Publicidade:

Risco de transbordamento de barragem em MT leva equipe de segurança a dar vazão à água para evitar nível mais crítico



As chuvas fortes registradas recentemente encheram uma barragem, em Confresa, a 1.160 km de Cuiabá. A Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) informou que foi realizada uma limpeza do vertedouro - que é a capacidade de escoar a água - , e com isso, aumentou a vazão.

O vertedouro tem a função de descarregar toda a água não utilizada para geração.

Com isso, houve a redução do nível da barragem para comportar melhor o período das chuvas. A barragem é usada para a captação de água para abastecimento urbano de Confresa.

A represa teria atingido o nível máximo, segundo moradores.

Contudo, a Sema informou que foram realizadas pela regional da instituição de Confresa e pela equipe de segurança da barragem, além de visitas à represa para verificar as denúncias de risco de rompimento.

O Corpo de Bombeiros acompanha a operação. Foi realizada uma vistoria e avaliada a barragem e mapeamento das estradas e comunidades que podem ser afetadas.

A comunidade que está no local avalia que, possivelmente, devem ser abertas as comportas, o que também é uma operação de risco, porque aumenta a vazão de água.

"Após a verificação, na tarde de ontem e na manhã de hoje (6), a conclusão é de que não há risco iminente de rompimento, ou de transbordamento da represa", diz a Sema, em trecho da nota.

Situação de emergência

No dia 27 de dezembro, a Prefeitura de Confresa decretou situação de emergência em inúmeras áreas da zona rural do município devido aos desastres causados por tempestades registradas nas últimas semanas.

De acordo com a prefeitura, o decreto possibilita transferências dos recursos da União aos órgãos e entidades do município para execução de ações de prevenção em áreas de risco de desastres e de recuperações de áreas.

Além disso, com a situação de emergência, fica autorizada a mobilização de todos os órgãos municipais para atuarem sob a coordenação da Defesa Civil nas ações de resposta ao desastre e reabilitação do cenário e reconstrução dos pontos prejudicados.

As chuvas fortes no município começaram nos dias de Natal.

Desde então, pontes foram danificadas, estradas de terra tiveram erosão e inúmeras casas foram inundadas.


fonte: www.nortaonoticias.com.br
 

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br