Publicidade:

Banana/Cepea: Ritmo de colheita da prata perde intensidade




 Mesmo sendo a protagonista do período, em termos de oferta em âmbito nacional, o ritmo de colheita da banana prata anã tem recuado na maioria regiões acompanhadas pelo Hortifruti/Cepea nas últimas semanas. Isso porque alguns entraves climáticos afetaram a produção da variedade, resultando em um fim precoce da “safra” em algumas localidades. Confira, abaixo, como está a oferta em cada região:

Delfinópolis (MG): As geadas, ocorridas em julho, comprometeram grande parte da produção local. Assim, a oferta de prata da região se reduziu, sobretudo de cachos de primeira qualidade – efeito de chilling –, e deve seguir baixa em outubro. Espera-se uma retomada considerável da produção e da qualidade apenas para o próximo ano, segundo produtores locais.

Norte de Minas Gerais: Para outubro, espera-se uma baixa oferta na região, diante da finalização da “safra” local e da produtividade reduzida – longa exposição à estiagem. É importante destacar que problemas de rendimento estão sendo observados principalmente nos bananais com pouco investimento em tecnologia e irrigação. A disseminação do Mal-do-Panamá também tem preocupado produtores, pois a prata é mais suscetível ao fungo causador.

Linhares (ES): Essa região está se destacando pela boa qualidade dos cachos, visto que as chuvas no início de setembro melhoraram um pouco a produção local. Houve aumento pontual da oferta nas últimas semanas, diante das elevadas temperaturas, que aceleraram a maturação dos frutos. Porém, este quadro deve se normalizar rapidamente nas próximas semanas.

Bom Jesus da Lapa (BA): Assim como esperado, a região não apresentou um pico produtivo neste ano, devido à estiagem, que estressou os bananais, e aos elevados preços dos insumos agrícolas, que limitaram investimentos na cultura. Diante disso, o aumento da oferta foi contido nos últimos meses e deve recuar gradualmente após a primeira quinzena de outubro.

Vale do São Francisco (BA/PE): Produtores locais relataram que a “safra” de prata deve se intensificar nas próximas semanas. Mesmo com uma baixa pluviosidade, a irrigação tem mantido boas produção e qualidade na região. Bananicultores estão animados pela possibilidade de o período produtivo mais tardio gerar melhores retornos, já que a oferta nacional estará controlada.

fonte : www.noticiasagricolas.com.br

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br