Publicidade:

Milho abre a segunda-feira próximo da estabilidade na B3





A segunda-feira (08) começa com os preços futuros do milho flutuando pouco na Bolsa Brasileira (B3), com as principais cotações operando em campo misto e se mantendo na casa dos R$ 87,00 a saca por volta das 09h14 (horário de Brasília).

O vencimento novembro/21 era cotado à R$ 87,07 com queda de 0,05%, o janeiro/22 valia R$ 87,37 com alta de 0,10%, o março/22 era negociado por R$ 87,70 com perda de 0,11% e o maio/22 tinha valor de R$ 83,93 com ganho de 0,39%.

O analista da Céleres Consultoria, Anderson Galvão, acredita em preços do milho ao redor dos R$ 90,00 nesta reta final de 2021 e no começo de 2022. Destacando que grandes movimentos de alta somente irão acontecer atrelados às flutuações cambiais, caso o dólar se valorize muito ante ao real.

Mercado Externo

A Bolsa de Chicago (CBOT) começa uma nova semana ainda com os preços internacionais do milho futuro se movimentando pouco por volta das 09h05 (horário de Brasília) e aguardando novas atualizações de relatórios nos Estados Unidos.

O vencimento dezembro/22 era cotado à US$ 5,54 com valorização de 1,00 ponto, o março/22 valia US$ 5,62 com alta de 0,50 pontos, o maio/22 era negociado por US$ 5,67 com elevação de 0,50 pontos e o julho/22 tinha valor de US$ 5,69 com ganho de 0,25 pontos.

Segundo informações da Agência Reuters, os futuros do milho se movimentam pouco uma vez que o mercado aguarda os próximos relatórios de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) que serão divulgados na terça-feira. 

De acordo com Naveen Thukral, da Reuters Singapura, os traders esperam que o USDA aumente as previsões de safra dos Estados Unidos tanto para milho quanto para soja.

 

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br