Publicidade:

Ovo: relação entre preço na Granja e no Varejo permaneceu desfavorável aos avicultores em outubro



Dados divulgados pela Fundação Procon em convênio com o Dieese indicam que a cesta básica de outubro apresentou retração mensal de 0,44%, com o grupo dos alimentos apontando índice negativo levemente acima, de 0,52%. Compondo esse grupo, a dúzia de ovos apresentou retração maior, de 1%, enquanto em doze meses atingiu evolução de 35,5%.

Na base de produção houve queda de 0,8% sobre o mês anterior, enquanto na comparação em doze meses atingiu índice de crescimento excepcional de 37,3%.

O corolário foi um preço médio recebido pelo produtor equivalendo a 39,9% do valor recebido no varejo, significando leve melhora mensal, mas equivalendo a terceira pior relação entre os dois elos da cadeia ne negociação no decorrer de 2021.

O preço médio recebido pelo produtor no decorrer de novembro continua retrocedendo e, considerando o valor médio praticado pelo varejo nos últimos 10 meses, a relação tende a piorar no penúltimo mês do ano e se colocando como a segunda pior do ano.

A relação desproporcional entre o preço recebido na base de produção onde o criador assume os diversos riscos inerentes à atividade e o valor alcançado no comércio varejista indicam que existe campo para essa relação ser mais equilibrada dando plena sustentação a ambos os elos na cadeia de negociação.

 

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br