Últimas Notícias
Destaques

Crise de Cacau: Desafios para o setor de Sorvetes

O setor de sorvetes enfrenta atualmente um cenário desafiador devido à crise global do cacau, que tem impactado significativamente os custos de produção. Nos últimos meses, testemunhamos um aumento acentuado nos preços dos derivados do cacau, elevando os custos para os empresários do setor em cerca de 5%. Essa tendência preocupante é acompanhada pela escalada dos preços dos derivados do cacau, que aumentaram em mais de 50% recentemente, refletindo diretamente nos ingredientes utilizados na fabricação de sorvetes. Sabemos que a crise do cacau não é apenas uma questão de economia de mercado. Ela tem profundas raízes nos desafios climáticos que afetam os países produtores de cacau. Condições climáticas extremas, exacerbadas por fenômenos como El Niño e La Niña, têm devastado as plantações de cacau. Chuvas excessivas durante a floração, ventos secos e quentes, além do aumento da incidência de doenças nas árvores são apenas alguns dos sintomas desse problema. Temos então um cenário desafiador para a indústria do chocolate e, por extensão, para os fabricantes de sorvete que dependem do cacau como ingrediente essencial. O aumento nos preços dos derivados do cacau, como o chocolate em pó e a manteiga de cacau, tem sido especialmente significativo para o segmento sorveteiro. Cerca de 30% dos produtos oferecidos nas sorveterias são derivados de cacau, o que torna essa matéria-prima essencial para a produção de uma ampla variedade de sabores e produtos. No entanto, até o momento, esses aumentos de custos não foram repassados integralmente aos consumidores, resultando em pressões adicionais sobre os empresários do setor. Apesar dos desafios enfrentados, a ABRASORVETE acredita que o aumento nos preços dos derivados do cacau, especialmente durante a época da Páscoa, não continuará nessa crescente nos próximos meses. Esperamos que isso possa ajudar a aliviar as pressões sobre os custos de produção, permitindo que os empresários do setor mantenham a qualidade de seus produtos sem comprometer sua lucratividade. Diante desse cenário desafiador, sabemos que a busca por alternativas de matéria-prima não é uma opção, pois certamente prejudicaria a qualidade dos produtos. É um momento para otimizar processos de produção, aumentar a eficiência e explorar novas oportunidades de diferenciação e inovação no mercado. A crise do cacau representa um teste crucial para a resiliência e adaptabilidade do setor de sorvetes. No entanto, estamos confiantes de que, com uma abordagem estratégica e colaborativa, podemos superar esses desafios e continuar a oferecer aos consumidores os deliciosos e refrescantes sabores que tanto apreciam. Sobre a ABRASORVETE A ABRASORVETE (Associação Brasileira do Sorvete e Outros Gelados Comestíveis) foi fundada em 2020 e é hoje a voz oficial do mercado de sorvetes no Brasil. Por sua representatividade nacional, tornou-se referência na consolidação de dados e informações do setor, posicionando-se como uma entidade que entende as necessidades e potencialidades dos empresários para, através da comunicação, união e cooperatividade, estar presente e atuante na defesa dos interesses de todos os atores da cadeia produtiva do sorvete e outros gelados comestíveis. Dentre os quatro principais objetivos da ABRASORVETE estão: 1) Redução da carga tributária de toda cadeia produtiva; 2) Elevação do consumo per capita de sorvetes no Brasil com projetos como a Campanha 50 em 10, lançada em 2023, cujo objetivo é ampliar em 50% o consumo do sorvete em 10 anos; 3) Valorização do produto e da indústria brasileira de sorvetes e 4) Fortalecimento e representatividade devida ao setor junto às autoridades e órgãos competentes. Saiba mais em www.abrasorvete.com.br e @abrasorveteoficial. William Bispo Foto: Divulgação Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com


« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário