Últimas Notícias
Destaques

Pioneira, ADAMA registra 4 fungicidas para manejo da podridão das vagens e grãos (anomalia da soja)

A busca por uma solução à podridão dos grãos da soja (anomalia da soja) e quebra das hastes é hoje o grande foco de instituições de pesquisa, consultorias e empresas privadas, que procuram, por meio da investigação de campo, auxiliar os produtores no diagnóstico e manejo da doença. Pesquisas realizadas em mais de uma safra apontam um complexo de fungos (Fusarium spp. e Phomopsis/Diaphorte) como uma das causas dos sintomas típicos de quebramento de hastes e podridão de vagens e grãos, que também estão associados à suscetibilidade do genótipo ou cultivar de soja. Além disso, indicam que a escolha da cultivar e a utilização de Fungicidas desde o tratamento de sementes até a fase de maturação dos grãos, diminuem a severidade dos problemas encontrados na soja. Em alerta sobre o tema e buscando apoiar os produtores no combate à doença, a ADAMA, empresa integrante de uma das maiores holdings do agronegócio mundial, acaba de obter registro de quatro de seus Fungicidas para o controle das doenças causadoras de quebramento das hastes e podridão das vagens e grãos da soja. Azimut®, Armero® Blindado® T.O.V. e Across®, que já fazem parte do portfólio de Fungicidas da companhia, agora entregam um programa completo e muita tecnologia para o manejo de doenças ao longo do ciclo da soja. “Somo a primeira empresa do mercado a registrar uma plataforma robusta de Fungicidas para o controle das principais doenças da cultura da soja, inclusive podridões (anomalia), auxiliando nos diversos momentos do ciclo da soja, desde o início até a fase reprodutiva. Isso demonstra nosso investimento crescente na pesquisa e no desenvolvimento de produtos e reforça nossa promessa de marca de entregar soluções que resolvam os problemas do agricultor”, destaca Eduardo Martinez, gerente de Produto (Fungicidas) da ADAMA. Com a ampliação dos registros, Azimut®, Armero®, Blindado® T.O.V. e Across® passam a ser recomendados oficialmente para o manejo dessas doenças. “Entendemos que a podridão das vagens e grãos vem tirando o sono dos produtores, principalmente do Mato Grosso e das regiões mais quentes que se cultiva soja no Brasil, por isso, buscamos o registro dos nossos fungicidas também para o manejo dessa doença. O momento ou estádio da planta e o intervalo de aplicações influenciarão no resultado final e na produtividade da lavoura. Por isso a necessidade de se usar programas robustos e bem estruturados ao longo de toda a safra”, reforça Martinez. Assim como diversos pesquisadores que vêm acompanhando o comportamento e a evolução da doença ao longo das últimas safras, Martinez reforça que é preciso ainda monitorar regularmente as plantas de soja para identificar a presença das doenças e tomar decisões assertivas para minimizar seus danos. “Vale lembrar que as manchas foliares, com destaque para mancha-alvo e a ferrugem são duas das principais doenças da soja no Cerrado brasileiro. Por isso, nós da ADAMA possuímos uma plataforma de soluções para o manejo das doenças de difícil controle, validadas e recomendadas pelas principais instituições e pesquisa e consultorias do Brasil”, explica. Azimut®, Armero®, Blindado® T.O.V. e Across® são os quatro fungicidas da ADAMA registrados para o controle da anomalia da soja. “Nos próximos meses, contaremos com mais um fungicida efetivo para a doença”, antecipa Martine. AGROLINK & ASSESSORIA Foto: Divulgação Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com


« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário