Publicidade:

Nova safra de algodão terá 3 sementes da marca FiberMax com foco na produtividade e qualidade




 O plantio da nova safra de algodão do Brasil contará com novas sementes da BASF da marca FiberMax, com dupla tolerância a herbicidas e tripla resistência a lagartas, a resistência múltipla (RM). Resultado da associação das tecnologias GlyTol Liberty Link TwinLink Plus (GLTP), os materiais são inéditos e propiciam aos produtores rentabilidade e longevidade na cultura.

“Temos uma preocupação muito grande com a questão da produtividade, mas também focamos na qualidade de fibra, associada às características agronômicas com as tecnologias, como os traits, que protegem as plantas e ao mesmo tempo facilitam manejo para o produtor”, explica Warley Adriano Palota, gerente sênior de negócios semente & traits algodão da BASF.

As três novas sementes da marca FibeMax da BASF contam com a tecnologia GLTP, ou seja, são tolerantes aos herbicidas Liberty (glufosinato de amônio) e ao glifosato para o manejo de plantas daninhas, além de apresentarem controle de lagartas. Além disso, neste ano, as sementes oferecidas aos produtores também já vêm tratadas com os nematicidas Votivo® Prime e ILEVO®.

“Estamos oferecendo ao produtor nesta safra a possibilidade de usar uma variedade com tripla ação contra nematoide, uma via genética, uma com produtos biológicos e uma química. É um pacote de solução que fortalece o manejo para nematoides”, conclui Palota. 

As novas sementes ampliam o portfólio BASF para o algodão, fruto de constante trabalho de pesquisa global e banco genético único. “A BASF está presente no Brasil com pesquisa e desenvolvimento há alguns anos etem intensificado os esforços para desenvolver variedades adaptadas às condições do Brasil e tem tido sucesso com referências no mercado”, afirma o gerente.

A BASF é a principal fornecedora de sementes e defensivos para a cultura do algodão no Brasil e a cada safra busca disponibilizar ao cotonicultor soluções ainda mais produtivas e de qualidade.

Além do foco na produtividade, a qualidade das sementes também é outro ponto forte das variedades apresentadas pela FiberMax. “A gente reconhece que a semente é o principal insumo do produtor. É com ela que se inicia uma lavoura e que o agricultor estabelece seu teto produtivo e sua qualidade de fibra que vai significar em rentabilidade”, destaca Palota.

Foco nas variedades de sementes

FM 978GLTP RM: Variedade com ciclo mais longo com a tecnologia GLTP, que oferece tolerância ao glifosato e ao glifosinato, resistência a ramulária 1, além de tripla proteção contra as lagartas, o triplo BT.

FM 970GLTP RM: Material de ciclo médio, considerada a mais completa do mercado devido ao seu pacote tecnologia oferecer resistência múltipla a ramulária 1 e 2 e também ao do nematóide de galha. Além da tecnologia GLTP.

FM 912GLTP RM: Variedade de ciclo precoce, uma das mais rápidas do mercado, e que apresenta resistência múltipla a nematóide de galha. Importante ferramenta para o planejamento da cultura do algodão.

Para saber mais sobre as sementes FiberMax da BASF e onde comprá-las, clique aqui.

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br