Publicidade:

Boi: Mercado futuro opera com volatilidade na B3 assimilando as informações do caso da Vaca Louca



Após as informações do caso diagnosticado de Vaca Louca Atípica, os contratos futuros do boi gordo operam com volatilidade na Bolsa Brasileira (B3)  na sessão desta quinta-feira (02).  Os principais contratos inciaram a sessão com ligeiras desvalorizações, mas por volta das 11h00 (horário de Brasília) o vencimento setembro/21 trabalhava com ganho de 0,03% e negociado a R$ 299,00/@, enquanto o vencimento outubro/21 registrava alta de 0,18% e cotado a R$ 299,50/@.

De acordo com o Analista da Safras & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, as cotações futuras estão tentando assimilar as informações do mercado para chegar a uma precificação. “É importante tomar cautela nas negociações já que o movimento da última sessão foi muito agressivo. Não devemos entrar em pânico, pois a pior coisa é tentar tomar alguma posição no meio dessa confusão”, informou.

As indústrias frigoríficas seguem fora das compras e estão reduzindo as escalas de abate. “Não sabemos dizer qual é o preço da arroba do boi gordo no mercado físico, pois as indústrias não abriram as compras e estão reduzindo as escalas de abate”, comentou. 

O analista ressalta que para o mercado se posicionar com relação aos preços é preciso que o Ministério da Agricultura se posicione com mais informações sobre o caso.“São tantas especulações sobre o caso que é difícil saber o que está acontecendo e precisar o que vai acontecer com o mercado”, disse Iglesias. 

O Ministério da Agricultura emitiu uma nota de esclarecimento ao Notícias Agrícolas em que  não confirma e nem descarta o caso de Vaca Louca Atípica que travou negociações nas indústrias e fez cotações no mercado futuro do boi em São Paulo testarem limite de baixa no último pregão desta quarta-feira (01). Leia a nota:

NOTA  DE ESCLARECIMENTO: 

Como membro da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), o Brasil adota os procedimentos de vigilância, investigação e notificações recomendadas pela instituição. Casos em investigação são corriqueiros dentro dos procedimentos de vigilância estabelecidos e medidas preventivas são adotadas imediatamente para garantir o controle sanitário. Uma vez concluído o processo em investigação, os resultados serão informados.

fonte : www.noticiasagricolas.com.br

 

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br