Últimas Notícias
Destaques

Cultura da banana fortalece agricultura familiar em Rondônia, gerando emprego e renda

O cultivo da banana representa um dos pilares da agricultura familiar em Rondônia. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística -IBGE, o Estado produziu 81 mil toneladas, gerando mais de R$ 217 milhões em renda aos produtores rurais, no ano de 2022. Os distritos do Baixo Madeira e União Bandeirantes, em Porto Velho, são os campões de produção, seguidos de Jaru, Buritis e Cacoal. A cultura emprega cerca de 40% da mão de obra familiar e é plantada em 6.807 hectares, conforme dados da Empresa Brasileiro de Pesquisa Agropecuária – Embrapa. A Secretaria de Estado da Agricultura – Seagri, em parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura – Semagric de Poro Velho e Embrapa, no mês de julho, levaram o curso de capacitação para agricultores da vila de Cujubinzinho, no Baixo Madeira; uma das regiões mais prósperas da cultura na Capital rondoniense. O agrônomo Guilherme Lima, responsável pela assistência técnica no município de Porto Velho, ministrou o curso. Ele explicou que, a banana é de importância à agricultura familiar porque a cultura se adapta às regiões, clima e solo, e é um produto de alto consumo dos brasileiros. “Observamos que no Norte, os produtores têm buscado novas tecnologias e metodologias para aumentar a produtividade. Esse fator pode ser explicado pela alta demanda de consumo. A cultura faz parte da alimentação básica do brasileiro”, evidenciou o técnico. A região de Cujubizinho é um dos grandes polos de produção de banana e quem ajuda no sustento das famílias ribeirinhas. Um exemplo disso está na família do agricultor, Breno Paraná, que produz banana no sítio em Cujubinzinho e revende para os mercados. Segundo ele, a família garante uma boa renda com o fruto. “Nós produzimos bananas e estamos em busca de capacitação para melhorar a produtividade”, explicou. O secretário de Estado da Agricultura, Luiz Paulo salientou que, a Seagri, por meio do Programa Estadual de Aquisição de Alimentos – PEAA, (modalidade compra com doação), adquire bananas de várias cooperativas e produtores individuais todos os anos e um dos critérios é pertencer ao grupo de produtores familiares. FONTE: SECOM/RO TEXTO: Gerson Costa e Jean Carla Costa FOTO: Daiane Mendonça e Guilherme Lima Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com


« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário