Últimas Notícias
Destaques

Aumento na exportação de frutas estimula produtores a buscar soluções para maior tempo de prateleira

O Brasil fechou o ano de 2023 com um recorde de exportação de frutas. De acordo com a Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas), houve um aumento de 26,7% na arrecadação em relação a 2022, com mais de 1,085 milhão de toneladas exportadas. O crescimento se deve, dentre outros fatores, à maior adesão de países árabes às exportações brasileiras. Segundo o Departamento de Inteligência de Mercado da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, o volume de frutas exportadas aos países árabes registrou aumento de 95,3% no último ano. Ainda assim, a importação brasileira de frutas congeladas e cítricas desses mesmos países constituiu um déficit de US$ 11,1 milhões na balança do setor. “Nosso país é rico em culturas, em todos os sentidos. E este é o momento de incentivarmos o aumento da produção e, mais do que isso, a durabilidade dos nossos produtos. Com variedades que necessitam de clima tropical ou quente para amadurecimento, é imprescindível que produtores invistam em fertilizantes à base de óxidos nos cultivos para ampliar o tempo de prateleira destes alimentos”, orienta Maurício Casagrande, engenheiro agrônomo da Agrolitá Fertilizantes, divisão especializada em hortifruti da Caltec Química Industrial. Pensando nisso, a Agrolitá aposta no desenvolvimento de produtos que disponibilizam cálcio de alta concentração e reatividade. O nutriente estimula a germinação e promove melhor qualidade aos produtos, o que reduz o desperdício desde os processos de cultivo até a comercialização. Essa tecnologia permite um melhor aproveitamento das frutas e verduras, tanto na lucratividade dos produtores quanto na duração desses produtos nas prateleiras. Com o sucesso das exportações no último ano, a União Europeia, o Reino Unido e os Estados Unidos permanecem entre os principais compradores das frutas produzidas em solo brasileiro. Nos próximos anos, o objetivo é expandir o mercado para o continente asiático, em especial a Índia, China, Arábia Saudita, o Egito e os Emirados Árabes Unidos - membros da nova formação do BRICS. Desde 2009, as exportações de commodities lideram o quadro brasileiro e, em 2023, a participação chegou a 69%. A balança comercial brasileira fechou o ano com um superávit recorde de US$ 98,8 bilhões, conforme aponta o Instituto Brasileiro de Economia (Ibre), da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Sobre a Agrolitá A Agrolitá é uma divisão agrícola da Caltec Química Industrial, responsável pelo desenvolvimento e comercialização de uma linha de fertilizantes voltados ao hortifruti. Criada para atender ao setor de HF, um público exigente que precisa de resposta rápida em suas culturas, oferece produtos de fácil aplicação, alto escoamento e resultados imediatos. Com mais de 75 anos de história, a Caltec possui Certificação ISO 9001 e é premiada pela FINEP em Inovação Tecnológica e pela CNI em Qualidade e Produtividade. Mais informações em http://agrolita.com.br/ EGOM PR AGENCY Foto: Divulgação Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com


« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário