Últimas Notícias do Mídia Rural

Bolsonaro chega em Sinop, no Mato Grosso e tem na agenda visita à usina de etanol


O Presidente Bolsonaro esteve no Mato Grosso na manhã desta sexta-feira (18). Em Sorriso (MT), município reconhecido como a Capital Nacional do Agronegócio, entrega títulos de terras e participa da abertura do plantio de soja da região.

O presidente Jair Bolsonaro visitou a Usina de Etanol de Milho da Inpasa, em Sinop, no Mato Grosso. A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, acompanhou o presidente na visita a usina de etanol.

Em Sorriso, também no Mato Grosso, Bolsonaro faz a entrega de títulos de propriedade rural. Ainda em Sorriso, o presidente participa do lançamento simbólico do Plantio de Soja.

Confira fotos e vídeos de Bolsonaro no Mato Grosso (imagens enviadas por Jefferson Jean Santi, Gerente de Vendas da Inpasa do Paraguai):





fonte noticiasagricolas


 

Funcionário destrói com pá carregadeira alojamento de fazenda em Nova Mutum



 


O funcionário de uma fazenda na região de Nova Mutum foi preso, ontem à noite, após utilizar uma pá carregadeira e destruir alojamento, refeitórios e várias estruturas de concreto do local. Ele também teria tentado atingir colegas de trabalho com o maquinário. Ninguém ficou ferido.

Um homem que estava no local gravou o momento em que o suspeito começa a destruição. Ele coloca o maquinário dentro do refeitório e utiliza o garfo da pá para derrubar as paredes. As imagens mostram pessoas desesperadas, tentando salvar uma criança e um cachorro que estavam nas proximidades.

Vários equipamentos ficaram destruídos. “Recebemos a informação que ele teria ingerido bebida alcoólica. Fomos informados que o suspeito pegou uma pá carregadeira e saiu destruindo vários equipamentos, algodoeira, refeitório. Também tentou atropelar alguns dos seus companheiros de trabalho. Foi feito rondas na fazenda e conseguimos prendê-lo”, disse o soldado Neilton da Polícia Militar.

O prejuízo ainda está sendo calculado pelos proprietários.

Só Notícias/David Murba (foto: divulgação)

Conforme o Corpo de Bombeiros, o incêndio dentro da serra ainda não foi controlado.



 

O fogo tem avançado na região da Serra do Parecis, em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá.

O fogo que estava dentro da serra passou para a rodovia, causando pânico entre os motoristas que precisam passar pela MT-358;

Conforme o Corpo de Bombeiros, o incêndio dentro da serra ainda não foi controlado.

Equipes dos bombeiros continuam no local para tentar conter as chamas.

Nessa quarta-feira (16), o fogo voltou a atingir algumas fazendas, mas já foi controlado.

O fogo começou em uma área de reserva, às margens da MT-358, que liga Tangará da Serra a Campo Novo do Parecis.

Mato Grosso passa por um período de estiagem, a vegetação está seca e a umidade relativa do ar muito baixa, fatores que facilitam a combustão e fazem com que as chamas se alastrem muito rápido.

Equipes do Corpo de Bombeiros, produtores rurais e moradores da região se uniram para tentar combater o incêndio, mas o localé de difícil acesso, o que acaba prejudicando o trabalho deles.

O dano ambiental é enorme e os fazendeiros também começam a sentir os prejuízos na agropecuária, porque o fogo já atingiu áreas de pastagem.

Segundo o Corpo de Bombeiros, ainda não é possível saber o tamanho da área queimada, mas o incêndio já atingiu dois biomas: o Cerrado e a Amazônia.





fonte atualmt

Polícia Civil prende homem por receptação de caminhão e semirreboque roubados


 





Polícia Civil prende homem por receptação de caminhão e semirreboque roubados

Um caminhão tipo carreta com semirreboque roubados foram recuperados pela Polícia Civil, na tarde de quarta-feira (16.09), durante investigação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá. Um homem, de 34 anos, que estava em posse dos veículos foi preso em flagrante pelos crimes de receptação e adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

Os policiais civis foram acionados via Ciosp para averiguar um caminhão Scania popularmente conhecido como "cavalo" e uma carreta com câmara fria, produtos de roubo majorado ocorrido no dia 15 de setembro, na cidade de Campo Verde.

De imediato a equipe da Derf-Cuiabá foi até o local no Distrito Industrial, região do bairro Pascoal Ramos, onde surpreenderam o suspeito em posse dos veículos que já estavam com as placas adulteradas.

Em seguida, os investigadores deslocaram-se até o endereço do suspeito no bairro Pedra 90, e localizaram mais uma carreta possivelmente produto de origem ilícita em razão desse veículo apresentar visíveis sinais de adulteração.

Diante do flagrante o suspeito foi conduzido para a Derf-Cuiabá, interrogado e autuado por receptação e adulteração de sinal identificador de veículo automotor. Em checagem no sistema foi verificado que ele contumaz na prática desses crimes.

Após a confecção dos autos, o preso foi encaminhado para uma unidade prisional na Capital, ficando à disposição da Justiça


Fonte: Assessoria







Soja segue rally e sobe mais de 1% nesta manhã de 6ª feira na Bolsa de Chicago


 

Os preços da soja sobem mais de 1% na Bolsa de Chicago na manhã desta sexta-feira (18). O mercado mantém consistente seu movimento de avanço e já chega a US$ 10,43 por bushel no janeiro/21. O maio tinha US$ 10,30 e o julho, US$ 10,31 por bushel. De acordo com analistas e consultores, as compras da China continuam sendo o principal combustível para os ganhos intensos na CBOT. E assim, a oleaginosa consolida ainda sua sexta semana seguida de altas. 

"A demanda da China é realmente muito forte e a soja americana continua competitiva, dando boas margens de esmagamento aos chineses", disse um trader de Cingapura ao portal internacional Market Screener. Somente nesta semana, pelos reportes diários do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), as vendas americanas passam de 1 milhão de toneladas. 

E sobre a demanda forte, o consultor de mercado Steve Cachia, da Cerealpar e TradeHelp, complementa dizendo qua "a demanda e preços para óleos vegetais estão explodindo enquanto a China continuar comprando grandes volumes de soja dos EUA. O Brasil está sem soja para exportar e começa a importar oleo de soja da Argentina".


Mais do que isso, afirma ainda que o clima incerto no Brasil também é uma preocupação e, consequentemente, um fator de suporte para as cotações da oleaginosa em Chicago. 

Veja como fechou o mercado nesta quinta-feira: 

+ Soja sobe em Chicago e altas nos vencimentos mais curtos indicam força da demanda nos EUA

Tags:
 
Por:
 Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
 Notícias Agrícolas

Gado morre queimado em fazenda no interior de Confresa


 

A voz do funcionário da fazenda que grava com o celular fica embargada várias vezes. E não é pra menos, para o homem do campo, o que ele presenciou irá marcalo para o resto da vida. 
 
Uma área da fazenda, que fica no interior de Confresa, foi atingida por um incêndio ontem a noite. Na manhã de hoje quando foram a região avaliar os estragos encontraram dezenas de animais mortos.

"Prejuízo maior do mundo. Correram pra se salvar, não teve jeito, o fogo cercou", desabafa.

O governador de Mato Grosso decretou situação de emergência devido as queimadas no estado. A principal preocupação é com o Pantanal, mas o fogo avança e causa prejuízos em outras regiões do estado, como o Norte Araguaia. 

Os proprietarios e funcionários da fazenda acreditam que o incêndio foi criminoso, mas o caso agora será investigado pela Polícia Cívil.




fonte reporter agro

Preço da carne no atacado segue firme acima dos R$ 16/Kg em plena segunda quinzena do mês


 

Oferta restrita de animais tem limitado escalas de abate que ainda estão abertas para a próxima semana.


Apesar da segunda quinzena do mês, as referências para a carne bovina no atacado em São Paulo estão se mantendo ao redor de R$ 16,00/kg. Dois fatores têm contribuído para a manutenção dos valores da carne que é auxílio emergencial e a oferta restrita de animais.


Segundo o Sócio da Radar Investimentos, Douglas Coelho, houve uma melhora das vendas de carne no varejo e os estoques estão enxutos novamente. “Percebemos uma fluidez das vendas a partir desta quarta-feira (16), porém os valores ficaram estáveis no atacado”, relata.

As programações de abate seguem curtas na maioria das praças pecuárias e não apresentam evolução.  “Atualmente, as escalas estão ao redor de 3.3 e 3.4 dias úteis e as indústrias precisam completar os abates até o dia 23 a 25 de setembro. Se o ritmo de negócios continuarem relativamente calmo, os frigoríficos vão entrar na próxima semana precisando completar os dias”, comenta.

No último fechamento, o indicador boi gordo Esalq/B3 foi precificado a R$ 250,90/@ e a expectativa do mercado é que os preços aumente aos poucos. “Para os próximos meses, a expectativa é que as valorizações para a arroba não tenha tantas intensidades como vimos nas últimas semanas”, afirma.

Por:
 Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte:
 Notícias Agrícolas



Bolsonaro deve chegar em Sinop amanhã às 7h e vai a Sorriso lançar plantio da soja


 



O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e comitiva do governo devem desembarcar nesta sexta-feira, às 7h, no aeroporto João Batista Figueiredo, onde terão recepção de apoiadores. A agenda entre Sinop e Sorriso deve se estender até às 12h.  Os ministros da Infraestrutura Tarcísio Gomes e da Agricultura Tereza Cristina devem acompanhar o presidente.

Bolsonaro deve permanecer no local por 1h e, em seguida, se deslocará para fábrica de etanol de milho Inpasa, na lateral da BR-163, onde fará visita de reconhecimento à indústria . Ainda no local, terá encontro com produtores, lideranças rurais da agroindústria e receberá homenagens, além do título de cidadão sinopense, aprovado pela câmara de vereadores.

Depois da solenidade, às 9h30, Bolsonaro deve seguir direto para o aeroporto regional de Sorriso Adolino Bedin, onde também será recepcionado por produtores, lideranças e autoridades políticas. Às 10h, a previsão é que Bolsonaro realize a entrega de títulos de propriedades para agricultores de Nova Ubiratã (165 quilômetros de Sinop).

Em seguida, às 11h, haverá ato simbólico do início do plantio da nova safra de soja (Mato Grosso é campeão nacional em produção), em uma fazenda, na BR-163. A agenda será encerrada, às 12h, com almoço na sede da propriedade, acompanhado de autoridades e demais lideranças da região.

Por conta disso, o prefeito de Sorriso, Ari Lafin (PSDB) decretou ponto facultativo. “Vamos fazer desse ato a importância de mostrar Sorriso num cenário nacional. Será a primeira visita de um presidente da República no município e a relevância para o agronegócio, especialmente por Sorriso ser o maior produtor de grãos do Brasil e um dos maiores do mundo”.

Lafin reforçou que aproveitará para agradecer o presidente pelo respeito que está tendo com a Amazônia. “A Europa está nos julgando de uma maneira muito errada neste momento. Sabemos das queimadas, mas não somos destruidores. Estamos trabalhando muito para produzir alimentos e desenvolvimento local e do Brasil”.

Só Notícias/Luan Cordeiro e David Murba (foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil/arquivo - atualizada às 09h43)

Governador vai decretar estado de emergência devido as queimadas e dobrar estrutura de combate


 Aprosoja-GO alerta sobre incêndios rurais e mostra exemplo de sucesso no  combate ao fogo no Sudoeste goiano - Aprosoja Goiás


O governo do Estado informou que vai decretar, ainda hoje, estado de calamidade por conta dos incêndios florestais para que possa dobrar a estrutura para a prevenção, combate e autuação dos incêndios florestais especialmente na região pantaneira. O anúncio foi feito pelo governador Mauro Mendes, após reunião com os secretários Alexandre Bustamente (Segurança Pública), Mauren Lazzaretti (Meio Ambiente) e com os comandantes do Corpo de Bombeiros, coronel Alessandro Borges, e da Defesa Civil, coronel Cesar Viana Brum.

Mauro ressaltou que o governo tem planejado e atuado nessa frente desde março, sendo que hoje há em torno de 2500 profissionais envolvidos no combate, “das forças de Segurança, da Defesa Civil, dos Bombeiros, voluntários e até no Exército Brasileiro”. Além disso, mais de R$ 22 milhões, de recursos próprios, já foram investidos para o combate às queimadas neste ano.

“Temos seis aeronaves ajudando nesse combate, três helicópteros e 40 equipes em todo o estado. Vamos baixar um decreto de calamidade que vai nos permitir contratar em regime de urgência, o que vai permitir dobrar essa estrutura e também ampliar toda a estrutura existente hoje para proteção dos animais, para resgate, principalmente para o Pantanal”, explicou.

De acordo com o governador, as circunstâncias climáticas têm colaborado para que os incêndios tenham tomado grandes proporções.  “Estamos em um período de longa estiagem, são mais de 100 dias sem chover em Mato Grosso. A umidade relativa do ar está baixa e em algumas regiões abaixo de 10%. É uma umidade comparada a deserto. Isso cria condições para que esses incêndios possam ocorrer e aí resulta nessas imagens que todos nós estamos vendo”.

Também será permitido o uso de retardante para controlar o fogo. A utilização da substância já foi testada pelo Corpo de Bombeiros e aprovada pela equipe técnica da secretaria de Meio Ambiente.

Mauro reforçou a política de tolerância zero para quem causar incêndios de forma criminosa. Somente de janeiro a agosto, já foram aplicados R$ 107,3 milhões em multas pelo uso irregular do fogo e R$ 805 milhões por desmatamento ilegal.  Outra ferramenta que tem sido usada é o sistema de monitoramento via satélite, que detecta os focos de calor quase em tempo real. Com esses dados, já foi possível realizar perícia em várias regiões aonde ocorreram incêndios, inclusive o Pantanal.

Recentemente já foram divulgados os dados que comprovaram que os incêndios ocorridos nos 40 mil hectares da reserva particular, em Barão de Melgaço (Sesc Pantanal), na Fazenda Espírito Santo, Rodovia Transpantaneira e na Fazenda São José, foram provocados por ação humana.

Os casos já estão sob investigação da Delegacia de Meio Ambiente (Dema) para punir os responsáveis. “Peço a colaboração da população para denunciar se vir alguém fazendo um desses incêndios de forma criminosa. A grande maioria é acidental, mas quando começa fica incontrolável face a grande massa de matéria orgânica acumulada e as condições climáticas. Não iremos economizar recursos para minimizar o impacto desses incêndios em todo o estado de Mato Grosso”, completou.

A informação é da secretaria adjunta de Comunicação.

Só Notícias (foto: Jeferson Prado/arquivo/assessoria)


PRF apreende cargas de madeiras transportadas de forma irregular em RO


 


No sábado, 12,  Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Ariquemes/RO, durante atividade de fiscalização ambiental nas BR’s 364 e 421, interceptou dois carregamentos de madeira serrada sendo transportadas de modo contrário à legislação vigente.

O material florestal foi retido para inspeção dos órgãos ambientais e posterior destinação. A ocorrência foi registrada na delegacia de Polícia Civil.




fonte; ASSESSORIA 

Milho: B3 e CBOT abrem a semana em alta


 Safra de milho do Brasil estimada em novo recorde – :: Cooperfibra ::  Cooperativa dos Cotonicultores de Campo Verde

O vencimento setembro/20 era cotado à R$ 59,15 com alta de 0,61%, o novembro/20 valia R$ 60,74 com elevação de 1,59%, o janeiro/21 era negociado por R$ 60,75 com valorização de 1,59% e o março/21 tinha valor de R$ 60,09 com ganho de 0,91%.

Mercado Externo

A Bolsa de Chicago (CBOT) também abriu a semana em alta para os preços futuros do milho. As principais cotações registravam movimentações positivas entre 0,25 e 1,25 pontos por volta das 09h08 (horário de Brasília).

O vencimento setembro/20 era cotado à US$ 3,66 com valorização de 1,25 pontos, o dezembro/20 valia US$ 3,69 com ganho de 1,25 pontos, o março/21 era negociado por US$ 3,79 com elevação de 0,75 pontos e o maio/21 tinha valor de US$ 3,84 com alta de 0,25 pontos








fonte noticias agricolas

Sorriso: Bandidos armados e encapuzados fazem assalto em propriedade rural


 Polícia de Meio Ambiente realiza Operação Paz no Campo III | v9

Na data de ontem(08) ocorreu um roubo em uma  fazenda  localizada entre  Sorriso e Vera, mais precisamente no Alto Celeste.

Segundo o caseiro da fazenda, chegaram em um veículo três pessoas  armadas  e  usando  máscara. Do local levaram celulares, dinheiro( cerca de 1400 reais), eletro eletronico ( TV e outros).

No local também estava um freteiro que  havia  sido  chamado por uma das  vítimas, onde do mesmo foi levado o celular, documento do caminhão  e  um cheque.

O Boletim de   ocorrência  foi  registrado a Delegacia  Civil de  Sorriso.


Fonte: mtnoticia


Inscrições abertas para curso online sobre Aviação Agrícola


 Vantajosa e eficiente, aviação agrícola decola no Brasil


O IBRAVAG - Instituto Brasileiro da Aviação Agrícola, através deste evento, leva até você as informações atualizadas sobre Aviação Agrícola, e as boas práticas aeroagrícolas para uma operação sustentável. O objetivo é informar aos operadores privados (produtores rurais) de aviões agrícolas, a respeito de todas as regulamentações do setor. Especialistas no assunto, vão apresentar tudo isso, além das perspectivas do setor, a entrada dos drones na pulverização aérea e a Instrução Normativa do MAPA, que estava em consulta pública e outros aspectos que impactam o trabalho diário do setor em todo o Brasil.

Inscreva-se neste link ------> https://forms.gle/nWtFK9PaEKPquZyA9

Link disponível também no destaque "Agenda" no perfil do SINDAG no Instagram. (@sindagbr)


“O game está aberto para preços do milho”, diz Germinar Câmbio e exportações vão ditar ritmo das cotações


 

Produção e exportação de milho devem crescer na safra 2018/2019Produção e  exportação de milho devem crescer na safra 2018/2019 - Cidades na Net


Milho se valorizou 63% em um ano e subiu 30% somente durante a colheita desta segunda safra. Analista da Germinar Corretora recomenda que produtores aproveitem momento de venda, façam médias de preços e fiquem atentos nas próximas movimentações do mercado, pois preços pode tanto subir ainda mais, quanto cair bastante



O momento de preços para o milho é bastante favorável para os produtores brasileiros. Na última terça-feira (01), o indicador Cepea fechou cotado à R$ 60,92, valor 63% maior do que o registrado há um ano, R$ 37,23, e 30% somente durante o pico de colheita da segunda safra, que era de R$ 46,96 no dia 15 de junho.

Segundo o analista de mercado da Germinar Corretora, Roberto Carlos Rafael, este é um momento propicio para que o produtor, que ainda tenha volumes disponíveis, participe do mercado e faça médias altas de preços. Isso porque não é possível prever as próximas movimentações das cotações.

“O game está aberto”, destaca Rafael, que explica que as movimentações cambias e os volumes de exportação irão definir o rumo dos preços, que podem subir ainda mais, caso a exportação atinja as projeções de 34 milhões de toneladas, ou cair bastante, no caso de exportações menores.



O grande problema para o analista é que o Brasil não possui um levantamento preciso sobre os volumes exportados e já contratados para ajudar na definição dos preços. Com isso, a especulação ganha força, já que só é possível garantir as 12 milhões de toneladas já embarcadas até agosto e cerca de 5 ou 6 milhões nos lineups para setembro.

Confira a íntegra da entrevista com o analista da Germinar Corretora no vídeo.

Leia Mais:

+ Possível escassez de milho na China gera preocupação com segurança alimentar

+ Exportação de milho cresce 56% em agosto, mas fecha o mês 7% menor do que mesmo período de 2019

Por:
 Guilherme Dorigatti
Fonte:
 Notícias Agrícolas


Produção reforçada em MT com mais uma usina em funcionamento


 USDA estima produção recorde de milho no Brasil na safra 2019/20 – O  Presente Rural


Mais uma usina de etanol de milho inicia suas atividades no Brasil. A unidade da Inpasa Brasil localizada em Nova Mutum (a 242 km ao norte de Cuiabá/MT) começou a operar na semana passada com capacidade para produzir 890 m³ por dia de etanol hidratado. São 275 empregos diretos gerados e pelo menos três vezes mais de forma indireta.

A planta industrial em Nova Mutum recebeu o investimento de R$ 550 milhões e movimentou cerca de 2 mil empregos durante as obras. É a segunda unidade da empresa em Mato Grosso: a outra indústria está localizada em Sinop, com produção de 560 milhões de litros de etanol de milho ao ano.

“Agradecemos a todos nossos colaboradores pela dedicação ao projeto e aos profissionais dos vários órgãos competentes nas esferas municipal, estadual e federal que se empenharam para que esse grande empreendimento começasse a operar. Quando uma indústria se instala, todos se beneficiam”, observou o diretor executivo da Inpasa, Rafael Ranzolin.

“Essa é uma conquista que mostra o espírito empreendedor da empresa. Mesmo em meio à pandemia, mantivemos as atividades, fortalecendo a economia do País e da comunidade”. A Licença de Operação da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), que autoriza a produção do etanol de milho, foi liberada no dia 25 de agosto e publicada no dia 26, em Diário Oficial.

Além do etanol hidratado a partir de milho, a usina produzirá óleo de milho e DDG – farelo proteico produzido a partir da destilação dos grãos.

Com a entrada em operação da unidade da Inpasa em Nova Mutum, o Brasil passa a ter 16 usinas de etanol de milho em funcionamento. A União Nacional do Etanol de Milho (Unem) projeta que no ciclo 2020/2021 sejam produzidos 2,5 bilhões de litros.

“Mesmo com a retração de demanda por combustíveis causada pela pandemia, a produção de etanol de milho cresceu 93% de janeiro a julho de 2020 em relação ao mesmo período de 2019. Com a entrada em operação de quatro unidades ao longo deste ano, o setor ampliará sua capacidade instalada em mais de 1 bilhão de litros”, analisa o presidente da Unem, Guilherme Nolasco.

Em março, foi inaugurada uma usina em Sorriso (MT) de 530 milhões de litros/ano. Agora, em agosto, a Inpasa inaugura a planta em Nova Mutum para produzir 320 milhões de litros. Até o final do ano, há a previsão de mais outras duas indústrias começarem suas atividades, capacidade para produzirem juntas 200 milhões de litros/ano.





fonte diario de cuiaba

Soja realiza lucros na Bolsa de Chicago nesta 4ª após ganhos em sete pregões consecutivos


 Mato Grosso colhe mais de 12% da safra de soja e avanço supera 2018 – Só  Notícias



Os preços da soja recuam em Chicago nesta quarta-feira (2) depois de pregões consecutivos de alta. Por volta de 8h15 (horário de Brasília), as cotações perdiam de 6 a 7 pontos dos principais contratos, levando o novembro a US$ 9,47 e o março/21 a US$ 9,55 por bushel. 

O mercado realiza lucros nesta quarta após um acúmulo de altas de 5% nas últimas sessões, com as cotações registrando suas máximas em mais de dois anos. Este é o primeiro recuo em sete pregões, segundo analistas e consultores internacionais. 




O foco dos traders permanece sobre as condições de clima no Meio-Oeste americano para a conclusão da safra 2020/21 e as previsões esperadas para os próximos dias, que sinalizam uma melhora para algumas regiões que vêm sofrendo com a falta de chuvas. 


"Algumas agências privadas de monitoramento de culturas em campo trazem quebras pouco significantes após um mês de Agosto danoso ao Cinturão Agrícola. A falta de chuvas afetou negativamente a qualidade dos cereais e oleaginosas em desenvolvimento no país, entretanto os mapas climáticos para Setembro voltaram a trazer uma regularização do clima", explicam os diretores da ARC Mercosul. 

Veja como fechou o mercado nesta terça-feira:

+ Soja fecha em alta na CBOT nesta 3ª feira e preços permanecem muito firmes no BR

Tags:
 

PRF e Sefin apreendem madeira sendo transportada de forma ilegal em Vilhena


 Arquivos MADEIRA - Agencia PRF


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em operação conjunta com a Secretaria de Finanças de Rondônia (Sefin), realizando atividade de fiscalização ambiental na BR 364, em Vilhena apreendeu um caminhão carregado com madeira transportada de forma irregular.

A apreensão se deu na última sexta-feira, 28. A madeira estava serrada e foi retida para inspeção dos órgãos ambientais e posterior destinação.

A ocorrência foi registrada na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp).





fonte extraderondonia


Cristalina/GO já colheu 70% do milho e produtividade vai se consolidando ao redor das 110 sacas por hectare


 Produção de milho em Santa Catarina deve crescer 10%



Áreas irrigadas estão produzindo até 180 sacas por hectare e ajudando a média geral se elevar no município. Preparativos para a próxima safra verão 20/21 estão acontecendo e produtores buscam estratégias diferentes para obter melhores resultados financeiros    


Os produtores de Cristalina em Goiás já colheram 70% da segunda safra de milho e devem encerrar os trabalhos até o dia 15 de setembro, já que aguardam a umidade dos grãos baixar para 13% antes de avançar mais.

Segundo o presidente do Sindicato Rural de Cristalina/GO, Alécio Maróstica, a expectativa de ultrapassar a média de produtividade de 100 sacas por hectare vai se confirmado e se superando, com resultados entre 107 e 110 sacas, já que as áreas irrigadas estão produzindo até 180 sacas por hectare.




Os preços também são favoráveis aos produtores. A liderança aponta que restam apenas 30% da produção para serem negociadas e os produtores não estão com pressa de novas vendas, uma vez que a expectativa é que os atuais preços de R$ 50,00 a saca subam ainda mais no futuro.





Já pensando na próxima safra verão 2020/21, Maróstica conta que os produtores do município estudam adotarem novas estratégias buscando maximizar as oportunidades de rentabilizar na hora da venda das produções.

Uma delas seria plantar lavouras de soja irrigada, já em 25 de setembro (término do vazio sanitário), para ter volume do produto entrando no mercado ainda em janeiro, período de baixa disponibilidade e possibilidade de preços maiores.

A outra é apostar na cultura do milho neste verão, com plantio já no começo de setembro, e cultivar a soja após o cereal, como uma segunda safra. Outro benefício dessas novas estratégias seria a possibilidade de realizar uma terceira safra no mesmo ciclo, com o cultivo do feijão no mês de junho de 2021.

Confira a entrevista completa com o presidente do Sindicato Rural de Cristalina/GO.

Leia Mais:

+ Colheita do milho começou em Cristalina/GO com mais da metade da safra já negociada

Por:
 Guilherme Dorigatti
Fonte:
 Notícias Agrícolas


 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br