Últimas Notícias
Destaques

Soja - Efetividade sobre Chrysodeixis includens e Spodoptera frugiperda impulsiona inseticida três anos após lançado

Lançado há cerca de três anos e logo convertido em uma tecnologia do portfólio-estrela da Sipcam Nichino Brasil, o inseticida Takumi® segue surpreendendo produtores de soja. Segundo informa a empresa, essa solução avança safra após safra, principalmente, pela entrega de resultados no controle das lagartas Chrysodeixis includens ou falsa-medideira e Spodoptera frugiperda ou lagarta-do-cartucho, ambas de alta complexidade. Conforme a Sipcam Nichino, a ação de Takumi® sobre a lagarta Chrysodeixis includens ou falsa-medideira apresenta efetividade média aproximada de 70% a 80%, em aplicações de diferentes doses após sete dias e 14 dias. Para efeito de comparação, salienta a companhia, os tratamentos-padrão do produtor utilizados nos ensaios transferiram eficácia situada entre 58% e 66%. Frente à Spodoptera frugiperda ou lagarta-do-cartucho, afirma a Sipcam Nichino, o inseticida Takumi®, na média geral, apresenta eficácia da ordem de 80%, praticamente o mesmo percentual dos tratamentos-padrão, “entretanto respaldado por uma relação custo-benefício bem mais favorável ao produtor”, diz o engenheiro agrônomo José de Freitas, da área de desenvolvimento de mercado. Freitas enfatiza que o desempenho do inseticida Takumi® ante lagartas de alta complexidade da soja vem atrelado, sobretudo, às características da molécula Flubendiamida 222, desenvolvida pela Nichino do Japão. “Takumi® cessa a alimentação e neutraliza os efeitos das lagartas em até três dias, por contato e ingestão. É ainda altamente seletivo aos inimigos naturais dessas pragas, recomendado também como uma ferramenta relevante no MIP ou manejo integrado de pragas.” Criada em 1979, a Sipcam Nichino resulta da união entre a italiana Sipcam, fundada em 1946, especialista em agroquímicos pós-patentes e a japonesa Nihon Nohyaku (Nichino). A Nichino tornou-se a primeira companhia de agroquímicos do Japão, em 1928, e desde sua chegada ao mercado atua centrada na inovação e no desenvolvimento de novas moléculas para proteção de cultivos. Fernanda Campos Foto: Divulgação Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com


« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário