Publicidade:

Maçã/Cepea: Preços estão em baixa na parcial de 2021



Neste ano, os preços da maçã brasileira se reduziram nas regiões classificadoras. Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, isto se deve ao grande volume da safra 2020/21, que aumentou os estoques nacionais, e aos impactos econômicos decorrentes da pandemia de covid-19. É importante destacar que, além de a crise afetar o poder de compra do consumidor final, o funcionamento limitado de escolas e comércios também foi restritivo ao mercado da fruta – já que as atividades têm sido retomadas de forma mais semelhante à usual apenas recentemente.

Na parcial do ano (janeiro a outubro), a gala calibre 110 Cat 1 foi vendida na média de R$ 74,86/cx de 18 kg nos classificadores, redução de 20% frente ao mesmo período do ano passado. Já a fuji de mesmo perfil foi comercializada por R$ 68,91/cx de 18 kg, queda de 28% nesta comparação. Colaboradores relatam que os menores preços da fuji se devem ao maior estoque da variedade e à própria preferência do consumidor brasileiro pela gala.

DESTAQUE DE 2021 – Os calibres miúdos de perfis inferiores estão se destacando em termos de comercialização neste ano. As complicações de comércio destes perfis, segundo colaboradores, foram mais recorrentes no ano passado, visto o fechamento das escolas nos momentos mais críticos da pandemia. Porém, neste ano, as vendas melhoraram, sobretudo por conta de os consumidores estarem procurando por frutas mais “em conta”, devido à crise econômica.

Assim, a fuji miúda Cat 3 foi vendida por R$ 38,71/cx de 18 kg nas regiões classificadoras entre janeiro e outubro, queda de 22% frente ao mesmo período do ano passado. Já a gala de mesmo perfil foi comercializada por R$ 39,48/cx de 18 kg, redução de 20% na mesma comparação.

 

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br