Publicidade:

Mato Grosso reduz em 21% alertas de desmatamento, número superior ao restante da Amazônia Legal.



 



Mato Grosso fechou o último período de 12 meses com uma redução de 21,7% nos alertas de desmatamento em comparação ao mesmo período anterior, enquanto a média de todos os estados da Amazônia Legal foi de 4,3%. O percentual do estado representa mais de quatro vezes a média. O dado oficial é do Sistema de Detecção do Desmatamento em Tempo Real (Deter) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

"Além de refrear a curva crescente do desmatamento dos últimos anos, já mostramos queda muito superior à da Amazônia em em geral. Se excluírem Mato Grosso dos estados da Amazônia haveria um ligeiro aumento no desmatamento, o que denota que o estado é o maior contribuinte para a redução do desmate na Amazônia legal", explica a secretária Mauren Lazzaretti.

Em números, se retirarmos Mato Grosso dos estados da Amazônia, o aumento dos alertas de desmatamento seria de 0,3%, com o registro do corte raso de 6.994 km² no período de agosto a julho de 2019/2020, e o avanço para 7.015 km² em 2020/2021.

Nos últimos 12 meses (de agosto de 2020 a julho de 2021) em Mato Grosso, houve alerta de desmatamento de aproximadamente 1.452 km², enquanto no ano anterior houve 1.856 km², alcançando a marca de 21,7% de redução.

Já nos nove estados da Amazônia legal, incluindo Mato Grosso, o alerta apontou o corte raso de 8.467 km² nos últimos 12 meses, enquanto no ano anterior, o total foi de 8.850 km², cerca de 4,3% menor. Integram a Amazônia legal os estados: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Maranhão e Tocantins.

Redução de 60% no último mês

Apenas no mês de julho, Mato Grosso reduziu em 60% os alertas de desmatamento, mês que a Operação Amazônia obteve apoio do Exército Brasileiro, por meio da Operação Samaúma, para fiscalizar, autuar, e principalmente prevenir danos ambientais nas cidades que mais desmatam.

O resultado é fruto da política de tolerância zero com os ilícitos ambientais, praticada pelo Governo de Mato Grosso, e pelas ações integradas de combate aos crimes por meio da Operação Amazônia.

Mato Grosso também utiliza tecnologia para monitorar todo o território, por meio do sistema de monitoramento por satélite Planet. A iniciativa é financiada pelo Programa REM MT (do inglês, REDD para Pioneiros), que premia MT pelos resultados na redução do desmatamento nos últimos 10 anos.

Operação Amazônia

A operação Amazônia é contínua, mas intensifica a atuação da fiscalização e das forças de Segurança Pública nos municípios que mais desmatam.  O Estado aplicou R$ 979 milhões em multas nos primeiros sete meses do ano, e embargou 240 mil hectares por crimes contra a flora. Foram apreendidos 63 tratores pneu, 121 tratores esteira, 75 motosserras, 57 veículos, 29 armas de fogo e 39 pessoas conduzidas à delegacia.

Os maquinários de porte médio e pesado, e outros acessórios rurais flagrados na prática de crimes ambientais, são removidos do local, para evitar a reincidência e a continuidade do dano ambiental.

fonte : www.nortaonoticias.com.br

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br