Publicidade:

Chuva dá trégua rápida no Centro-Sul do Brasil e deixa Matopiba em estado de alerta




 Depois de cinco dias de chuvas espalhadas em várias áreas de produção agrícola, os modelos meteorológicos apontam uma trégua rápida nas precipitações no Centro-Sul do país, e de acordo com as previsões mais recentes do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) as chuvas ficam restritas ao norte, Matopiba e Sul do Brasil nas próximas 24 horas. 

Segundo dados coletados nas estações meteorológicas do Inmet, nos últimos cinco dias os maiores volumes de chuva foram registradas na região Sudeste, com destaque para Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo que registraram acumulados acima de 60mm em algumas áreas. 

Também voltou a chover no Centro-Oeste. Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás registraram acumulados entre 20mm e 30mm no período. Os dados do Inmet também sinalizam o retorno gradativo das chuvas no Matopiba, ainda com precipitação irregular e acumulados de até 20mm nos últimos dias. 

Na região Sul do país, os maiores acumulados foram registrados no centro-oeste do Rio Grande do Sul - com acumulados entre 30mm e 40mm. Santa Catarina e Paraná registraram chuvas entre 20mm e 30mm nos últimos dias. 

As chuvas começam levar alívio para o produtor, mas de acordo com Naiane Araújo ainda acontecem de forma irregular e sem chegar em todas as áreas de produção com mesma intensidade. "Estamos observando que a chuva ainda está muito irregular. Chove muito em algumas áreas e quase nada em outras. Mas, de qualquer forma, a estação chuvosa está acontecendo, ainda mantendo as características dessa fase de transição, mas ainda dentro do que é esperado", explica a especialista.

Para as próximas 24 horas, o Inmet prevê uma trégua rápida nas chuvas no Centro-Sul do país, mas mantém o estado de alerta para o norte e áreas do Matopiba. De acordo com Naiane, as áreas de instabilidade seguem influenciando a formação de nuvens carregadas, deixando a região em alerta para tempestades e com previsão de volumes expressivos. 

O modelo Cosmo prevê acumulados entre 20mm e 50mm em áreas do Tocantins, oeste da Bahia, além de prevê condição de chuvas para o extremo sul do Maranhão e no Piauí. A meteorologista alerta que as chuvas podem chegar em forma de tempestade e não descarta o risco de ventania e granizo na região.

Para as demais regiões do país, o Inmet também mantém o estado de alerta no norte de Minas Gerais. Também há previsão de chuva no Mato Grosso e em Goiás, porém com volumes mais baixos. São Paulo e Mato Grosso do Sul têm previsão de tempo estável nesta quarta-feira (13). 

Na região Sul, a tendência é que áreas de instabilidade voltem a favorecer a formação de nuvens carregadas no centro-oeste do Rio Grande do Sul na próxima madrugada. Até lá, a condição é de tempo estável em todas as áreas.

O modelo mostra ainda a tendência de volumes expressivos no estado gaúcho e avanço das chuvas para Santa Catarina e Paraná já na quinta-feira (14), inclusive com volumes significativos. Naiane destaca que esse sistema deve ter força para avançar para o Sudeste e Centro-Oeste do país, devolvendo as condições de pancadas de chuva em toda área nos próximos dias. 


    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br