Últimas Notícias
Destaques

Aumento na área plantada pode diminuir valorização da soja em 2024

A área mundial dedicada ao cultivo de soja continua sua trajetória de expansão, registrando aumento pelo quarto ano consecutivo. Este cenário cria expectativas de um novo recorde na oferta durante a safra 2023/24. Dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) revelam que, desde a temporada 2019/20, a área global cresceu impressionantes 12,6%, enquanto a produtividade aumentou 4%. Como resultado, a produção mundial experimentou um salto significativo de 16,8%. Embora a demanda por soja também esteja em ascensão, seu ritmo é mais moderado em comparação com o aumento da oferta. Nos últimos quatro anos-safras, o consumo total de soja cresceu 6,7%. Esse descompasso entre oferta e demanda pode limitar as variações positivas nos preços no curto prazo, conforme indicam pesquisadores do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP. As estimativas do USDA para a temporada 2023/24 ainda estão sujeitas a ajustes, e os dados apresentados pelo Departamento estão acima das estimativas de consultorias privadas. O aumento constante na área cultivada com soja globalmente levanta questões sobre a sustentabilidade desse crescimento e os possíveis impactos ambientais associados. No Brasil, um dos principais players na produção global de soja, a colheita já está em andamento, embora em um ritmo mais lento. No entanto, os impactos do fenômeno El Niño sobre a produção começam a se manifestar, criando um elemento de incerteza. Muitos especialistas e agentes do mercado acreditam que os relatórios futuros do USDA podem refletir ajustes negativos nos dados de produção devido às condições climáticas adversas. O cenário global da soja para a safra 2023/24 traz consigo desafios e oportunidades. O crescimento recorde na oferta, impulsionado pela expansão da área cultivada, pode pressionar os preços, especialmente diante de um aumento mais moderado na demanda. A variabilidade climática, exemplificada pelos efeitos do El Niño, destaca a importância de uma abordagem sustentável na gestão da produção agrícola. Fonte: CenárioMT Foto: Divulgação Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com


« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário