Publicidade:

Paulistas vencem modalidades da Campereada e do Ranch Sorting



Representantes do Estado de São Paulo estiveram nas primeiras colocações das duas provas da ABCCC

Acontecendo na maior pista da raça, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS), a disputa da fase final da Campereada Team Penning, modalidade da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) consagrou cinco trios que subiram ao pódio no final da manhã deste domingo, 7 de novembro, além de várias premiações especiais a outros destaques da decisão e do ciclo da modalidade.

 Ao todo, desde o início da competição, que começou no sábado, 54 trios entraram em pista na busca pelo pódio. No final do primeiro dia o ranking definiu os 20 melhores classificados que avançaram para a fase final da disputa. Com mais de 12 horas de prova neste final de semana, a formação do pódio definiu os trios vencedores do ciclo 2021. Na primeira colocação, uma equipe vinda direto da Liga Leste Paulista conquistou o topo do pódio com uma diferença pequena do time em segundo lugar, característica marcante desta prova em que qualquer milésimo de segundo faz a diferença na hora de parar o cronômetro.

Rafael Grilo da Cruz, montando BT Ungido II, João Salla Neto, montando Hirana do Canto Porto, e Jhonatan Henrique Barrocas, montando Necajô Estaca, encerraram seis bois na mangueira com um tempo total de 01:35,495, somando as duas corridas deste domingo. A parceria do trio, conta João, é de bastante tempo. “A gente tem centros de treinamento muito próximos um do outro, e treina sempre. Esse trio nosso se consagrou campeão lá na Liga Leste e se classificou para vir. Graças a Deus deu certo da gente correr e ganhar aqui”. Para Rafael, o time é “mais que uma equipe. São grandes irmãos que eu tenho e levo pra vida inteira correndo… Agradeço a eles”. Já Jhonatan, que correu pela primeira vez no Sul este ano, comemora o desempenho na sua estreia em uma Final de Campereada: “Fiquei muito satisfeito pelos nossos resultados de ontem e de hoje”. Diante dos frutos desta união campeira, a intenção para o próximo ciclo não poderia ser diferente: “Ano que vem, se Deus quiser, a gente tá aqui de volta”, almeja o ginete.

Mesmo em um ano onde a pandemia do novo coronavírus ainda implica questões de distanciamento, protocolo sanitário e redução de público e participantes, a Final Nacional da Campereada 2021 concretizou-se em uma prova representativa em meio a esforços dos competidores, Associação e também da Subcomissão de Campereada, coordenada por Telmo de Oliveira Peixoto. “Foi uma final muito gratificante. Tivemos um bom número de inscrições e também de público. Nesta final também tivemos bastante interação com os competidores paulistas, ressaltando a qualidade das provas. O boi também foi um ponto chave para que tudo saísse conforme o esperado. O próximo ano é bem esperançoso para a modalidade”, conclui o coordenador.

Já no sábado, 6 de novembro, após pouco mais de cinco horas de aparte e de corrida contra o tempo, as 55 duplas que entraram em pista definiram o pódio da quarta edição do Aparta Boi Ranch Sorting 2021, sob o julgamento do jurado Luciano Cardoso, divididos entre as categorias Aberta, Família, Feminina e Mista. Na categoria Aberta, a principal da noite, o topo do pódio foi ocupado pela dupla paulista Rafael Alves de Oliveira montando Necajô Estaca e Rafael Grilo da Cruz montando Inocência do Canto Porto, que na fase final tiveram o melhor aproveitamento, passando todos os bois no ordem correta e com o menor tempo.

Julgando as finais de Ranch Sorting desde sua primeira edição e também fazendo parte da Subcomissão de Ranch Sorting, Luciano Cardoso foi o responsável por avaliar os apartes e acompanhar de perto a evolução da modalidade na raça Crioula. “Estamos muito felizes com mais uma finalização de ciclo onde a evolução é muito grande. Contamos com uma prova com bastante qualidade, com muitas duplas apartando 10 bois”. Ele também salienta a diversidade da prova com a presença de crianças subindo ao pódio (referindo-se à pequena Isadora Azevedo Costa, que foi presença nos pódios Feminino e Família).”É uma prova de inclusão e de igualdade. A gente vê crianças dentro dessa modalidade com a capacidade de subir ao pódio. No ano que vem o objetivo é incentivar ainda mais as classificatórias e credenciadoras para superar a marca deste ano, uma marca histórica com quase 60 conjuntos participantes”, finaliza. Os resultados completos podem ser conferidos no site da ABCCC em www.abccc.com.br.

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br