Publicidade:

Milho abre a terça-feira novamente contabilizando leves recuos na B3



A terça-feira (09) começa com os preços futuros do milho novamente registrando leves recuos na Bolsa Brasileira (B3).

Por volta das 09h14 (horário de Braíslia), o vencimento novembro/21 foi cotado à R$ 86,23 com perda de 0,83%, o janeiro/22 valia R$ 86,69 com queda de 0,58%, o março/22 era negociado por R$ 86,80 com baixa de 0,66% e o maio/22 tinha valor de R$ 82,50 com desvalorização de 0,90%

Para o analista de mercado da Brandalizze Consulting, Vlamir Brandalizze, o mercado interno segue estável e acomodado, sem muitas mudanças, enquanto o mercado de porto dá chances de novos negócios.

“Está saindo algum movimento novo de exportação, uma parte do milho que está na mão do produtor não deve sair para venda agora em novembro e dezembro, apenas em janeiro para deixar em outro ano fiscal”, aponta Brandalizze.

Mercado Externo

A Bolsa de Chicago (CBOT) abriu o segundo dia da semana levemente mais alta para os preços internacionais do milho futuro neste dia de divulgação do relatório de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos).

Por volta das 09h02 (horário de Brasília), o vencimento dezembro/21 era cotado à US$ 5,52 com elevação de 1,25 pontos, o março/22 valia US$ 5,62 com valorização de 1,50 pontos, o maio/22 era negociado por US$ 5,67 com ganho de 1,50 pontos e o julho/22 tinha valor de US$ 5,69 com alta de 1,25 pontos.

As flutuações em Chicago seguem com amplitudes restritas a medida que se aproxima a divulgação do novo relatório de oferta e demanda do USDA, que deve atualizar perspectivas sobre a produção norte-americana de milho e para os estoques do cereal.

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br