Últimas Notícias
Destaques

Dinâmica da soja em março: Colheita brasileira e perspectivas globais pela Consultoria Agro Itaú BBA

Acompanhando a evolução mensal, a parcial de março até o dia 25 indica uma leve valorização nos preços externos da soja, após uma queda de quase 5% em fevereiro. Enquanto isso, no Brasil, a demanda em ascensão no início de março tem impulsionado a formação dos preços, ao passo que a colheita da soja segue em ritmo favorável, alinhada com o desempenho do ano anterior. Cenário Internacional Em Chicago, a alta chega a quase 1% em relação a fevereiro. Recentemente, as cotações registraram aumento devido à perspectiva de uma produção menor no Brasil, conforme indicado pela Conab. Apesar das chuvas excessivas na Argentina, a oferta positiva deste país e do Paraguai mantém os preços em níveis mais baixos. Situação Doméstica No mercado interno, os preços têm apresentado uma valorização significativa, especialmente em Sorriso, com um aumento de 6,1%. A forte demanda, tanto nacional quanto internacional, está impulsionando as negociações e influenciando positivamente os preços, especialmente diante da incerteza em relação à oferta interna devido à menor produtividade esperada nas lavouras. Projeções e Perspectivas A Conab reporta que até o último dia 23, cerca de 66,3% das áreas de soja já foram colhidas, com estados como Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo liderando o processo. Por outro lado, Piauí, Santa Catarina e Maranhão estão entre os mais atrasados. O USDA, em seu relatório de março, projeta a safra brasileira de soja em 155 milhões de toneladas, com uma redução significativa em relação às estimativas anteriores. Essa diminuição combinada com um aumento nas importações chinesas indica uma redução nos estoques finais. Apesar disso, a relação estoque/uso global permanece projetada em 30%, sugerindo um balanço mais equilibrado em comparação com a safra anterior. Impactos nos Derivados Os preços do óleo de soja têm registrado aumento nos mercados internacionais, enquanto o farelo continua em queda. No mercado interno, o farelo acumula desvalorização, enquanto o óleo apresenta leve queda em Rondonópolis, Mato Grosso. Perspectivas Futuras A previsão de redução das chuvas na Argentina e o aumento dos preços do óleo de palma podem oferecer suporte ao complexo de soja nos próximos meses. O mercado brasileiro se encontra em uma janela de oportunidade de exportação, enquanto a Argentina planeja retomar seu espaço no mercado internacional de óleo de soja a partir de maio. Fonte: Portal do Agronegócio Foto: Divulgação Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com


« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário