Últimas Notícias
Destaques

Apresentada alternativa biológica contra lagarta Rachiplusia nu

Quando usado sozinho, o bioinseticida teve um desempenho 40% superior ao inseticida químico padrão A Reunião de Pesquisa de Soja 2023 em Londrina (PR), organizada pela Embrapa, apresentou o bioinseticida Disseminate da AgBiTech para controlar a lagarta Rachiplusia nu. Anteriormente comum nos estados do Sul, essa lagarta agora ameaça lavouras na Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás. A AgBiTech destacou que a Rachiplusia nu pode causar danos significativos às lavouras de soja, devido à sua alta capacidade de desfolhar as plantas, e as tecnologias atuais não conseguem controlá-la adequadamente. A empresa está alertando os produtores sobre a gravidade desse problema para as lavouras. Os executivos afirmam que a lagarta Rachiplusia nu está se tornando um desafio crescente a cada safra, complicando a produção agrícola. O diretor Marcellino destaca que o bioinseticida Disseminate® está apresentando resultados altamente eficazes no controle dessa lagarta. O gerente Shiomi menciona que o Disseminate® foi testado isoladamente e em combinação com um inseticida químico, e em ambos os casos obteve resultados positivos. Quando usado sozinho, o bioinseticida teve um desempenho 40% superior ao inseticida químico padrão, a um custo 32% menor. Quando combinado com o químico, a eficácia aumentou para cerca de 80%, representando uma solução promissora para o problema causado pela lagarta nas lavouras. “Os dados da pesquisa colocam a AgBiTech entre as dez principais empresas de insumos para lagartas da soja. Nosso volume de vendas dobrou. De novo, a companhia cresceu bem acima do mercado, que registrou alta de 42%, incluindo químicos e biológicos.” Segundo ele, a dificuldade do produtor controlar lagartas de alta complexidade impulsionaram as vendas na safra 2022-23. Fonte: Agrolink Foto^: Divulgação Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com


« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário