Publicidade:

Café: Nova York e Londres abrem com ajustes nos preços após altas expressivas




 O mercado futuro do café arábica abriu o pregão desta quarta-feira (29) com ajustes nos preços após expressivas variações no pregão anterior. As cotações seguem tendo suporte na redução da oferta brasileira no ciclo 22. No Brasil, analistas mantêm a projeção de preços firmes no longo prazo para o café. 

De acordo com a última análise do Escritório Carvalhaes, cresce a cada dia nos mercados consumidores a conscientização de que o Brasil terminou o ano-safra 2020/2021 em junho último praticamente sem estoques em mãos de cafeicultores e não produziu na safra que acabou de colher café suficiente para abastecer adequadamente, no novo ano-safra iniciado em julho, seus importadores ao redor do mundo.  

Por volta das 07h49 (horário de Brasília), dezembro/21 tinha queda de 75 pontos, negociado por 197,85 cents/lbp, março/22 tinha recuo de 85 pontos, cotado a 200,60cents/lbp, maio/22 teve baixa de 70 pontos, valendo 201,90 cents/lbp e julho/22 registrou queda de 75 pontos, valendo 202,45 cents/lbp. 

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon opera com estabilidade nas principais referências. Novembro/21 tinha queda de US$ 9 por tonelada, valendo US$ 2151, janeiro/22 tinha baixa de US$ 1 por tonelada, cotado a US4 2144, março/22 tinha alta de US$ 2 por tonelada, valendo US$ 2090 e maio/22 tinha queda de US$ 3 por tonelada, valendo US$ 2061.

fonte : noticias agricolas

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br