Últimas Notícias
Destaques

Comercialização da soja brasileira safra 2022/23 alcança 80,7% da produção esperada, aponta DATAGRO Grãos

Levantamento realizado pela DATAGRO Grãos mostra que, até o dia 1º de setembro, a comercialização brasileira da safra 2022/23 de soja atingiu 80,7% da produção esperada, abaixo dos 84,2% de igual período do ano passado, dos 96,6% do recorde da safra 2019/20 e dos 88,8% da média dos últimos cinco anos. O avanço mensal foi de 6,8 pontos percentuais, aquém dos 7,8 p.p. registrados no mês anterior, mas acima da média normal, de 4,3 p.p. O fluxo corroborou as expectativas da DATAGRO Grãos, reflexodepreços melhores, necessidade de pagamentos e, em alguns casos, com o objetivo de abrir espaço para a entrada do milho de inverno. Porém, o atraso em relação à média plurianual deve-se aos preços em declínio no cômputo geral da temporada, aos custos de produção elevados, à insegurança sobre o padrão de clima em ano de La Niña e às incertezas políticas e econômicas com o início do novo governo. Considerando a manutenção da estimativa de produção em 157,07 milhões de toneladas, os produtores brasileiros negociaram, até a data analisada, 126,78 mi de t de soja. Em igual período do ano passado, esse volume de produção negociado estava relativamente maior, mas menor em termos absolutos, chegando a 109,95 mi de t. Safra 2023/24 As negociações da safra 2023/24 também mostraram bom avanço no período analisado. O levantamento da DATAGRO Grãos aponta para 18,1% da expectativa de produção compromissada, salto mensal de 4,0 p.p., acima dos 1,3 p.p. em semelhante época do ano passado e dos 3,0 p.p. da média plurianual. Apesar do bom incremento e de se encontrar acima dos 16,2% compromissados em 2022, o ritmo permanece aquém dos 46,7% do recorde da safra 2020/21 e dos 25,8% da média plurianual. Com sinalização de área maior em 2,0%, a 45,4 milhões de hectares, além de positivo padrão tecnológico utilizado nas lavouras e fenômeno El Niño trazendo expectativa de clima regular, a intenção de plantio da DATAGRO Grãos para a nova safra brasileira da oleaginosa indica 163,0 mi de t. Milho O levantamento da DATAGRO Grãos mostra que a comercialização do milho da safra de verão 2022/23 no Centro-Sul do Brasil avançou 9,3 p.p., acima da média normal para o período, de 5,7 p.p. Com isso, as vendas alcançaram 72,4% da produção esperada, contra 63,1% do revisado levantamento anterior, 74,6% em igual momento de 2022 e 83,4% na média dos últimos 5 anos. Com previsão de safra em 20,2 mi de t, os produtores comercializaram 14,6 mi de t. “O avanço da colheita de inverno e as deficiências da estrutura de armazenagem na região central do País levaram os produtores a dar sequência nas vendas do milho”, explica Flávio Roberto de França Junior, economista e líder de conteúdo da DATAGRO Grãos. A comercialização da safra de inverno 2023 da região, estimada em 95,8 mi de t, chegou a 51,7%, contra 47,3% no levantamento anterior, 55,1% na mesma data do ano passado e média dos últimos 5 anos de 68,6%. Fonte: DATAGRO Foto: Reprodução Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com


« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário