Publicidade:

Tempo favorável contribui para o avanço do plantio da soja no RS



O tempo favorável tem contribuído para o avanço do plantio da soja no Estado, que alcança 29% da intenção de 6,32 milhões de hectares, estando em germinação e desenvolvimento vegetativo. De acordo com o Informativo Conjuntural produzido e divulgado nesta quinta-feira (11/11) pela Gerência de Planejamento (GPL) da Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), apesar das precipitações na regional de Bagé, a semeadura de soja avançou no período. Na regional da Emater/RS-Ascar de Santa Rosa, a ocorrência de chuvas entre 02 e 05/11 colaborou no aumento da área semeada, que já chega a 31%. Em algumas regiões em que as chuvas foram de menor volume ou em solos arenosos, a semeadura foi interrompida. Em áreas com integração lavoura-pecuária também foram suspensas as atividades devido ao pisoteio dos animais. Naquelas com implantação precoce há bom estande de plantas e adequado desenvolvimento. Produtores aguardam a ocorrência de chuvas para boa germinação das áreas recentemente implantadas.

O plantio do milho chega a 82% da intenção de 835 mil hectares no Rio Grande do Sul. Do total semeado, 5% já está em enchimento de grãos, 18% em floração e 77% em germinação e desenvolvimento vegetativo.

Já a colheita do trigo chega a 70%, favorecida no período caracterizado pela presença de chuvas esparsas, em geral, com volumes reduzidos, temperaturas elevadas e predominância de sol intenso na maior parte dos dias no Estado. Outros 28% das lavouras ainda estão em maturação e 2% em enchimento de grãos.

OLERÍCOLAS

As condições climáticas favoreceram o desenvolvimento das olerícolas na regional da Emater/RS-Ascar de Bagé, com retorno das precipitações, boa luminosidade e temperaturas amenas. No município de Bagé, há aumento e diversificação na oferta da produção local. Horticultores em implantação de cultivos de primavera. A produção local foi comercializada na feira livre na Praça Central. Na Campanha, em Hulha Negra e Candiota, as lavouras de cebola que já se encontram em fase de formação das sementes, foram tratadas preventivamente com as previsões de chuvas. Além da proteção das folhas, as pulverizações também têm por objetivo a proteção da umbela contra antracnose. Segundo os produtores, o potencial produtivo encontra-se satisfatório. Nas lavouras de coentro, a fase de floração está concluída; nos próximos 30 a 45 dias ocorre a formação das sementes. As chuvas garantem níveis adequados de umidade no solo para as próximas semanas; a sanidade das lavouras ainda é muito boa, mantendo excelentes perspectivas de produtividade e qualidade.

FRUTÍCOLAS

Na regional da Emater/RS-Ascar de Ijuí, a cultura da videira segue bom desenvolvimento; produtores dão continuidade ao manejo fitossanitário. Cultura com baixa incidência de doenças. Culturas do melão e melancia com redução da incidência de míldio. Melancia em estádio de desenvolvimento dos frutos. Em Panambi, associados de uma cooperativa estão colhendo laranja da variedade Valência.

Na de Santa Rosa, são cultivados 509 hectares entre pomares comerciais e domésticos. Para as frutíferas em geral, o clima seco tem sido favorável para evitar a proliferação de fungos e doenças, mas o aparecimento de pragas tem sido constante, exigindo monitoramento e controle com produtos biológicos e químicos. Lavouras de melancia e melão apresen capina e adubação nitrogenada em cobertura. Em florescimento áreas do cedo; o clima seco e ensolarado continua contribuindo para a sanidade das plantas de melancia e melão na região. Maçã em frutificação, nos próximos dias iniciará a colheita. Pêssego e ameixa em frutificação, em colheita das variedades precoces, com frutos de boa qualidade e boas vendas.

 

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br