Publicidade:

Café: De olho no Brasil, cotações voltam a subir em NY e Londres nesta 6ª feira



O mercado futuro do café arábica abriu o último pregão da semana com valorização técnica e recuperando parte das baixas do último pregão. As condições do parque cafeeiro seguem preocupando o setor no Brasil, e os problemas logísticos também seguem no radar do mercado. 

"Em meio a muita oscilação, a crescente percepção do quadro de escassez vai levando os contratos de café na ICE a um novo patamar de preços. Em nossa opinião a chegada das chuvas não mudará o comportamento dos cafeicultores no mercado de café.", destacou a última análise do Escritório Carvalhaes. 

Por volta das 09h09 (horário de Brasília), dezembro/95 tinha alta de 85 pontos, valendo 200,80 cents/lbp, março/22 tinha alta de 80 pontos, valendo 203,50 cents/lbp, maio/22 tinha alta de 60 pontos, valendo 204,05 cents/lbp e julho/22 tinha alta de 70 pontos, valendo 204,70 cents/lbp. 

Na Bolsa de Londres, o café conilon também voltou a subir nesta manhã. Janeiro/22 tinha alta de US$ 10 por tonelada, valendo US$ 2187, março/22 tinha alta de US$ 6 por tonelada, valendo US$ 2134, maio/22 tinha alta de US$ 1 por tonelada, valendo US$ 2101 e julho/22 tinha valorização de US$ 3 por tonelada, valendo US$ 2097 

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br