Publicidade:

Soja segue avançando em Chicago nesta 5ª feira, mesmo de forma ainda contida



 Os preços da soja seguem trabalhando em campo positivo na Bolsa de Chicago nesta quinta-feira (7). Os futuros da oleaginosa, perto de 14h15 (horário de Brasília), subiam entre 5 e 6,25 pontos nos principais contratos, com o novembro sendo cotado a US$ 12,47 e o maio/22 valendo US$ 12,76 por bushel. O mercado internacional segue sem grandes novidades e, como explicou o analista Eduardo Vanin, da Agrinvest Commodities, há uma expectativa em torno da volta da China aos negócios depois do feriado da Semana Dourada.

"Na falta de drivers para o mercado, vimos os preços (da soja) ficarem muito ligados ao cenário macro. E agora, com a volta da China, quem sabe, o mercado se volta aos fundamentos da própria soja", diz Vanin. 

O mercado também acompanha a retomada dos preços do petróleo, que depois de um dia e meio de correções, voltou a subir mais de 1% no início da tarde de hoje. A atenção ainda se dá ao gás natural, que segue recuando e tem baixa de 0,51%. O dólar index segue do lado negativo e recua 0,14%. 

Desde a fala do presidente da Rússia, Vladimir Putin, sobre o país "estar pronto para ajudar a estabilizar a crise energética" e aumentar o fornecimento de gás natural para a Europa e também aumentar a produção de petróleo, o que deu alívio aos preços de ambas as matrizes. 

Ainda no financeiro, o mercado segue atento à crise energética, ao impasse sobre o teto da dívida americana, bem como ao possível encontro ainda neste ano entre Joe Biden e Xi Jinping. 

Do lado dos fundamentos, permanece a pressão vinda da colheita americana e do plantio brasileiro, e a atenção se dá para o feriado no fim na China hoje, com a possibilidade de volta do gigante asiático nesta sexta-feira. 

Além disso, o mercado da soja ainda foi favorecido pela informação de que uma nova venda hoje de 261,264 mil toneladas dos EUA para o México, sendo todo o volume da safra 2021/22. Ao lado da venda reportada nesta quinta, os traders ainda viram as exportações semanais virem fortes - com 1.041,9 milhão de toneladas - dentro das expectativas de 600 mil a 1,2 milhão de toneladas. 

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br