Últimas Notícias
Destaques

Futuros de grãos caem nos EUA - A soja, por sua vez, enfrentou um cenário ainda mais desafiador

As negociações da madrugada revelaram um cenário desafiador para os agricultores nos Estados Unidos, com os preços de grãos, especialmente trigo, milho e soja, sofrendo quedas significativas. A principal razão por trás dessa tendência de baixa é a sinalização de uma demanda mais fraca do que o esperado pelos suprimentos norte-americanos. De acordo com o relatório do Departamento de Agricultura dos EUA, as vendas de trigo nos sete dias encerrados em 15 de fevereiro caíram impressionantes 33% em comparação com a semana anterior, totalizando 233.500 toneladas. Essa queda também representa um impactante declínio de 38% em relação à média das quatro semanas anteriores. As exportações totais da semana atingiram 373,1 mil toneladas, marcando uma queda de 8% em comparação com a semana anterior. No entanto, as vendas de milho mostraram uma queda ainda mais acentuada, registrando 820,4 mil toneladas, uma diminuição de 37% em relação à semana anterior e 30% abaixo da média. Surpreendentemente, as exportações de milho subiram 13%, atingindo 1,02 milhão de toneladas. A soja, por sua vez, enfrentou um cenário ainda mais desafiador, com as vendas despencando para 55.900 toneladas métricas. Esse é o nível mais baixo desde o início da campanha de comercialização em 1º de setembro, representando uma queda alarmante de 84% em relação à semana anterior e à média das últimas quatro semanas. As exportações de soja também foram afetadas, caindo 18%, totalizando 2 milhões de toneladas. A influência de fatores externos também é evidente, com o trigo russo barato e a ampla oferta global de milho e soja exercendo pressão adicional sobre os preços. Nas últimas semanas, os futuros do trigo para entrega em maio caíram 63/4 ¢ para US$ 5,621/4 por bushel na Bolsa de Comércio de Chicago. Os futuros de Kansas City também não escaparam, perdendo 61/2 ¢ para US$ 5,59 por bushel. Os futuros do milho experimentaram uma queda de 3 centavos, atingindo US$ 4,101/2 por bushel. AGROLINK - Leonardo Gottems Foto: Paulo kurtz/ Embrapa Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com


« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário