Publicidade:

Safra já tem primeiras ocorrências de ferrugem asiática




 Consórcio AntiFerrugem já contabiliza casos em três estados produtores

A safra 2021/22 de soja mal foi implantada e já são registrados os primeiros casos da Ferrugem Asiática, doença causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi e considerada uma das mais importantes na cultura da oleaginosa. Segundo o Consórcio AntiFerrugem, da Embrapa Soja, são contabilizados cinco casos em três estados.

Em Roraima foi identificado um caso no município de Alto Alegre, no estádio fenológico R6, em lavoura plantada na primeira quinzena de junho. Com a identificação o Estado está adotando medidas essenciais para o controle por meio da Agência de Defesa Agropecuária de Roraima (Aderr), com colaboração da Embrapa. São adotadas ações como, cadastro de áreas produtoras, definição de período de cultivo, respeito ao vazio sanitário, uso de tecnologia de aplicação de defensivos para combate ao fungo e cadastro dos sojicultores na agência.

Esse é o primeiro caso da ocorrência do fungo nas lavouras de Roraima. A identificação da doença ocorreu durante trabalho de rotina de inspeção de plantios, quando foi realizada coleta de folhas de soja, com sintomas.

São Paulo contabiliza três casos. Em Itaberá em soja plantada em setembro e que está no estádio R5; em Pilar do Sul, em soja plantada em setembro, no estádio R4; e em Piraju, na soja plantada em outubro, no estádio R3. Neste último caso o engenheiro agrônomo José de Freitas, da empresa Sipicam Nichino, que fez a identificação, destacou que o caso está em lavoura comercial e foi causado por soja perene, comum nas margens de rodovias da região. "Trata-se de um hospedeiro do inóculo durante o inverno e que pega a soja comercial na fase suscetível. Aqui já se observa um certo avanço da doença, com severidade de 0,5 a 1%".

No Paraná é contabilizado um caso em Mariópolis, em soja plantada na segunda quinzena de setembro e que está no estádio R5. Ainda foram identificados esporos da doença em outras cinco cidades paranaenses ( Entre Rios do Oeste, Ibiporã, Rolândia, Santa Helena e Ubiratã) e no Rio Grande do Sul presença de esporos em Erechim e ferrugem em soja voluntária em Tupanciretã. 

fonte : www.agrolink.com.br

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br