Publicidade:

Café: Preocupação com oferta global segue no radar e café estende ganhos nesta 4ª



O mercado futuro do café arábica abriu o pregão desta quarta-feira (8) estendendo os ganhos nas principais referências na Bolsa de Nova York (ICE Future US). As cotações têm suporte na queda de produção da Colômbia, que foi de 16% segundo dados Federação Nacional dos Cafeicultores (FNC). As preocupações com a oferta do Brasil também seguem dando suporte de alta para os preços. 

Por volta das 08h09 (horário de Brasília), dezembro/21 tinha alta de 135 pontos, cotado a 195,30 cents/lbp, março/22 tinha alta de 130 pontos, valendo 197,95 cents/lbp, maio/22 tinha valorização de 125 pontos, valendo 198,90 cents/lbp e julho/22 tinha alta de 125 pontos, valendo 199,45 cents/lbp. 

Na Bolsa de Londres, o conilon também opera com valorização. Novembro/21 tinha alta de US$ 23 por tonelada, cotado a US$ 2125, janeiro/22 registrava valorização de US$ 19 por tonelada, valendo US$ 2088, março/22 tinha alta de US$ 19 por tonelada, valendo US$ 2031 e maio/22 tinha alta de US$ 19 por tonelada, valendo US$ 2012.

No caso do conilon, o mercado segue atento às condições do Vientã, que além de lidar com os impasses logísticos enfrenta um novo lockdown - consequência do aumento de casos com a variante Delta. 


 

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br