Publicidade:

Carne de frango tem aumento anual de 60% na receita cambial



Exportações brasileiras de carne de frango foram as menores do exercício passado

É verdade que, um ano atrás, em outubro de 2020, as exportações brasileiras de carne de frango foram as menores do exercício passado. Mesmo assim – e sobretudo se consideradas as crescentes dificuldades logísticas surgidas neste ano – os resultados de outubro passado foram positivos, pois superiores à média de 355.638 toneladas mensais registrada nos nove meses anteriores.

 É verdade, também, que em relação ao mês anterior o volume embarcado recuou quase 7%. Mas, neste caso, é oportuno observar que outubro teve um dia útil a menos que setembro. Assim, a média diária embarcada nos dois meses foi muito similar, superior a 18 mil toneladas/dia, apresentando redução de apenas 2% de um mês para outro.

De toda forma, a queda mensal no volume foi parcialmente neutralizada por nova melhora no preço médio que, chegando aos US$1.770,90/tonelada, aumentou mais de 2% em relação ao mês anterior e quase 31% em comparação a outubro de 2020.

Disso resultou uma receita cambial – US$641,375 milhões – menos de 7% inferior à de setembro passado, mas 60% superior à que foi obtida em outubro de 2020.

Agora, em 10 meses, o volume de produto in natura embarcado – perto de 3,563 milhões de toneladas, pelos dados preliminares da SECEX/ME – é quase 10% maior que o de idêntico período de 2020. E como obteve incremento de quase 14% no preço médio, gerou receita cambial ligeiramente superior a US$5,750 bilhões, valor cerca de um quarto superior ao dos mesmos 10 meses de 2020.

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br