Publicidade:

Cecafé e Bayer debatem metodologias para solicitação de tolerância de importação




 Atendendo a uma demanda do Comitê de Responsabilidade Social e Sustentabilidade (RSS) do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), a equipe da Bayer realizou, hoje, 29, uma capacitação sobre metodologias utilizadas para a solicitação de tolerância de importação em café aos exportadores associados à entidade.

A tolerância de importação é o limite máximo de resíduos (LMR) estabelecido para um ingrediente ativo em produto agrícola no país importador, com base na realidade produtiva da nação exportadora.

Conforme a gestora de RSS do Cecafé, Silvia Pizzol, a capacitação abordou os conceitos gerais de um estudo de resíduos em café, incluindo boas práticas de campo e laboratório. “O objetivo é alcançar resultados que demonstrem a segurança do produto cultivado em condições de agricultura tropical”, explica.

Ela completa que esse tema ganha importância diante do pacto ecológico europeu – Green Deal –, que tem restringido as opções de moléculas para controle fitossanitário na União Europeia. “É válido recordar que a UE é o destino de 51% das exportações de café do Brasil”, conclui.

*noticias agricolas*


    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br