Últimas Notícias do Mídia Rural

CONAB EM MT ALERTA PARA FALHA EM DOCUMENTAÇÃO PARA LEILÕES DE PEPRO




A safra de milho em Mato Grosso neste ano foi de 30,4 milhões de tonelada. Devido à conjuntura do mercado do milho, os preços caíram e, por isso, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) realizou leilões e, desta forma, garantiu a comercialização do grão e o preço mínimo ao produtor.
Depois de participar dos leilões de Prêmio Equalizador Pago ao Produtor (Pepro), os agricultores precisam encaminhar para a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) os processos para recebimento dos valores negociados. Porém, segundo a superintendente da Conab em Mato Grosso, Francielle Tonietti, há falhas no preenchimento de dados e entrega de documentação.
“Isso significa dificuldade para a análise de cada processo e, consequentemente, atraso no pagamento para o produtor rural”, afirma a superintendente. Os agricultores precisam estar atentos também ao preenchimento correto de seus dados no Sistema de Cadastro Nacional de Produtores Rurais (Sican). Para saber como preencher, clique aqui.
É preciso também atentar à entrega dos documentos que precisam ser enviados via sistema INDF Externo. De acordo com a área técnica da Conab, os principais erros observados são o não cadastramento de todas as propriedades no SICAN, levando ao entendimento de que a produção informada é menor que a arrematada nos leilões. Em relação ao IDNF, há lançamentos incorretos das quantidades, valores e finalidade, falta de lançamento dos DACTEs e arquivos corrompidos ou inexistentes.
“Caso haja dúvida no cadastro junto ao Sican ou no lançamento das notas fiscais, o produtor rural deve entrar em contato diretamente com a Conab”, explica Frederico Azevedo, gerente de Política Agrícola da Aprosoja.



fonte sonoticias

Força Nacional desembarca em MT após ameaça de invasão de indígenas em canteiro de obras de usina




Equipes da Força Nacional desembarcaram nesta quinta-feira 912) em Alta Floresta, a 800 km de Cuiabá, para cumprirem uma decisão judicial que determinou a garantia de segurança no canteiro de obras da Usina Hidrelétrica São Manoel, que está sendo construída no Rio Teles Pires, na divisa de Mato Grosso com o Pará.
 
A decisão é assinada pelo juiz Marcel Queiróz Linhares, da Segunda Vara Federal de SInop, a 503 km da capital, e atende a um pedido feito pela diretoria da empresa responsável pela usina, após a ameaça de invasão de indígenas no local.
 
Segundo consta na decisão, a presença da Força Nacional visa evitar danos ao patrimônio e garantir o direito de ir e vir dos funcionários da usina.
 
Em julho deste ano, índios da etnia Mundukuru invadiram o canteiro de obras da usina e passaram quatro dias ocupando o local. Os índios alegam que a construção traz impactos à cultura indígena.

No ano passado, uma engenheira e seis operários que trabalham na construção da usina hidrelétrica foram mantidos reféns dos índios da etnia Kayabi , na aldeia Kururuzinho, próxima ao município de Alta Floresta. Na época, os indígenas reclamam da contaminação do rio após um vazamento de óleo na região.
 
A usina
A hidrelétrica São Manoel começou a ser construída em 2014. Segundo a empresa responsável pela usina o prazo previsto para conclusão da obra é maio de 2018. Quando estiver pronta, seu reservatório terá uma área de 66 quilômetros quadrados, e capacidade de geração de 700 megawatts.


fonte g1

Avião de pequeno porte cai em garimpo próximo a Itaituba, no Pará, e piloto morre




Um avião monomotor com duas pessoas caiu no garimpo do Creporizão, próximo ao município de Itaituba, sudoeste do Pará, por volta das 12h45 desta quarta-feira (11).
Segundo o Corpo de Bombeiros, o piloto, identificado como Paulo André, morreu na hora. O outro passageiro, identificado como Charles, foi socorrido por populares e levado para Itaituba em estado grave. Em seguida ele foi levado para Santarém. Ainda segundo os Bombeiros, a área do garimpo onde o avião caiu é de difícil acesso e está a 370 km de Itaituba.
De acordo com o comandante do 7º Grupamento Bombeiro Militar de Itaituba, coronel Tito da Silva Azevedo, o piloto e o passageiro levavam ferramentas na aeronave, que perdeu o controle enquanto decolava.
O Primeiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa I), órgão regional do CENIPA (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), informou, em nota, que vai realizar a ação inicial do processo de investigação do acidente envolvendo a aeronave de matrícula PT-LSC.
Segundo o Seripa I, no processo de investigação são feitos registros fotográficos, partes da aeronave são retiradas para análise, relatos de testemunhas e documentos são colhidos. De acordo com o órgão, a investigação tem o objetivo de prevenir que novos acidentes com as mesmas características ocorram e terá o menor prazo possível, dependendo, dentre outros motivos, da complexidade do acidente.

FONTE G1

Colisão entre caminhonete e carreta na BR-364 deixa duas vítimas




A PM recebeu, nesta terça-feira (10), um comunicado de que havia acontecido um acidente envolvendo uma caminhonete e duas carretas. O acidente ocorreu na BR-364 a 15 Km de Extrema, próximo ao campo do Somerão.

A guarnição da PM informou de imediato o Hospital Regional de Extrema, que disponibilizou a ambulância onde foram socorridos duas vítimas que estavam na caminhonete, pois esta após colisão, capotou e saiu da pista. 
 
Apesar de ferimentos sérios, nenhuma das vítimas corria risco de morte. O condutor da caminhonete foi identificado como Edvan Douglas e o passageiro Sideney Perrut, ambos de Extrema.



FONTE MAO AMIGA

Canarana - Ventania derruba 5 torres e 7 postes e 15 cidades do Araguaia ficam sem energia elétrica



Uma ventania derrubou cinco torres de distribuição de alta-tensão e sete postes no final da tarde dessa terça-feira (10) na região de Canarana, a 838 km de Cuiabá, e 15 cidades de Mato Grosso estão sem energia. De acordo com a Energisa, concessionária de energia que atua no estado, equipes foram mobilizadas para fazer o reparo na região, mas ainda não há previsão de quando o serviço será normalizado.



Segundo a Energisa, foram atingidos os seguintes municípios: Alto da Boa Vista, Bom Jesus do Araguaia, Canabrava do Norte, Confresa, Luciara, Novo Santo Antônio, Porto Alegre do Norte, Querência, Ribeirão Cascalheira, Santa Cruz do Xingu, Santa Terezinha, São Félix do Araguaia, São José do Xingu, Serra Nova Dourada e Vila Rica.





Equipes foram enviadas para reparo das estruturas, mas não há previsão de quando o serviço será reestabelecido (Foto: Divulgação)
 
As estruturas caíram no final da tarde depois que ventos fortes atingiram a região de Canarana. Conforme a Energisa, como a rede que passa pela cidade distribui energia para outros 15 municípios, o fornecimento foi interrompido e ainda não há previsão para a normalização do serviço.
 
Equipes da empresa estão mobilizadas desde o fim da tarde para refazer a rede de distribuição de energia, com o apoio das prefeituras de Querência e Canarana. A concessionária estima que 50 mil unidades consumidoras foram afetadas pela queda das torres e postes.





fonteg1

Margem baixa pode não pagar custos na nova safra de soja


Cálculos elaborados pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) da Esalq/USP em parceria com a Confederação Nacional da Agricultural e Pecuária (CNA) apontam que os custos operacionais para a safra 2017/2018 de soja devem subir. O principal aumento tem a ver com o preço do diesel, que resultou do incremento de PIS/Cofins. Mas também foi impactado pelo aumento do salário mínimo e dos preços de energia elétrica.

Os insumos, segundo o Cepea, também não fugirão à regra. Para os produtores que fizeram as compras entre Janeiro e Julho de 2017, por outro lado, houve uma redução nos preços dos fertilizantes. Em defensivos agrícolas, houve um ligeiro aumento.
O estudo do Cepea foi feito em Carazinho (RS), Cascavel (PR), Balsas (Maranhão), Sorriso (Mato Grosso) e Rio Verde (Goiás). Considerando a produtividade média das últimas cinco safras, o levantamento considerou todos os custos totais, incluindo arrendamento e juros de capital imobilizado. Nenhuma das variedades de soja seria capaz de igualar os custos totais à receita.
O maior preijuízo foi em Balsas, no Maranhão. Usando uma soja tolerante ao glifosato e a lagartas, faltariam 11 sacas por hectare para saldar os custos totais. No caso de Sorriso, também seria crítico, com 8,6 sacas faltantes para fechar em empate financeiro com a soja TH. Em Cascavel, foi o custo mais baixo registrado na soja TH também com valores melhores pagos pela soja comparando ao Centro-Oeste e ao Nordeste. 
Em valor monetário, o custo de produção mais alto foi registrado em Carazinho com a soja TH com R$ 3.038,39 por hectare. Com estes custos operacionais, dado o preço médio de venda de janeiro a julho de 2017, de R$ 60,99 a saca, o agricultor terá de produzir ao menos 49,82 sacas e 50,53 sacas na soja TH e na TH e RI, respectivamente, para pagar os custos. Medindo os custos totais, o produtor de Carazinho terá de roduzir ao menos 73,08 sacas na soja TH e 73,79 sacas na soja TH e RI por hectare.



fonte agrolink

Mais carne no pasto. E menos lucro para o pecuarista




A produtividade da pecuária brasileira vem avançando de forma consistente nos últimos anos. Segundo os dados da última pesquisa trimestral de abate de bovinos, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o peso médio dos animais abatidos nos últimos dez anos foi de 17,95 arrobas, o equivalente a 269 quilos. Isso significa uma arroba a mais por animal abatido, em relação à última década, segundo análise da Scot Consultoria, especializada em pecuária.

Apesar desse aumento, a rentabilidade não melhorou para os pecuaristas. O preço da arroba do boi gordo caiu 8% nos últimos doze meses e fechou hoje em 139,8 reais, de acordo com o indicador Esalq/BM&FBovespa

A conta não está fechando porque houve um aumento de investimento em genética animal e alimentação dos bovinos, o que elevou o peso da boiada e reduziu o tempo de abate do animal de 42 meses para 30 meses. Com isso, o rebanho precisa ser reposto mais rapidamente. E é aí que o pecuarista é surpreendido com o aumento do custo de reposição dos animais.

“A gente conseguiu aumentar o peso dos bovinos que são abatidos no Brasil, mas, em contrapartida, o preço do bezerro e do boi magro subiu muito”, diz Alcides Torres, engenheiro agrônomo e pesquisador na Scot Consultoria. “É como se fosse uma concessionária de carros que, depois de vender o automóvel, precisa repor o estoque da loja e descobre que o veículo ficou mais caro do que era antes.”

Outro fator agravante é que, com as novas leis do Código Florestal, é proibido abrir novas fronteiras agrícolas. Para pecuária, significa criar gado em regiões de terras já abertas, que costumam ser mais caras. “Isso acaba interferindo no preço final do bezerro e afetando toda a cadeia de produção”, diz Torres.

A solução, no entanto, passa a ser aumentar ainda mais a produtividade no pasto para fazer frente aos custos altos. Hoje, no Brasil, o peso da carne equivale a 54% do peso final do animal (o restante é destinado para outros 50 tipos de indústria). Esse desempenho é parecido com o dos australianos. “Nos Estados Unidos, onde o boi vive confinado, a carne equivale a 60% do peso total”, diz Torres.



fonte scotconsultoria

Ossada humana é localizada em fazenda de Lucas do Rio Verde




O trabalhador de uma fazenda de Lucas do Rio Verde localizada às margens da BR-163 saída para Nova Mutum, localizou na manhã desta quarta-feira (11) em meio a lavoura partes de uma ossada humana.

O trabalhador passava veneno no local, quando se deparou com os ossos que já estão em avançado estado de decomposição e espalhados por grande parte da área, o que segundo ele pode ter sido feito por animais selvagens.

Equipes da Polícia Militar e Civil estiveram no local, isolaram a área e aguardam a chegada a Politec (Perícia Oficial e Identificação Técnica) de Sorriso para realizar o recolhimento dos ossos e identificação.

Segundo os policiais, aparentemente os restos mortais demonstram ser de um homem, que estaria nu, já que não há vestígios de roupa, apenas de pele e osso.

Segundo os policiais que estão no local, ainda não há como saber as causas da morte até a realização da perícia, principalmente pelo avançado estado de decomposição do corpo.


Fonte: Cenário MT

Cotações do algodão em baixa em outubro




As cotações do algodão em pluma acumulam queda neste início de outubro, devido à pressão de boa parte dos compradores, que tem ofertado valores inferiores aos pedidos por vendedores, dificultando novos fechamentos.
Assim, de 29 de setembro a 10 de outubro, o Indicador Cepea/Esalq, com pagamento em 8 dias, recuou 1,06%. Nessa terça-feira, 10, especificamente, o Indicador fechou a R$ 2,3903/lp, alta de 0,83% frente à terça anterior, 3, refletindo a posição firme de vendedores e a ausência de parte dos compradores do mercado spot.
Fonte: Cepea

Cáceres – Homem é executado e jogado em córrego da Zona Rural




As Polícias Civil e Militar de Cáceres registraram nesta terça-feira (10), mais um crime de homicídio, desta vez na comunidade Boa Esperança, um corpo foi encontrado embaixo da ponte do Córrego do Periquito, na zona rural de Cáceres, distante a 223 km de Cuiabá.
O corpo teria sido encontrado por populares que acionaram a Policia Militar do 6º Batalhão de Cáceres.
Juntamente ao corpo da vítima Antônio Alves de Moraes, (41 anos), foram encontrados um celular, e uma carteira de cor preta contendo apenas 4 reais e o seu CPF da vítima. Segundo os policiais a vítima possivelmente teria sido executado com disparos de arma de fogo, pois existe diversas perfurações no crânio e pelo corpo da vítima.
Segundo informações preliminares a vítima é morador da cidade de Pontes e Lacerda (MT), porém a Divisão de Homicídios da 1ª Delegacia de Polícia de Cáceres, já trabalha nas investigações para identificar e prender os suspeitos do homícidio.
Outros casos  
Dois corpos carbonizados foram encontrados dentro de uma Pick-up Fiat Strada, em uma fazenda em Porto Esperidião (MT), no dia 4 de outubro. Segundo a Polícia Civil os corpos foram identificados como sendo de João Garcia Ortiz (36 anos) e Gean Fernando Escola (32 anos).
Na mesma quarta-feira (4) na MT 343, nas proximidades da cidade de Porto Estrela (MT), estrada que dá acesso as comunidades Luzia e Monjolinho, um casal foi encontrado mortos, ambos foram baleados próximos ao veículo. Uma criança de 3 anos, filho das vítimas, foi achado vivo dentro do carro no colo de sua mãe, com alguns ferimentos decorridos dos estilhaços dos disparos.
Na estrada do Facão na manhã do 5 de outubro foi encontrado o corpo de um homem de aproximadamente 35 anos, foi encontrado morto às margens de uma estrada vicinal que dá acesso à região conhecida com Boi Morto, em Cáceres (distante 223 km de Cuiabá). Segundo as informações, o corpo teria sido localizado por populares que passavam pelo local na tarde desta quarta-feira (4).
Fonte: CN Por: Joner Campos

Dono de meio Acre: Justiça pede penhora de terras do apresentador Ratinho no Acre avaliadas em R$ 225mi




O apresentador do SBT, Carlos Massa, o Ratinho está passando por uma blitz promovida pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, órgão do Ministério da Fazenda, que busca seus bens para quitar a dívida tributária de R$ 74 milhões referente ao Imposto de Renda.
Segundo informações da revista Época, sua fazenda no Acre, avaliada em R$ 225 milhões, é um dos bens penhorados para garantir o pagamento da dívida. Foi solicitado à Agência Nacional de Aviação Civil que informasse sobre as aeronaves em nome de Ratinho.
A defesa do apresentador e empresário está contestando a cobrança na Justiça, pois discorda da metodologia aplicada para calcular o imposto.



fonte o combatente

Operação apreende caminhões, armas, motosserras e madeiras




A operação teve o objetivo de combater a extração ilegal de madeira e o desmatamento no Sul do município. Pelo menos dois acampamentos que serviam de base para a extração ilegal de madeira foram inutilizados na ação.
A operação, realizada em parceria com a Polícia Militar do Amazonas (PMAM), foi iniciada no dia 30 de setembro e finalizada neste fim de semana.
Além das apreensões, foram identificados diversos passivos ambientais, tais como queimadas não autorizadas, grilagem de terras, planos de manejo florestal explorados em desobediência à legislação e a construção de uma ponte sobre o rio Curuquetê, usada para facilitar o transporte da madeira retirada ilegalmente. A quantidade total de materiais apreendidos, multas e embargos aplicados será divulgado após a conclusão do relatório dos fiscais que estão retornando para a capital.
A investigação do Ipaam apontou que grupos de madeireiros extraem madeira em áreas públicas do Estado do Amazonas, principalmente no Sul de Lábrea, e transportam o material em toras para o Estado de Rondônia, por meio de ramais abertos ilegalmente no meio da floresta. A madeira é processada e legalizada no Estado vizinho deixando de gerar receita para o Amazonas que fica com os danos ambientais.
Arco do desmatamento
Lábrea sofre constante pressão de ilícitos ambientais por estar inserida na região conhecida como “Arco do desmatamento”, e fazer fronteira com o Estado de Rondônia. Conforme levantamento do Ipaam, quem pratica ilícitos ambientais na região acredita que não será flagrado pela fiscalização devido ao difícil acesso e logística disponível limitada para chegar aos locais de exploração de madeira. Contudo, por meio de imagens de satélites é possível identificar polígonos de desmatamento e agregar informações ao monitoramento terrestre feito pela inteligência do Ipaam e da PMAM.
Grupos de madeireiros ilegais foram flagrados atuando em uma extensa área verde acessada por sub-ramais, construídos irregularmente, que derivam dos ramais Mendes Junior, Boi e Jequitibá. Os três ramais dão acesso à BR-364, em Rondônia, onde ao longo da rodovia estão localizados os distritos de Vista Alegre do Abunã, Extrema, e Nova Califórnia, identificados como receptores da madeira extraída ilegalmente do Amazonas.
De acordo com o secretário de Estado do Meio Ambiente (Sema) e diretor-presidente do Ipaam, Marcelo Dutra, a operação compõe o conjunto de ações integradas de fiscalização que o Governo do Amazonas está realizando para combater o desmatamento ilegal na região Sul.
Tag's: Madeiraoperaçãocrime
Fonte: G1

Plantio da soja 2017/2018 em Mato Grosso




Segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária, o IMEA, até o dia 29 de setembro, 1,2% da área prevista com soja na temporada 2017/18 foi semeada em Mato Grosso. Os trabalhos estão atrasados comparativamente com o mesmo período da safra passada, quando 4,5% da área havia sido semeada.

A expectativa é de um crescimento de 0,2% na área no estado, frente a 2016/17. A produtividade, porém, deverá ser 2,3% menor, em função de um clima menos favorável na temporada.

Com isso, a produção deverá diminuir. Estão estimadas 30,58 milhões de toneladas, 2,1% menos que o colhido anteriormente.

Os atrasos nas chuvas e a irregularidade destas nas próximas semanas poderão comprometer o avanço dos trabalhos no campo no Brasil Central.

Locução feita por: Janaína Lopes.

Análise de: Rafael Ribeiro.



fonte scotconsultoria

Conab prevê queda de 6% na produção de grãos 2017/2018


A produção brasileira de grãos na safra 2017/2018, em fase de plantio, deve alcançar entre 224,1 milhões e 228,2 milhões de toneladas o que representa um recuo de 4,3% a 6% em relação à safra passada 2016/17, de 238,5 milhões de toneladas. Os dados fazem parte do primeiro levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado nesta terça-feira, 10.
As condições climáticas altamente favoráveis contribuíram para a safra passada alcançar recorde histórico. "Tais condições dificilmente se repetirão, por isso, a expectativa de redução produtiva", informa a Conab, em comunicado.
A área plantada deve registrar manutenção ou um aumento de até 1,8% sobre a safra 2016/2017, podendo atingir de 61 milhões a 62 milhões de hectares, "graças ao aumento do plantio de algodão e, sobretudo, da soja", estima a Conab.
A produtividade deve apresentar redução em praticamente todas as culturas. A previsão se baseia nas análises estatísticas das séries históricas e dos pacotes tecnológicos utilizados nos últimos anos, uma vez que recém começou o plantio das culturas de primeira safra.
Soja e milho continuam como as principais culturas e devem responder por cerca de 89% do total produzido no país. A expectativa é de que a produção de soja alcance entre 106 milhões e 108 milhões de toneladas e a do milho total, 93,5 milhões, distribuídas entre primeira e segunda safra.
A área para milho primeira safra, que sofre a concorrência do cultivo de soja, deve ser reduzida de 6,1% a 10,1% em relação a 2016/2017, o que vai se refletir na diminuição da área absoluta entre 336,3 mil e 552,5 mil hectares.
Já a soja, que, segundo a Conab, vem oferecendo maior liquidez e possibilidade de melhor rentabilidade frente a outras culturas, deve alcançar maior área para produção, com um incremento médio de cerca de 2,7% comparado à safra passada, entre 34,5 milhões e 35,2 milhões de hectares. Conforme a estatal, a safra de algodão em pluma deve ficar entre 1,61 milhões de t e 1,76 milhão de t, representando aumento de 5,1% até 14,9% ante o período anterior.
Com relação à safra arroz, a Conab projeta queda de 3,8% a 4,7%, passando para 11,75 milhões a 11,86 milhões de t. A safra total de feijão está estimada entre 3,30 milhões e 3,35 milhões de t. O resultado corresponde a uma queda 1,6% a 2,8% ante a safra 2016/17. O Brasil colhe três safras anuais de feijão. A primeira safra da leguminosa está projetada entre 1,23 milhão e 1,27 milhão de t (queda de 6,6% a 9,2%).
Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO

FUNAI autoriza pavimentação da rodovia BR-158 no Norte Araguaia



A FUNAI aprovou a continuidade do licenciamento ambiental para a pavimentação da BR-158, em Mato Grosso. Para o órgão, os Estudos Socioambientais da Terra Indígena Marãiwatsédé obedecem às condições impostas pela União no que diz respeito aos processos de licenciamento envolvendo terras indígenas. O IBAMA inicia a análise técnica para a conclusão do licenciamento ambiental e autorização final para o início das obras. O parecer técnico e a licença final deverão ser emitidos em no máximo 30 dias.

No traçado original da rodovia foi alterado o trecho que passava dentro da reserva indígena Marãiwatsédé. O trecho do novo contorno está dividido em dois lotes, o primeiro lote A vai de 85 km entre Canabrava do Norte a Alto da Boa Vista, já o lote B parte de Alto Boa Vista até Alô Brasil, com 100 km.

Com o aval da FUNAI, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) está trabalhando para a conclusão da licitação referente ao lote A. Está previsto para o final de outubro a abertura do edital para a convocação das empresas interessadas na construção do lote B.


fonte agencia da noticia

Avião cai em fazenda de Lucas do Rio Verde e deixa piloto ferido




Foi registrado na manhã desta terça-feira (10) a queda de um avião agrícola que estava prestando serviço em uma fazenda na região da comunidade São Cristovão, em Lucas do Rio Verde e deixou o piloto com ferimentos.

Informações não oficiais dão conta que piloto era da cidade de Diamantino e estava na cidade trabalhando em sua primeira safra, ele realizava treinamento, quando por circunstâncias que ainda serão apuradas, o avião caiu e ele ficou ferido. Ainda não há informações da gravidade do acidente.

O piloto foi socorrido por integrantes da fazenda, já que não houve nenhum registro de ocorrência no Corpo de Bombeiros, conforme informou o comando ao CenárioMT.

O piloto foi identificado até o momento apenas como Rafael. Mais informações em instantes!



FONTE CENARIO MT

 
Copyright © 2015. Mídia Rural - Todos os Direitos Reservados
Um Projeto: Du Pessoa© Web Sites e Marketing Digital (69) 9366 7066 WhatsApp* | www.dupessoa.com.br