos intermediar o diálogo. Precisamos evitar o pior. Os trabalhadores precisam ser ouvidos e respeitados”, declarou.  
O fechamento do garimpo e a expulsão dos garimpeiros atende uma exigência da comunidade europeia, das ONGs ambientalistas, do cacique Raoni e, em especial, do presidente francês, Emmanuel Macron. Bolsonaro optou pelo sacrifício de seus eleitores para melhorar sua imagem no exterior. Será que fez uma escolha inteligente?
Nota: homens, mulheres e crianças estão fazendo a pé o percurso de retorno do garimpo para Aripuanã. O cansaço, a sede a fome já fizeram as primeiras vítimas. Em uma rede social, um mulher cobrou que o prefeito coloque ônibus para prestar socorro a esses trabalhadores desalojados pela Polícia Federal. Particulares também podem colaborar com essas criaturas humanas.
No Jornal da Globo, uma matéria leviana, falsa e desrespeitosa as familias que tentavam no garimpo construir uma vida melhor e mais humana. 








fonte abroncapopular

Milho abre a quarta-feira estável em Chicago após altas de ontem




A quarta-feira (09) começa com estabilidade para os preços internacionais do milho futuro na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações registravam movimentações entre 0,25 e 0,75 pontos por volta das 08h56 (horário de Brasília).
O vencimento dezembro/19 era cotado à US$ 3,96 com alta de 0,25 pontos, o março/20 valia US$ 4,06 com ganho de 0,25 pontos, o maio/20 era negociado por US$ 4,12 com valorização de 0,75 pontos e o julho/20 tinha valor de US$ 4,15 com elevação de 0,50 pontos.
Segundo informações da Successful Farming, após contabilizar ganhos de 2% na terça-feira, as cotações do milho se posicionam com poucas alterações antes da divulgação do próximo relatório do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos).
Na próxima quinta-feira será divulgado o relatório mensal de estimativas mundiais de oferta e demanda agrícola e a expectativa do mercado é de a agência deverá reduzir suas estimativas de produção de soja e milho, assim com suas previsões finais de estoque.
Apenas 15% da safra de milho dos Estados Unidos foi colhida a partir do último domingo, atrás do ritmo médio de 27%, de acordo com o USDA. Em Dakota do Norte, nenhuma colheita de milho foi coletada no início desta semana, enquanto em Dakota do Sul, apenas 2% do milho foi colhido a partir do domingo.







fonte noticias agriclolas

Soja segue em alta no Brasil






Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a terça-feira (08.10) com preços médios da soja nos portos do Brasil sobre rodas para exportação subindo 0,50%, para R$ 86,98/saca. Com isto, o acumulado do mês voltou para o território positivo em 0,25%.



“A queda de 0,31% na cotação do dólar, mais a alta de 0,57% na cotação da soja em Chicago, permitiram que os preços médios que os compradores ofereceram sobre rodas nos portos do sul do Brasil ou seus equivalentes em outros estados tivessem nova alta”, explica o analista da T&F Consultoria Agroeconômica, Luiz Pacheco.
No interior, o avanço foi de 0,39%, para R$ 80,99/saca, com o acumulado do mês também passando para o território positivo em 0,15%. Os preços do mercado físico do Rio Grande do Sul ficaram sobre rodas no porto a R$ 88,00/saca pagamento 21/10; R$ 86,00 a R$ 86,50 futuro entrega e pagamento maio. No interior, à vista R$ 83,0 Ijuí e R$ 83,50 Passo Fundo. No Paraná, os preços caíram 1 a 2 reais/saca nesta terça-feira. Em Ponta Grossa o preço de balcão ficou em R$ 77,00 balcão (contra R$ 79,00 do dia anterior), R$ 83,00 (R$ 84,00) no mercado de lotes spot, R$ 82,00 futuro Ponta Grossa. No porto fechou a R$ 87,00 pagamento 02/12.
AGROTEMPO
De acordo com a ARC Mercosul, as atualizações meteorológicas trazem a confirmação de chuvas em um corredor que vai desde o sul de Minas Gerais até o noroeste do Mato Grosso: “Esta rodada de precipitações já chegou por grande parte do sul de Goiás e o leste do Mato Grosso. Índices pluviométricos entre 10-40mm deverão ser observados por todas as regiões favorecidas até o dia 12 de outubro”. 
“No Sul do Brasil, um padrão mais seco é estabelecido, permitindo o avanço do plantio da safra verão em Santa Catarina e partes do Paraná. Caso tais chuvas sejam confirmadas, o avanço do plantio na próxima semana deverá ganhar ritmo, uma vez que os trabalhos de campo para a safra 2019/2020 ainda estão em passos lentos, quando comparado ao ano passado. Na Argentina, as chuvas permanecem sobre o leste do país, entretanto o norte e noroeste recebem a ‘bandeira verde’ para o início do plantio”, concluem os analistas. 





fonte agrolink


Novo levantamento do IMEA prevê safra maior de soja no Estado e projeção de 33 milhões de toneladas


A semeadura de soja avançou 4,95 pontos percentuais em Mato Grosso totalizando 6,65% da área total estimada. Neste mesmo período do ano passado, o patamar era maior e chegava a 12,62% da área.

O IMEA – Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária- informou, ontem à tarde, em seu boletim semanal, a segunda estimativa para a safra de soja 2019/20 e “reforça o movimento de aumento da área semeada e consequentemente a expectativa de produção em Mato Grosso em relação à safra passada. O novo levantamento trouxe incremento de área de 110,02 mil hectares no Estado, +1,14% em comparação à safra 2018/19.

“As regiões que se destacam são a Norte (+8,92%), Noroeste (+1,76%) e Nordeste (+1,54%). O crescimento da área semeada é decorrente principalmente conversão de áreas de pastagem em agricultura na porção norte do Estado. Tendo em vista que muitos fatores ainda podem afetar o desenvolvimento das lavouras, a produtividade média foi mantida em 56,28 sacas/hectares e, assim, a produção para a próxima temporada está estimada em 33,01 milhões de toneladas, representando um incremento de 0,55% em relação ao primeiro levantamento da safra 19/20 do instituto”, conclui o IMEA.








fonte sonoticias
 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br