Publicidade:

Carne bovina: China habilita novas plantas frigoríficas do Uruguai e dos EUA




 a última sexta-feira (29), o Ministério da Agricultura e Pesca divulgou por nota que o Uruguai poderá exportar carne bovina e ovina, com ou sem osso, e subprodutos para a China. A embaixada da República da China informou que as autoridades de Macau aceitaram o modelo de certificado de saúde animal que foi proposto pelo o gabinete uruguaio.

De acordo com as informações do Broadcast, as indústrias frigoríficas que foram autorizadas pelo o ministério local com número de registro próprio poderão embarcar seus produtos ao país asiático. 

O analista de Mercado da Safras & Mercados, Fernando Henrique Iglesias, apontou que os chineses estão buscando outros fornecedores para suprir a demanda por proteína animal. “Com os embarques brasileiros ainda suspensos, as autoridades chinesas estão buscando em outros países a carne bovina”, destacou. 

A Coordenação Geral das Alfândegas da China (GACC, na sigla em inglês)  reportou que foram habilitadas seis novas unidades frigoríficas de carne bovina, suína e avícola dos Estados Unidos e produtos de carne produzidos em câmaras frigoríficas poderão ser exportados. 

Na semana passada, a administração alfandegária da China aprovou as importações de carne bovina da Itália a partir de 26 de outubro. De acordo com as informações reportadas pela Reuters, a China depende fortemente das importações para atender à crescente demanda por carne de uma classe média cada vez mais abastada. 


    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br