Publicidade:

Ibrafe: Cadeia produtiva do trigo dá exemplo para o setor de feijão no que diz a tecnologia GMO




 O mercado ontem deu sinal de vida nas fontes. Houve maior procura e também volume de negócios, com valores estáveis tanto para Feijão-carioca como também nos Feijões-pretos relatados. Há uma discussão em paralelo ao nosso setor, porém que pode lançar luz sobre a possível reação dos consumidores de Feijão com respeito ao GMO. Trata-se da cadeia produtiva do trigo, que tem debatido se vão utilizar ou não o trigo geneticamente modificado. O raciocínio é simples: se aquela cadeia produtiva mais estruturada achou por bem não expor o produto ao risco de diminuição de consumo por conta da alteração genética, por analogia o mesmo deve ocorrer com o Feijão-carioca GMO. Há citações de que dois países no mundo têm o trigo GMO, Estados Unidos e a Argentina. Os americanos dominaram a tecnologia, mas a retiraram de circulação

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br