Últimas Notícias
Destaques

El Niño eleva riscos de pragas e doenças - O ano de 2023 está chegando ao fim, mas os desafios para a agricultura em 2024

O ano de 2023 está chegando ao fim, mas os desafios para a agricultura em 2024 estão se intensificando, especialmente devido ao pico do fenômeno El Niño. Segundo a Administração Norte Americana de Oceano e Atmosfera (NOAA), as temperaturas extremas decorrentes desse fenômeno devem persistir até meados de abril de 2024, impactando diretamente as atividades agrícolas. Paulo Laurente, Head de Marketing da ORÍGEO, alerta que o El Niño não apenas afeta as janelas de semeadura no Cerrado, causando atrasos nos plantios devido à redução das precipitações, mas também contribui para o aumento da presença de pragas e doenças na agricultura. Em resposta a essa realidade, a ORÍGEO apresenta estratégias, destacando a importância de um controle rigoroso para enfrentar esses desafios no clima tropical. O Relatório do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal (Sindiveg) aponta que a ocorrência de pragas cresceu significativamente no primeiro semestre de 2023, com aumentos de 20% no geral, 6% na soja e 10% no milho. O clima irregular, combinado com temperaturas extremas, é identificado como um dos principais impulsionadores desse aumento. As pragas, como a mosca-branca e o percevejo-marrom, estão se proliferando devido às altas temperaturas e ao clima seco no Cerrado. Paulo Laurente destaca que esses fatores comprometem o potencial produtivo do cultivo, resultando em perdas significativas que podem chegar a 30% a 50%. Além disso, o aumento das chuvas favorece o surgimento de doenças, como a temida ferrugem asiática, que pode causar perdas de até 90% na produção de soja. Para enfrentar esses desafios, a ORÍGEO destaca a importância do Manejo Integrado de Pragas (MIP) como a estratégia mais eficaz. O MIP combina tecnologias sustentáveis para monitorar pragas e aumentar a produtividade, reduzindo custos com defensivos agrícolas. No controle de doenças, o uso de fungicidas multissítios é crucial, proporcionando segurança e efetividade no manejo. Paulo Laurente enfatiza que as soluções da ORÍGEO são projetadas para promover o sucesso produtivo da agricultura de maneira sustentável, levando em consideração o meio ambiente e as necessidades dos agricultores. Com o cenário desafiador previsto para 2024, a empresa reafirma seu compromisso em oferecer soluções inovadoras e eficientes para enfrentar os desafios fitossanitários, contribuindo para uma agricultura mais resiliente e produtiva. AGROLINK -Aline Merladete Foto: Nadia Borges Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com


« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário