Publicidade:

Associação Internacional de Criadores de Montana cresce



O ano de 2021 encerra com associados de 8 estados e do Uruguai

A Associação Internacional de Criadores de Montana (AIC-MTN), entidade que fomenta e valoriza os criadores da raça, conquistou novos criadores parceiros em 2021, crescendo 46% em número de associados. Os novos associados são de São Paulo, Mato Grosso, Minas Gerais, Goiás, Sergipe e Mato Grosso do Sul.

 “2021 foi um ano muito desafiador. Enfrentamos diversos obstáculos, como alta nos custos dos insumos, a seca prolongada e a oscilação do preço da arroba do boi gordo, entre outros”, destaca Gabriela Giacomini, superintendente técnica da Associação Internacional de Criadores de Montana (AIC-MTN). “Mesmo assim, quase dobramos o número de associados, o que nos deixa muito felizes e motivados para o futuro. Nosso único compromisso é colaborar para que a raça Montana seja cada vez mais forte e representativa, pois tem características positivas indiscutíveis ligadas à produtividade e à qualidade da carne”.

A associação foi constituída em 2020, após quase três décadas de existência do Programa Montana. O objetivo da entidade é oferecer suporte para os criadores da raça atingirem o máximo potencial dos seus animais. “Estamos felizes em finalizar um ano difícil com este desempenho. Isso demonstra que os pecuaristas estão motivados a avaliar seus animais e alcançar uma produção cada vez mais lucrativa”, ressalta Gabriela Giacomini.

A AIC-MTN conta, agora, com criadores associados em oito estados (RS, SP, MS, MT, GO, MG, TO e SE) e Uruguai. “Para 2022, queremos atrair novos parceiros. Em termos zootécnicos, vamos avançar na avaliação genômica do rebanho, apoiando os produtores da melhor forma possível”.

Gabriela Giacomini explica que a associação está aberta não apenas para criadores da raça Montana. “O cruzamento de vacas Nelore e F1 com touros Montana proporciona importantes benefícios. O uso combinado de animais da raça com a avaliação genética realizada pela AIC-MTN acelera os índices produtivos e reprodutivos de qualquer fazenda”, destaca a superintendente técnica. “Tanto produtores comerciais como selecionadores de Montana e usuários da genética são bem-vindos à associação”.


fonte : www.agrolink.com.br

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br