Últimas Notícias
Destaques
A situação da dengue em Mato Grosso preocupa, com 14 mortes confirmadas e mais 12 mil casos registrados até o momento. Segundo dados do Ministério da Saúde, a cada hora, em média, 10 pessoas apresentam sintomas da doença no estado. Essa taxa crescente de casos coloca Mato Grosso em alerta, com uma incidência de 336 casos para cada 100 mil habitantes, indicando uma situação epidêmica. Em todo o país, já são mais de 1,88 milhão de casos prováveis de dengue neste ano, com 561 mortes. Além da dengue, há preocupação com a chikungunya, que já apresenta um óbito e 3.471 registros da infecção em Mato Grosso. Isso deixa o estado em alerta para essa enfermidade. Quanto à zika, não há registros de casos prováveis até o momento. Diante desse cenário, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) lançou a “Semana D” contra a dengue, buscando conscientizar a população e unir esforços para combater o mosquito Aedes aegypti. Comparado ao mesmo período do ano anterior, os casos de dengue aumentaram em 35%, com um crescimento de 40% nas mortes e quase 80% nos casos graves. A epidemiologista e virologista Ana Claudia Trettel destaca a importância da conscientização e da união na luta contra o mosquito transmissor, ressaltando que a prevenção deve ser uma prática diária. Com 69% dos municípios em alerta para a dengue, a superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Alessandra Moraes, destaca a importância das ações coordenadas durante a “Semana D” para enfrentar o aumento dos casos. A mobilização envolve desde escolas até órgãos públicos, visando conscientizar toda a população e ampliar a atuação no combate à dengue. Fonte: CENÁRIOMT Fotos do Canva Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com


« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário