Últimas Notícias
Destaques

El Niño levanta preocupações para a safra 2023/24 - Fenômeno El Niño desencadeou chuvas intensas e altas temperaturas

A chegada do fenômeno climático El Niño, especialmente no segundo semestre, tem gerado preocupações adicionais para os produtores rurais em todo o Brasil, pois os efeitos desse padrão climático têm causado prejuízos significativos de Norte a Sul do país. O calor extremo combinado com chuvas irregulares tem prejudicado o desenvolvimento das lavouras, impactando negativamente praticamente todas as culturas. O gerente de biológicos da FMC, empresa de ciências para a agricultura, Antônio Soares, destaca que o estresse causado pelo El Niño compromete a expressão do potencial genético das plantas em termos de produtividade. Esse impacto pode ocorrer desde o início do ciclo, prejudicando o estabelecimento inicial das culturas. Segundo Soares, as atuais condições climáticas impõem riscos significativos às plantações, afetando seu desenvolvimento. “As altas temperaturas e a falta de chuvas, cenário que observamos com frequência em Goiás e Mato Grosso, fazem a planta desperdiçar energia protegendo suas estruturas celulares e não conseguindo crescer, diminuindo assim a taxa de fotossíntese”, esclarece. Para a safra da soja 2023/24, as condições climáticas adversas têm gerado dificuldades, com algumas regiões enfrentando eventos de estiagem. A expectativa é que as perdas na produção de soja atinjam cerca de 20%, uma vez que as temperaturas extremamente altas devem persistir ao longo do verão, conforme dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Um artigo científico intitulado "The physiology of plant responses to drought," publicado pela Science, destaca que a seca, por si só, resulta em perdas anuais de rendimento das culturas superiores às causadas por todos os patógenos combinados. Nos últimos dez anos, as perdas globais na produção agrícola devido à seca totalizam 30 bilhões de dólares. Para Soares, uma das soluções para mitigar esses problemas está no uso de biopotencializadores, que atuam no metabolismo celular das plantas. “Esses produtos tornam a fisiologia dos cultivos mais eficiente e atenuam os efeitos prejudiciais de algumas moléculas produzidas pelas plantas quando estão sob estresse. A FMC disponibiliza produtos como o CropEvo®, Seed+® e Seed+CoMo® que cumprem perfeitamente essa função”, explica Antônio Soares. AGROLINK & ASSESSORIA Foto: Pixabay Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com


« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário