Últimas Notícias
Destaques

Ex-presidiário que matou o irmão em Aripuanã a marteladas é encontrado morto

Cleiton Tarciso da Silva, 31 anos, foi encontrado morto, na manhã de quinta-feira (17), em Porto dos Gaúchos (a 670 km de Cuiabá), em uma região chamada “buracão”. Ele, que estava desaparecido desde terça (15), possuía passagens criminais por ter matado o próprio irmão a marteladas, em 2011. O corpo de Cleiton foi encontrado com várias perfurações causadas por golpes de faca. A mãe dele informou que na noite de terça ele saiu de casa dizendo que iria se encontrar com uma mulher e depois não deu mais notícias. A mulher iniciou buscas e descobriu que Cleiton estava com um grupo de amigos, onde teria tido uma discussão ainda na terça. Não há informações sobre o paradeiro dos amigos de Cleiton. Na quinta, o corpo dele foi encontrado em estado de decomposição. Policiais civis de Porto dos Gaúchos acharam o cadáver ao lado de um boné, um chinelo e um celular. Histórico Cleiton era acusado de ter matado o irmão Claudio Cristiano da Silva, em Aripuanã, com golpes de martelo e com aproximadamente doze golpes de faca. Na época, ele foi condenado por homicídio qualificado por motivo fútil. Posto em liberdade condicional em 2022, Cleiton sofreu um atentado em dezembro passado, quando estava em frente a sua casa. Dois homens passaram de moto e atiraram pelo menos três vezes contra ele, mas ele foi socorrido e resistiu às investidas. O crime teria sido cometido por desavenças iniciadas dentro da cadeia. A morte de Cleiton é investigada pela Polícia Civil. Fonte: RD NEWS/ Luis Vinicius Foto: Divulgação Colaborou: Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com


« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário