Publicidade:

Tendências das exportações de carnes em outubro de 2021



Na tarde desta quarta-feira, 3 de novembro, a SECEX/ME divulgará os resultados das exportações brasileiras no decorrer de outubro passado.

Em relação às carnes não trará boas notícias porquanto ontem, 2, completaram-se 60 dias da suspensão das remessas de carne bovina para a China, principal destino do produto exportado pelo Brasil. A queda deve ser significativa.

À guisa de exercício, projetando-se para totalidade de outubro o que foi embarcado em 15 dos 20 dias úteis do mês chega-se a volume total, das três carnes, em torno de 537,8 mil toneladas, cerca de 21% a menos que o registrado em setembro passado e, curiosamente, quase o mesmo volume (acréscimo de apenas 0,27%) de outubro de 2020 (536,3 mil toneladas).

Efeito, exclusivo, da redução do volume de carne bovina, porquanto a carne de frango tende a um aumento anual superior a 20%, enquanto o acréscimo de carne suína deve ficar próximo de 15%. Já a carne bovina tende a uma redução de quase 50%, o que – se confirmado – pode corresponder a embarques menores que os de carne suína, aparentemente um fato inédito nas exportações brasileiras de carnes.


 

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br