Publicidade:

Feijão, por Ibrafe: O Espirito Santo dá exemplo enquanto pequenos empacotadores hibernam




 A boa notícia da semana veio do Espírito Santo onde o legislativo do estado propôs e aprovou zerar o ICMS de Feijão e Arroz. Tiveram a sensibilidade para, em um momento difícil na economia popular, abrir mão desta arrecadação direta de impostos. Neste momento, importa pouco se as intenções são eleitoreiras. O que importa que serão cerca de R$ 0,50 por quilo a menos a pesar no bolso. Esta mesma atitude ainda carece de adoção em vários estados brasileiros. A Bahia é um deles. Não faz sentido, com as perspectivas de crescimento de outros setores da economia, seguir cobrando imposto sobre a comida básica. Com mercado estável, a terça-feira teve um volume melhor de negócios nas fontes. Com os preços estáveis em Minas Gerais e Goiás a R$ 235/250, Bahia R$ 240/250 e São Paulo, para nota 7,5/8, R$ 240/250 e os Feijões vão fluindo.


    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br