Publicidade:

Suposto invasor de terras é morto por seguranças de fazenda em MT



Um homem de 33 anos morreu, na tarde de terça-feira (16), durante um suposto confronto com seguranças de uma fazenda em Nova União, distrito de Cotriguaçu (a 954 quilômetros de Cuiabá).

De acordo com a versão dos seguranças, o homem seria um invasor de terras que estava acompanhado, no momento do confronto, por outras pessoas.

Quando a equipe chegou ao local, os seguranças da fazenda alegaram que no período da manhã teria havido um confronto na mata. Os funcionários guiaram as equipes até o local do suposto confronto, há aproximadamente 23 quilômetros da sede da fazenda.

Os policiais encontraram um homem já sem sinais vitais. Ele apresentava sangramento pelos ouvidos e tinha perfurações nas costas, possivelmente provocados por arma de fogo.

Ao lado do corpo foi encontrado um revólver calibre 38, com três munições, sendo duas intactas e uma deflagrada.

O corpo foi encaminhado para a funerária da cidade.

A ação contou com o apoio dos investigadores da Polícia Civil e da equipe de Força Tática. A Polícia Civil investiga o caso.

Versões desencontradas

O irmão da vítima, em uma entrevista ao site Juína News, alegou não saber o real motivo do confronto, pois o irmão tinha um lote de terra na localidade.

Segundo ele, o caso apresenta muitas versões desencontradas. Ainda de acordo com ele, o irmão foi abordado pelos seguranças juntamente com outra pessoa que foi liberada, e seu irmão acabou sendo morto no local. 

Um homem de 33 anos morreu, na tarde de terça-feira (16), durante um suposto confronto com seguranças de uma fazenda em Nova União, distrito de Cotriguaçu (a 954 quilômetros de Cuiabá).

De acordo com a versão dos seguranças, o homem seria um invasor de terras que estava acompanhado, no momento do confronto, por outras pessoas.

Quando a equipe chegou ao local, os seguranças da fazenda alegaram que no período da manhã teria havido um confronto na mata. Os funcionários guiaram as equipes até o local do suposto confronto, há aproximadamente 23 quilômetros da sede da fazenda.

Os policiais encontraram um homem já sem sinais vitais. Ele apresentava sangramento pelos ouvidos e tinha perfurações nas costas, possivelmente provocados por arma de fogo.

Ao lado do corpo foi encontrado um revólver calibre 38, com três munições, sendo duas intactas e uma deflagrada.

O corpo foi encaminhado para a funerária da cidade.

A ação contou com o apoio dos investigadores da Polícia Civil e da equipe de Força Tática. A Polícia Civil investiga o caso.

Versões desencontradas

O irmão da vítima, em uma entrevista ao site Juína News, alegou não saber o real motivo do confronto, pois o irmão tinha um lote de terra na localidade.

Segundo ele, o caso apresenta muitas versões desencontradas. Ainda de acordo com ele, o irmão foi abordado pelos seguranças juntamente com outra pessoa que foi liberada, e seu irmão acabou sendo morto no local. 


 
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br