Últimas Notícias
Destaques

Floresta e pecuária ampliam participação no VBP do Paraná

A participação da pecuária e dos produtos florestais no Valor Bruto da Produção (VBP) agropecuária no estado do Paraná ganhou destaque em 2022, de acordo com a Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab). Enquanto a pecuária registrou um aumento de 48% para 51% em relação ao ano anterior, a contribuição dos produtos florestais também cresceu, passando de 3% para 5%. Por outro lado, a agricultura, afetada por adversidades climáticas como geadas e estiagem, viu sua participação declinar de 49% para 44%. O VBP total do Paraná, após ajustes feitos pelos especialistas do Departamento de Economia Rural (Deral), experimentou um incremento de cerca de R$ 500 milhões em comparação com o relatório preliminar divulgado em junho. Esse valor atingiu a marca de R$ 191.723.099.716,51. Apesar do crescimento nominal de 6% em relação aos R$ 180,5 bilhões de 2021, o aumento real foi de 4%, devido à inflação e perdas ocorridas no período. O secretário da Agricultura, Norberto Ortigara, ressaltou que, embora a agricultura tenha enfrentado uma perda significativa de R$ 31 bilhões devido às condições climáticas adversas, o resultado geral foi positivo. Ele enfatizou o aumento dos preços que proporcionaram renda para os produtores e enriquecimento para os municípios. Ortigara observou também que a parcela de 51% referente à pecuária indica uma tendência de cada vez mais usar soja e milho para alimentar os animais, o que agrega valor aos produtos. O VBP possui relevância direta para os municípios, pois integra o cálculo do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), que distribui a parte do ICMS destinada às cidades. As perspectivas para 2023 são encorajadoras devido ao bom desempenho esperado da safra de grãos 2023/24, com uma projeção de R$ 90 bilhões, em comparação aos R$ 76,1 bilhões de 2022. Na categoria pecuária, o crescimento foi evidenciado pelo aumento do valor do leite bovino. Por sua vez, o setor de produtos florestais se destacou, principalmente no segmento de papel e celulose. No cenário agrícola, as perdas foram mais pronunciadas na produção de soja devido às condições climáticas desfavoráveis. O milho, por outro lado, apresentou um desempenho positivo. Nove municípios paranaenses também se juntaram à lista daqueles que ultrapassaram a marca de R$ 1 bilhão no Valor Bruto de Produção, elevando o total para 34 localidades nessa categoria. POR GABRIEL AZEVEDO Foto: Divulgação Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com


« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário