Últimas Notícias
Destaques

Plantação de Canola: benefícios para Soja, Milho e Trigo

O que é canola? A canola (Brassica napus L. var oleífera) é uma oleaginosa da mesma família do repolho e da couve (crucíferas). Esta oleaginosa ocupa o terceiro lugar entre as mais produzidas no mundo, estando atrás apenas da soja e da palma de óleo. O alimento serve como base principalmente para a produção de lubrificantes para máquinas e até alguns óleos comestíveis, isso graças a sua concentração de gorduras boas. Além disso, o farelo de canola serve também para fabricar ração de animais. Principais características da canola Entre as principais características da canola está sua resistência ao frio, o que a torna uma opção bem requisitada nas lavouras localizadas no Sul do país. De acordo com a Conab, em 2021 foram registrados 39,1 mil hectares de cultivo de canola no Brasil, sendo 38,3 mil localizados na região Sul. Além disso, dados da Embrapa mostram que os grãos desta cultura produzidos no Brasil têm de 34% a 40% de óleo na composição, além de 24% a 27% de proteína. Outro ponto de destaque sobre a canola no Brasil é que esta pode suceder culturas como soja e milho, e é também usada na rotação de culturas de inverno (trigo, por exemplo). Benefícios da plantação de canola para a Soja De maneira geral, a canola pode melhorar o sistema produtivo da soja, e ainda diminuir problemas com pragas e doenças. Além disso, por possibilitar a produção de óleos vegetais durante o inverno, a cultura se torna aliada da produção de soja no verão. Como resultado, a canola contribui otimizando os meios de produção disponíveis. Benefícios da plantação de canola para o Milho Como benefícios da plantação de canola para o milho, também observamos uma redução de problemas com pragas e doenças. Nesse cenário vale destacar a diminuição dos danos que podem ser causados pela mancha de diplodia e cercosporiose. Benefícios da plantação de canola para o Trigo Na lavoura de trigo, a plantação de canola também ajuda a reduzir problemas com doenças, como a fusariose e septoriose, pois a planta reduz as estruturas responsáveis por doenças causadas por fungos. Além disso, a canola também auxilia no manejo de azevém, graças a sua capacidade competitiva. Como realizar a plantação de canola? Para realizar sua plantação de canola, é importante ter em mente que esta cultura é sensível a diversos herbicidas. Neste cenário, vale priorizar o cultivo em áreas com soja resistente a glifosato na safra que antecede, pois vai reduzir a possibilidade de danos causados por herbicidas residuais. Importante ter atenção também a algumas pragas como corós, pulgões e percevejos, pois estas são comuns no cultivo da canola. O monitoramento constante da lavoura é essencial para garantir esse cuidado, e realizar o controle o quanto antes, caso seja necessário. Além disso, atente-se à presença de lagartas no solo, outro problema comum nessas lavouras, que indica a presença de insetos nos cultivos. Fonte: Embrapa/Gilberto Omar Tomm Foto: Gilberto Omar Tomm Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com


« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário