Últimas Notícias
Destaques

Levantamento - Safra de trigo é promissora - Paraná inicia as operações de colheita

Em um recente levantamento divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção de trigo no Brasil tem apresentado desempenho satisfatório em diversas regiões. O clima tem sido o grande aliado dos produtores, ainda que, em alguns estados, variações impactem parcialmente a cultura. No Rio Grande do Sul, as lavouras têm chamado a atenção pelo bom aspecto visual e por um desenvolvimento notavelmente satisfatório. Graças às condições climáticas propícias, as operações de manejo têm ocorrido sem grandes contratempos, beneficiando inclusive aquelas lavouras que vinham sofrendo com a falta de luminosidade e o excesso de umidade. Santa Catarina, por sua vez, revela um panorama diferente. A cultura do trigo está predominantemente na fase de desenvolvimento vegetativo. De maneira geral, o desenvolvimento é classificado como muito bom. No entanto, o clima úmido tem propiciado a aparição de doenças foliares, com destaque para o oídio. Enquanto isso, no Paraná, a colheita já deu início. A maior parte das lavouras se encontram na fase de enchimento de grãos. Entretanto, não se pode ignorar que algumas enfrentaram falhas na germinação, e as altas temperaturas recentes têm causado preocupações entre os triticultores da região. No estado de São Paulo, o cenário é semelhante ao do Paraná: a colheita começou e grande parte das lavouras se encontra em fase de enchimento de grãos e maturação. Mato Grosso do Sul vivencia um período favorável, com chuvas que têm beneficiado o enchimento de grãos, sem comprometer a qualidade dos grãos nas lavouras que já estão em maturação e colheita. Minas Gerais se destaca com a colheita acelerada tanto nas áreas de cultivo de sequeiro quanto nas irrigadas. É motivo de celebração a qualidade do grão colhido no estado, evidenciada pelo elevado PH, assim como as promissoras expectativas de produtividade. Em Goiás, o foco recai sobre as lavouras irrigadas que avançam para a maturação. Na Bahia, a qualidade do trigo é o destaque, com lavouras em fase de enchimento de grãos e maturação demonstrando excelente padrão. O avanço da colheita de trigo no Brasil revela um cenário de ritmos variados entre os estados, de acordo com dados recentes. Esse quadro desenha um panorama específico de cada região, evidenciando as particularidades da safra atual em relação à anterior e à progressão semanal da colheita. Ao analisarmos a média de sete estados-chave na produção tritícola, o avanço da colheita é ligeiramente superior em comparação à semana anterior. Enquanto o percentual era de 3,6% na semana passada, em 19 de agosto o número subiu para 4,7%. Em Goiás, por exemplo, observa-se uma estabilização no avanço da colheita. A região, que havia alcançado 80,0% na safra anterior, registrou 70,0% na semana passada, mantendo esse mesmo percentual em 19 de agosto. Já Minas Gerais mostra um avanço significativo. O estado, que na safra anterior havia registrado 46,0%, apresentou um ligeiro recuo para 35,0% na semana anterior, mas deu um salto expressivo para 47,0% em 19 de agosto. Esse movimento indica uma aceleração nas operações de colheita em território mineiro. No Paraná, a colheita é incipiente, mas o ritmo está de acordo com o registrado no mesmo período na safra de 2022, onde houve 1,0% nas áreas colhidas em 19 de agosto. Em São Paulo, embora os números ainda sejam modestos, nota-se um incremento progressivo. Partindo de 0,0% na safra anterior, o estado registrou 2,0% na semana passada, alcançando 3,0% em 19 de agosto. Ainda que sejam índices iniciais, a progressão demonstra uma ativação nas operações de colheita paulista. Mato Grosso do Sul, por sua vez, apresenta um quadro de recuo quando comparado à safra anterior, que era de 32,0%. O estado registrou 12,0% na semana passada, porém, houve um aumento para 23,0% em 19 de agosto, indicando uma retomada no ritmo da colheita. Informações obtidas no boletim de Progresso de Safra da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) Por: AGROLINK -Seane Lennon Imagem: Pixabay Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com


« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário