Publicidade:

Empresa de família de Riva deposita R$ 11 mi para ficar com fazenda citada em delação em MT




 A empresa Floresta Viva, ligada à família do ex-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), José Riva, pagou R$ 11 milhões no âmbito da disputa pela posse da Fazenda Bauru, localizada em Colniza (1.064 KM de Cuiabá).


De acordo com informações, com o pagamento do bem, a organização espera colocar fim ao processo de disputa pela posse do bem, que também é reclamado pela Agropecuária Bauru, antiga proprietária da área que alega não ter recebido todo o valor pelo negócio.

Ainda não há decisão sobre a verdadeira posse do bem. A Fazenda Bauru foi citada no acordo de colaboração premiada do ex-governador Silval Barbosa, que seria um “sócio oculto” da propriedade. Ele revelou ao Ministério Público Federal (MPF) que o preço inicial do bem foi estabelecido em R$ 18,6 milhões, no ano de 2012.

Segundo o ex-governador, Riva o teria convidado para adquirir a área e dividindo metade das terras em duas partes – uma ficaria em nome de Janete Riva, esposa do ex-presidente da ALMT, e a outra seria registrada para Eduardo Pacheco, um primo de Silval Barbosa.

O parente do ex-governador, porém, teria se arrependido do negócio por ser um “laranja” – a compra foi registrada com seu CPF. A esta altura, José Riva e Silval Barbosa já tinham investido cada um R$ 5,1 milhões em recursos proveniente de cobrança de propina para concessão de incentivos fiscais a empresas no Estado. Posteriormente, ficou estabelecido que a Floresta Viva Exportação de Madeira, da família de Riva, iria adquirir 100% da propriedade rural.
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br