Últimas Notícias
Destaques

Nova metodologia descobriu mais soja

A consultoria Agroconsult revelou que a área de plantio de soja no Brasil é 1,2 milhão de hectares maior do que o previsto pela Conab, devido a uma mudança em sua metodologia de cálculo. Isso resulta em uma estimativa de produção para a safra 2023/24 quase 10 milhões de toneladas maior do que a projetada pela Conab. Para a safra 2022/23, a Agroconsult também estima uma produção significativamente maior do que a prevista pela Conab. Somando as duas safras, a produção de soja no Brasil é 17,4 milhões de toneladas maior do que a estimativa oficial. Essa discrepância nos números destaca uma longa discussão no mercado sobre a produção real brasileira de soja em comparação com os dados oficiais, o que influencia os preços, especialmente na entressafra. “O comportamento dos preços e dos prêmios no início deste ano indica que tinha mais soja. E não é só a diferença deste ano, mas do anterior também. Estamos falando de um volume muito grande considerando a safra passada e a atual”, disse André Pessôa, da Agroconcult, durante coletiva virtual de imprensa para comentar os números do Rally da Safra, nesta quarta-feira. A Agroconsult ajustou seus próprios números de área e produção devido à nova metodologia, resultando em um aumento na área de plantio e na produtividade média brasileira. Enquanto alguns estados apresentaram resultados abaixo do esperado, como Paraná e Mato Grosso do Sul, outros, como a Bahia, mantiveram uma produtividade relativamente estável. O Rio Grande do Sul foi o único estado a registrar um aumento na produtividade, com a colheita prevista para avançar rapidamente em abril. Enquanto os Estados importantes, como Paraná e Mato Grosso do Sul, tiveram resultados abaixo do esperado, os produtores da Bahia devem alcançar uma colheita de 63,8 sacos por hectare, representando uma queda de apenas 4,8% em relação à temporada anterior. O Rio Grande do Sul foi o único Estado a registrar um aumento na produtividade, após dois anos de safra abaixo do esperado. A média de rendimento é estimada em 57,2 sacos por hectare, embora a Agroconsult não descarte surpresas positivas até o final da colheita, que está prevista para avançar mais rapidamente em abril. AGROLINK - Leonardo Gottems Foto: Canva Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com


« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário