Últimas Notícias
Destaques

Boa Esperança nasce abastada e terá eleições em 2024

Nascida no berço do agronegócio e herdando uma área de 20% da cidade mais rica do segmento no país e 80% da área da sexta mais abastada (Sorriso e Nova Ubiratã respectivamente), Boa Esperança do Norte, deverá se tornar em poucos anos uma das mais ricas cidades do agronegócio no Estado. A nova cidade já contará com a disputa eleitoral para eleição de vereadores e prefeito em 2024. O vice-prefeito de Sorriso, Gerson Bicego (PL), em declaração ao jornal Folha de São Paulo, disse que a cidade apoiou a proposta de emancipação pelo potencial que Boa Esperança tem. Sorriso vai ficar com 580 mil hectares de soja, para 110 mil habitantes. Eles [Boa Esperança] vão ficar com quase 300 mil hectares para 7 mil habitantes. Então você imagine a potencialidade que vai ter um município desse, a força econômica, disse Bicego. A estimativa de envolvidos com a emancipação é a de que Nova Ubiratã perderá algo entre R$ 20 milhões e R$ 21 milhões anualmente em impostos. Bicego admite que a cidade vizinha sentirá mais os efeitos que Sorriso. A briga está ali [no tamanho da área a ser cedida]. Essa área de 280 mil hectares já é consolidada e, além de soja, a futura cidade produz milho, algodão e feijão e tem visto o desenvolvimento da pecuária, numa área total de 480 mil hectares. Talvez, na época, [a decisão da criação] traria um impacto maior ao município de Nova Ubiratã, acredito que hoje é praticamente insignificante pela pujança que tem Nova Ubiratã, não preciso nem falar da potência deles, disse Calebe Francio, subprefeito de Boa Esperança e que está à frente do processo de emancipação. Boa Esperança do Norte se tornou oficialmente um município de Mato Grosso depois da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), em novembro. Segundo um levantamento da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec), o novo município conta com cerca de 400 empresas, entre microempresas, MEIs e grandes empresas. O distrito de Boa Esperança do Norte conta hoje com somente uma Unidade de Saúde. Com os novos territórios anexados, duas unidades de saúde de Nova Ubiratã devem passar a ser de Boa Esperança do Norte. Boa Esperança do Norte foi criado, mas não instalado, pela Lei nº 7.264, de 29 de março de 2000. Naquele mesmo ano, por unanimidade, acompanhando o voto do desembargador Flávio Bertin, o Tribunal Regional eleitoral (TRE-MT) acolheu decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso que declarou, em Mandado de Segurança, inconstitucional a lei de criação do município de Boa Esperança do Norte. A decisão implicou no cancelamento das eleições para prefeito, vice-prefeito e vereador, uma vez que Boa Esperança do Norte voltou à condição de distrito do município de Sorriso, a 420 km de Cuiabá. Fonte: GAZETA DIGITAL/ Ulisses Lalio Foto: Diculgação Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com


« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário